domingo, junho 29, 2008

Enfermagem shopping center!


Há quem pense que já tinha visto (quase) tudo no actual mundo da nossa classe, mas há sempre uma pequena novidade ou surpresa (eufemismos para desgostos e mágoas).

Para que se saiba sem pudores: existe, em Portugal, uma Escola Superior de Enfermagem privada que lecciona parte do respectivo curso num Centro Comercial. Isso mesmo, um Shopping Center!!

Para quem julgava que a falta de condições físicas, científicas e humanas era um impedimento para "abrir" uma Escola, desengane-se.
É revoltante: para "abrir" (ou incrementar o número de vagas) determinados cursos superiores, é quase necessário um referendo (após a respectiva e extensa discussão na Assembleia da República) e notícia de abertura de todos os telejornais, mas outros não merecem a mesma atenção e interesse.

Se a excelência de uma classe profissional tem por base o rigor e a exigência da sua formação, pergunto: é esta a Enfermagem pela qual lutamos?

sexta-feira, junho 27, 2008

"Affirmans probat"!


"A Ordem dos Enfermeiros reuniu esta semana com o Governo para dizer que ou o Ministério da Saúde muda o modelo estatutário, ou então a instituição representativa dos Enfermeiros "assumirá publicamente o final da colaboração nas reformas"".

in Diário Económico

quinta-feira, junho 26, 2008

O Enfermeiro secreto?!?


Ao bom estilo 007, refiro-me ao Silva, Carvalho da Silva (o homem que só fez uma greve na vida!), o conhecido Secretário Geral da CGTP-IN.
O camarada anda a "discursar" na página principal do site do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), com a conivência e desejo deste, com um vídeo em grande destaque. Gostava de saber, com todo o respeito, onde é que o Carvalho da Silva se licenciou em Enfermagem... alguém sabe?

Compreendo a necessidade de uma "luta global", da negociação de quadros legais comuns, mas isto é... um abuso. A ser assim, mais valia fundir todo os sindicatos/plataformas e fundar o "sindicato de-todos-os-portugueses"!

A partir de determinada posição há que diferenciar os interesses e gerir as frentes de batalha de cada grupo profissional, senão corre-se o risco de desgastar os Enfermeiros e banalizar as respectivas acções.
Andamos fartos de pagar e suportar as acções dos outros! Andamos fartos de ser fantoches!
E que tal se os Enfermeiros começarem a lutar pelos Enfermeiros?

terça-feira, junho 24, 2008

O mundo de "pernas para o ar" - a esfregona como instrumento clínico?


Alguns Enfermeiros são obrigados a limpar e esfregar o chão, com receio de serem despedidos, enquanto os auxiliares recusam-se a executar tais tarefas! – Não, não é uma brincadeira. Isto acontece, segundo consta, no Hospital da Misericórdia de Vila Verde, Braga.

Os auxiliares dispõem, actualmente, de aparente maior poder reivindicativo que os Enfermeiros (as voltas que o mundo dá!).
O empilhamento inacreditável de currículos de profissionais de Enfermagem desempregados dá o privilégio aos administradores e coordenadores de brincarem com os Enfermeiros, humilhando-os, rindo-se da nossa classe, olhos nos olhos. Sem receios - "quem não quer, rua!" Há fileiras intermináveis de pessoal disponível para trabalhar. De borla se necessário e para limpar o chão se os administradores quiserem!
Toda esta questão vem no seguimento do despedimento de 24 Enfermeiros sem motivos evidentes. Sem justa causa. (poupar nos Enfermeiros está na berra, existem tantos que querem trabalhar, invariavelmente por valores reduzidos ao simbolismo)
Fico triste por estes colegas não terem tido um Enfermeiro-Coordenador que os defenda e estime a profissão, pelo contrário. E mais não digo, o Sr. Enf. Luís Barreira saberá, certamente, interpretar. (a palavra colegas não está enfatizada por mero acaso....)
Alguns, com 9 anos de serviço, foram despejados! É esta, a nossa estabilidade e dignidade? É para isto que serve formar Enfermeiros? São estes os tais rácios que muitos falam?

E porque há falta de Enfermeiros em Portugal (não é o que dizem?), a CESPU planeia e diligencia medidas para abrir mais uma Escola de Enfermagem. Desta feita, em Vila Verde - longe dos centros académicos, não acoplada a um Hospital Central, sem um corpo docente reconhecido, etc... É mesmo só para facturar mais uns cobres e sugar o escasso tutano que ainda pulsa no seio moribundo Enfermagem.


*****


Quem não está disposto a entrar no suicídio dos rácios, são os Dentistas. A Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), mostrou-se muito preocupada com o desemprego (e falta de condições laborais) que granjeia entre os seus profissionais.

Completamente desinteressados e indiferentes aos rácios da OCDE e afins, a OMD mostra-se atenta à realidade portuguesa. Portugal não é a OCDE e os problemas e condições da OCDE não são as portuguesas (aliás, no seu site, ao contrário da Ordem dos Enfermeiros, optou pela verdade e transparência e tratou de desmistificar num estudo que, os rácio de dentistas da OCDE, incluem (na contabilização) Dentistas, Estomatologistas e Odontologistas!). (A Ordem dos Enfermeiros esquece-se de referir aos seus membros que, os rácios da OCDE, contabilizam também os auxiliares de Enfermagem e afins, existentes noutros países.)

Foram conversar com o Presidente da República sobre a questão e aguardam que o Ministro Mariano Gago reduza as vagas e as faculdades que o Ensino Superior disponibiliza.
Os pés bem assentes na terra produzem melhores resultados que um sonho alado inconcretizável no seio de uma conjuntura negra.
Os Dentistas são realistas e estão atentos aos problemas de Portugal, os Enfermeiros aparentemente não. Talvez por isso é que os Dentistas ainda não andam de esfregona na mão (como os Enfermeiros em Vila Verde)...


segunda-feira, junho 23, 2008

O regresso...



É difícil retemperar as forças e a vontade em escassas semanas. Contudo, o descanso era necessário e soube bem.
Uso sempre a mesma regra há muitos anos - nos períodos de interregno afasto o corpo e a mente para longe das preocupações e assuntos quotidianos. Este ano, uma vez mais, a tradição cumpriu-se. Desta forma, os pensamentos mantiveram-se ocupados com outros conteúdos, outras pessoas e paisagens.

Se bem que o início "oficial" do exercício profissional seja só daqui a alguns dias, o blog regressa.

Foram vários os acontecimentos que ocorreram nesta pausa, alguns deles revestidos de grande importância - a partir de agora, começarão a ser discutidos aqui. Gostava de agradecer os imensos e-mails que recebi durante a minha ausência e todos os comentários que, apesar da interrupção declarada, continuaram a chegar.

Para finalizar e porque ficou prometido, deixo-vos algumas fotos das férias (todas da minha autoria)...

O voo de ida foi agradável. O regresso foi, sem dúvida, mais turbulento. O meu lugar favorito: junto à janela.


As águas azul-turquesa eram relativamente calmas e invulgarmente translúcidas...


A extraordinária companhia do Nicholas Sparks junto à piscina. "Juntos ao luar" é uma obra remarcável. Seguiram-se "Laços que perduram" e actualmente "À primeira vista". O fabuloso "Matemática das coisas", do Prof. Nuno Crato, foi lido, avidamente, logo no segundo e terceiro dia.

Longos dias passados em alto-mar a bordo de uma embarcação fantástica. Memorável. Entre a boa disposição e mergulhos, o mais encantador era a solidão e isolamento que o imenso oceano faculta. À noite, ausência de poluição luminosa colocava a descoberto um invulgar manto negro majestosamente polvilhado de estrelas. O infinito no verdadeiro sentido da palavra!


A beleza com que a Natureza nos brinda. Só quando abrandamos o ritmo frenético do dia-a-dia, temos tempo, abertura e disponibilidade para nos deliciarmos com os pequenos grandes pormenores do planeta azul.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!