sexta-feira, junho 22, 2007

"Enfermeiro em vez de médico"


Esta notícia já é conhecida, mas leiam bem o conteúdo desta artigo do Jornal O Primeiro de Janeiro, e notem bem como o governador civil refere que "a população não irá perder nenhum serviço, toda a gente pode ficar tranquila", pois "em vez de um médico em permanência nas instalações do centro de saúde, passará a estar um enfermeiro".


"Enfermeiro em vez de médico

Todos os centros de saúde do distrito de Bragança vão manter o atendimento nocturno. A garantia foi dada ontem pelo governador civil do distrito, que explicou que a única diferença é que, em vez de médico em permanência, passará a estar um enfermeiro.O governador civil de Bragança, Jorge Gomes, garantiu ontem à Lusa que todos os centros de saúde do distrito vão manter o atendimento nocturno. “Haverá alteração a partir de 23 Abril, mas a diferença em relação à situação actual é que, em vez de um médico em permanência nas instalações do centro de saúde, passará a estar um enfermeiro”, explicou. Acrescentou que o médico ficará de prevenção para intervir sempre que surja uma situação considerada urgente.“A população não irá perder nenhum serviço, toda a gente pode ficar tranquila”, garantiu o governador civil de Bragança, contrariando, assim, o teor de um protocolo da administração Regional de Saúde do Norte e informações prestadas à Lusa pela tutela. Segundo a fonte do gabinete do ministro da Saúde, a partir de 25 de Abril encerra em todos os centros de saúde o Serviço de Atendimento Permanente (SAP), que as populações locais consideram os serviços de urgência.Nessa data começa a funcionar a “consulta aberta”, das 8h00 às 22h00 durante a semana e das 9h00 às 15h00 ao fim-de-semana. Para o Ministério da Saúde, trata-se apenas de “novos horários” em relação ao serviço que os centros de saúde já prestavam e que deixam de funcionar durante a noite. Esta alteração consta de um protocolo assinado a 27 de Fevereiro entre a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte e a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros.
Meios alternativos
O ministro da Saúde, Correia de Campos, garantiu publicamente que nenhum serviço encerraria sem a existência de meios alternativos. Porém, o mesmo protocolo só prevê a chegada de duas ambulâncias SIV (Suporte Integrado de Vida) em Outubro e outras duas em Janeiro, juntamente com um helicóptero de socorro. Durante quase meio ano, o Distrito de Bragança disporá apenas, em termos de emergência pré-hospitalar, de uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), sedeada a norte, a cerca de 140 quilómetros das populações mais a sul do Distrito.Segundo as informações recolhidas pela Lusa em 21 de Março, os serviços de urgência vão ficar resumidos, a partir de 25 de Abril, às médico-cirúrgicas dos hospitais de Bragança e de Mirandela e à básica do hospital de Macedo de Cavaleiros. "

Comments:
SAP de Bragança, fala a Marta.
 
acho que a população ficou bem servida com os enfermeiros. não se ouve ninguém queixar, só mesmo a ordem dos médicos... mas essa, também, queixa-se por tudo e por nada.
 
Tadinhas das horas exra ordinárias!!!
 
Evolução.
 
A evolução começa algures.
 
Evolução? Naturalmente!
Neste caso concreto, creio que o termo a aplicar será: revolução.
 
Involução...
 
É assim mesmo. Durante muito tempo, os médicos foram subindo posições na sociedade usando os Enfermeiros como degraus. Agora é a vez de ser ao contrário!
 
foi para rir ou para chorar? os medicos precisam muito de enfermeiros... para mudar os lençois da marquesa!!!
 
Penso que isto é mesmo uma república das bananas.

Desde quando é que um enfermeiro pode fazer um lugar de um médico?

Já agora é melhor lá porem um auxiliar de acção médica, sai sempre mais barato que por lá um simples enfermeiro.

Mais suma zona do Pais a se evitar, nem para passar ferias nem para murar.
 
Tanta inveja, senhores que se intitulam doutores do leito!
 
anónimo disse:

"foi para rir ou para chorar? os medicos precisam muito de enfermeiros... para mudar os lençois da marquesa!!! "

Então porque é que quando os Enfermeiros fazem greve os médicos deixam de dar consultas, operar, etc, etc...Será que a falta de mudas do papel da marquesa dá este resultado?
 
Paulo Ferreira disse:

"Mais suma zona do Pais a se evitar, nem para passar ferias nem para murar. "

Quando diz "murar" refere-se ao acto de construir um muro?
 
Nunca gostei de "murar" onde quer que fosse, mas também não interessa.
O que interessa é que o Sr. Paulo Ferreira acha isto uma república das bananas, pois "Desde quando é que um enfermeiro pode fazer um lugar de um médico?"

Sr. Paulo, deixe-me dizer então que, tendo em conta a evolução do sistemas de saúde em todo o mundo, isto é um planeta de bananas, pois em todos os países os enfermeiros estão a assumir novos papeis e responsabilidades, com muito bons resultados!! Existem vários estudos que comprovam que os enfermeiros têm a mesma qualidade de atendimento e resolução de problemas que os médicos!
O que me parece é que em num SAP, ter um médico e ter um enfermeiro é igual, e quem está "dentro" da saúde sabe bem isso! Só falta mesma os enfermeiros prescreverem, o que não tardará muito tendo em conta a evolução nesta matéria de países vizinhos!
 
E vejamos o caso da Australia; Reino Unido e Estados Unidos da América!!!
 
Exacto. Nem mais.
 
De facto é evolução, mas nas devemos menosprezar as nossas competências actuais. Nenhum enfermeiro quer sustituir outro profissional. Os enfermeiros, médicos e outros profissionas que operam na saúde são, indubitavelmente, imprescendíveis. Outras responsabilidades se avizinham. Seria benéfico existir uma convergência dos enfermeiros e das organizações que os representam neste domínio.

Enf. Rui
 
este blog é o blog da "guerrinha" contra os médicos... se antes pensava de outra maneira, agora não tenho dúvida. um conselho, e q não aprendi no curso de medicina: dor de coto cura-se com creme nivea...!
 
Não foi no curso de medicina??
Então mas CURAR não é algo exclusivamente médico (ou gostariam que fosse)?? Mas obrigado pela dica, pois honestamente vejo que sabe como o fazer...mas ainda assim é uma informação que não nos é muito útil, a nós enfermeiros.
 
" vários estudos que comprovam que os enfermeiros têm a mesma qualidade de atendimento e resolução de problemas que os médicos!" esta frase continua a ser a minha predilecta pela burrice que encerra... sem mais comentários
 
Ao senhor do comentario anterior, siga o conselho do seu colega de por nivea....
 
PAra quem acha que o médico é que sabe:

Tenho uma prima que acabou Medicina há 3 anos e está na especialidade e em verdade vos digo: é burra que nem uma porta! Falamos muitas vezes de assuntos relacionados com a saúde e frequentemente sou eu que lhe ensino mais umas coisitas que fogem do âmbito da sua especialidade e que até lhe faz jeito para aplicar nos seus doentes. No entanto, teve acima de 90% no exame de especialidade e está no internato de uma especialidade dita de topo !!!
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
"...formacãozeca" (BURRO:2007)
Mas que é isto: será que está a dizer ao seu amigo Zeca, que o seu minúsculo córtex cerebral tem a forma de um cão? Ou está numa crise obsessiva?
Então e esta:
"...você, jumtos"(BURRO:2007)
Será que quer dizer alguma coisa mas ninguém lhe liga, ou entende, é isso?
Tal como o meu caro disse, também eu tenho a certeza de uma coisa:
- DESLIGUE O COMPUTADOR (nesse botão onde diz on/off - vai ver que não é difícil) e faça um retiro espiritual, ou então beba um red bull. Vai sentir-se revigorado...
Até já (se me apetecer)
 
Bem, este blog é perfeito para uma coisa: conhecer a infeliz essência de muitos médicos portugueses... o tipo de argumentos que utilizem para insultar os outros... lamentável...
Deixem de envergonhar a classe Médica!! Simplesmente desprezível...
 
Bem, antes de mais olá a todos!
É a primeira vez que navego por este blog e na generalidade acho-o interessante pela forma como procura e comenta informações relativas à àrea da saúde, especialmente a enfermagem. Sinceramente até me ri ao ler algum dos comentários,... No que se refere a este post o trabalho de um enfermeiro e de um médico são distintos (apesar de algumas vezes ser pouco claro a fronteira)e o que me precocupa muitas vezes é ver clarificada esta fronteira entre os enfermeiros e médicos. Não acho que a afirmação da enfermagem passe por podermos prescrever fármacos, ou poder fazer outras actividades médicas. Não vim para enfermagem para ser médica, para isso ia para medicina. A enfermagem tem a sua própria identidade, muito confusa, às vezes até mesmo para os enfermeiros. Certamente porque tem mudado muito nos últimos anos. Acho é que é importante focarmo-nos no desenvolvimento da nossa profissão e não em tirar trabalho a outras. Até porque o nosso, diga-se de passagem, já dá muito trabalho e ainda tem muito para melhorar, mesmo muito.

Beijo***

PS. se tiver algum erro desculpem, mas quando escrevo na net, ao contrário dos trabalhos académicos, não costumo fazer uma revisão exaustiva dos erros.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!