sexta-feira, novembro 30, 2007

A opinão que é partilhada por muitos Enfermeiros....


Transcrevo o comentário de um(a) colega. Para reflectir profundamente.


"Vou-lhe dizer a razão pela qual a "Enfermagem está uma Vergonha". Quer saber? Esta mesmo interessada?

Então cá vai:
A primeira razão é a mais óbvia: a Bastonária não é claramente uma líder. E não venha já dizer que estou a ofender; não é uma líder porque não foi capaz de motivar os colegas, não foi capaz de comunicar, comunica mal as ideias, distanciou-se do mundo real da profissão de enfermagem e dos seus problemas; ficou presa ao seu lugar pensando sempre que o seu lugar estaria garantido sem "luta" para um segundo mandato. Já contava com este mandado. Não contava é com outras listas - "saiu-lhe o tiro pela culatra";

Em segundo porque não tem "Poder" político; ao contrário do que muitos tentam afirmar a Ordem deve envolver-se de "corpo e alma" nas políticas da saúde; e na verdade, nenhum dos actuais políticos no poder lhe liga nenhuma pelo seu passado comunista e o dos seus amigos; e não sejam ignorantes ao virem dizer-me que a política não entra nas Ordens... vejam TODAS as outras Ordens e depois digam o que pensam;

Em terceiro porque efectuaram políticas de "ziguezague" em muitas matérias: não se souberam posicionar relativamente a Bolonha, não souberam posicionar-se sobre a problemática de termos "perdido" poder através dos enfermeiros directores, não foram capazes de definir (e o quanto isto era importante) o "perfil" do Enfermeiro (estou a falar de carreira), não foram perdidos nem achados na questão das USF, limitando-se a aceitar o resultado final do diploma, fazendo passar o nível dos cuidados de enfermagem "para empregadas de escritório" (e não me venha falar do Dec-lei que já li) fazendo retroceder a enfermagem para o século XIX, quando esta área dos cuidados de saúde primários deveria ter sido prioridade "política" da actual direcção da Ordem;

Os cuidados de saúde Primários deveriam ter sido liderados pela profissão de Enfermagem e não fazerem de nós empregadas dos médicos como recentemente (e sem querer) disse o candidato a Bastonário da Ordem dos Médicos Miguel Leão;Não foram capazes de definir atempadamente e rapidamente as questões e problemáticas referentes às especialidades, em que continuamos a ter a "medico-cirúrgica" a "Reabilitação" a "Obstetrícia" e pouco mais (já existem há 50 anos);

Não foram capazes de "controlar" o crescimento exponencial das escolas onde defenderam um modelo obsoleto e descaracterizado permitindo formar de forma descontrolada profissionais a mais;

Não foram capazes de intervir na qualidade do Ensino da Enfermagem regulando e avaliando, chamando atenção às escolas para a qualidade dos seus docentes e dos seus programas, assim como chamar a atenção pelas qualidade dos Ensinos clínicos(já sei que me vão dizer que não compete À Ordem: tretas e mais tretas! não deve competir só à nossa Ordem porque às outras compete);

Não foram capazes de interferir de forma decisiva sobre a nova lei das farmácias, tendo sido retiradas vergonhosamente e com complacência da actual ordem dos enfermeiros competências aos enfermeiros uma vez mais;

Enfim o leque é imenso - Apenas refiro as mais importantes;

Perdemos nos últimos anos autonomia e com isso "Poder" dentro do SNS, perdemos competências, perdemos motivação, perdemos o interesse, perdemos estatuto, perdemos espaço político, as outras profissões de saúde perderam respeito por nós, enfim... uma vergonha!

Mas a curiosidade, e ao contrário do que quis insinuar, é que temos enfermeiros fantásticos a fazerem um trabalho fantástico. Mas graças à actuação da actual Ordem nem isso somos capazes de ver."

Comments:
Que pena que tenho de quem é incapaz de ver a realidade. Se hoje há uma lider na Enfermagem Portuguesa, ela é sem margem para dúvidas a Augusta Sousa. Respeitada e reconhecida, por muito que tentem dizer o contrário, os enfermeiros portugueses reconhece-no. Não é a Santa Milagreira da Pátria, como o Doutor Enfermeiro (EA), mas já deu provas de maturidade e competências para liderar esta nobre profissão.
Enquanto o Doutor Enfermeiro assobia, outros enfermeiros trabalhavam para minimizar os estragos que ele produz. Onde toca tudo destrói. Expulso de reuniões, mal educado, perseguidor de quem o critica, desrespeitador das normas éticas e deontológicas, não consegue ser um interlocutor... Assuma o seu papel de arauto da desgraça e boa viagem até ao mundo da fantasia. Talvez por lá num passo de mágica consigam transformar essa douta mente em algo mais proveitoso.
 
Parabéns ao autor(a) do comentário,porque faz uma analise muito clara da realidade da enfermagem, embora eu pense que todos somos culpados desta realidade
É pena que não parem para reflectir, e unir esforços deixando de lado este apedrejamento entre enfermeiros.
 
A Maria Augusta já deu provas de maturidade e competência? Quais? Está a brincar não está! Só pode! É que a Enfermagem está de rastos e o colega fala em competência...Então digo-lhe desda já, se esta é a competência da ex-bastonária, então eu não a quero ver mais... porque tudo se deteorou no seu mandato! Batemos no fundo!

E depois vem dizer que o doutorenfermeiro é que anda no mundo da fantasia!! Já viu onde anda a Maria Augusta? Isso mesmo, no mar da utopia.

Quanto ao doutorenfermeiro, conhece-o? Eu não o conheço pessoalmente, mas sei quem ele é.
Um dia se o sr. doutorenfermeiro quiser sair do anonimato, ele diz-lhe quem é e o que fez pela profissão. Mais do que certamente o sr. anónimo fez...
 
Concordo com cuidar, uma visão muito clara da infeliz realidade da enfermagem.
Que estes dias até as eleições sirvam para uma reflexão séria porque ganhe quem ganhar já perdemos muito e por este andar se não nos unirmos voltamos aos anos 70
 
Meus amigos,

Triste é quando se le algo e se interpreta de outra forma. Gostava que me respondessem onde é que o enfº da USF é criado de alguém? se bem sei em todo o SNS não á equipa onde a opinião dos enferemeiros conte, a não ser a do chefe! Nas USF's há algo chamado conselho geral. Leia e diga-me quais são as competências!!! Se tem duvidas que as coisas funcionem assim, venham ver como estão no terreno a funcionar!!!

É convite!


Rui Cardeira
 
Estou banzado!

Acabei de ver que o EA quer mudar a OE com apenas SEIS pessoas!!!!

COMO PODE???

E se ainda fossem seis óptimos exemplos de competência, profissionalismo e dedicação à profissão...mas, FRANCAMENTE, ó EA, estava distraído ou escolheu-os de propósito para perder as eleições.

NÃO HÁ UM QUE SE APROVEITE!!!!

E, para não dizerem que eu estou a ser maldoso, não serei eu a contar as mirabolantes histórias do BANDO DOS SEIS.

Não é que não sejam interessantes e caracterizadoras, mas centremo-nos no que é verdadeiramente ASSUSTADOR.

Reduzamos a questão ao absurdo:
o EA é eleito Bastonário (Cruz, credo!! até assim me custa dizê-lo) e os outros cinco do BANDO DOS SEIS são eleitos para o Conselho Directivo (nem quero pensar!!!):

COMO É QUE O ESTAS SEIS PESSOAS VÃO CONSEGUIR CUMPRIR O SEU PROGRAMA DE ACÇÃO SE TODOS OS RESTANTES ÓRGÃOS NACIONAIS FORAM ELEITOS COM UM OUTRO PROGRAMA DE ACÇÃO?

É que no CD ainda poderão fazer valer as suas ideias, pois terão maioria, MAS NÃO É O CONSELHO DIRECTIVO QUE EXECUTA AS DECISÕES!!!!

O que é que o EA vai fazer quando por exemplo o Presidente eleito do Conselho de Enfermagem recusar cumprir as suas orientações porque estas VIOLAM O PROGRAMA DE ACÇÃO QUE ELEGERAM OS MEMBROS DO CONSELHO DE ENFERMAGEM E PELAS QUAIS SÃO RESPONSABILIZÁVEIS PERANTE OS ENFERMEIROS QUE NELES VOTARAM???


ALGUÉM ME EXPLICA???

É QUE O SITE DO AZEVEDO NÃO DÁ PARA COLOCAR QUESTÕES (PORQUE SERÁ????)

E as perguntas a que ele escolhe responder parecem saídas directamente do "livrinho vermelho", e por razões que cá por cima todos conhecemos, a sua campanha está virada para a caça ao voto daqueles que não o conhecem (já repararam que 95% das acções de campanha se passam no centro e sul), como quem diz: QUEM NÃO ME CONHECE QUE ME COMPRE!!!

Será que o DrEnf., distinto arauto do EA, se dignará a esclarecer este mistério?

COMO PENSA O EA CUMPRIR O SEU PROGRAMA DE ACÇÃO, COM ÓRGÃOS NACIONAIS (para quem não sabe eu explico: Mesa da Assembleia Geral, Conselho Fiscal, Conselho Jurisdicional, Conselho de Enfermagem, Comissão de Cuidados Gerais, Comissão de Formação, Comissões das seis especialidades) ELEITOS PARA CUMPRIREM OUTRO (muito melhor e mais coerente diga-se de passagem) PROGRAMA DE ACÇÃO???

Serão capazes de me elucidar????
 
"É QUE O SITE DO AZEVEDO NÃO DÁ PARA COLOCAR QUESTÕES (PORQUE SERÁ????) "

No site da Enf. MAS SÓ são aceites os comentários mais abonatórios, o que é uma falta de frontalidade. Mais vale não aceitar nada...

"Acabei de ver que o EA quer mudar a OE com apenas SEIS pessoas!!!!
COMO PODE???"
Será que o DrEnf., distinto arauto do EA, se dignará a esclarecer este mistério?"

Caro colega,
UMA só pessoa mudou a Enfermagem: Florence Nightingale.
Não precisamos de muitos, precisamos de bons.
 
Bons?

Pois, pois...
É por isso que os seus currículos profissonais são tão amplamente dissecados nos inúmeros meios de divulgação que a candidatura tem disponibilizados...

Não me faça ...a rir

Está mais que visto que a estratégia da lista C é a caça ao voto do enfermeiro que está menos informado
 
Palmas..

Palmas para (o)a autor(a) do texto...

Se demais pessoas conseguem ver a realidade "estranha" que enfrenta a Enfermagem, tal como o(a) autor(a), sem o auxílio de um curriculum vitae vasto e com a experiência da idade, não sei porque a Sra. Enf. MAS também não a mesma realidade. Ainda deve estar desfasada do século actual...

É tempo de mudar... Porque é preciso..

Pelo menos, a Enf. MAS desta não ganha...

Nota à parte: Ela já deve andar com dores de cabeça... Pois agora só pode «sonhar» com outro mandato. AINDA BEM!!!!!

ESTOU FARTO DELA!

Cumps...
 
" Pelo menos, a Enf. MAS desta não ganha..."

Já foram as eleições ??? Querem ver que me esqueci de ir votar ...!!! Dassss
 
ANÓNIMO das 10:56
diga-me uma coisa, há 4 anos atrás quando a Enf. MAS se candidatou eu nao vi os curriculos detalhados nem dissecados dos enfermeiros que agora exercem funções pois não?

outra questão se nao se importar, desde quando é que saber a quantos congressos, quantos cursos desses sem qualidade, quantas pós graduações sem interesse, mestrados sem qualidade interessam significativamente para poder concorrer aos órgãos da Ordem? existe muitas formas de ter um curriculo extenso mas sem qualidade. nao é pelo curriculo que se pode dizer que alguém vai desempenhar ou nao boas funções na ordem.

Até porque as pessoas que agora desempenham funções à 4 anos anos atrás nao eram ninguém exceptuando 2 pessoas, e isso nao significou que as outras fizessem um mau trabalho, até pelo contrário quem se destacou foram pessoas sem grande nfluencia na altura. Chega de demagogias porque é que recorrem sempre a estes aspectos, nao têm argumentos para justificar o descontentamento dos enfermeiros perante a ORDEM?

Por favor assumam que é dificil e que nao estão aptos para continuar e deixem outros tentar, sem nao houver oportunidade para mudar nada será feito.
Estou cansado de ouvir sempre as mesmas coisas das pessoas que agoram estão no poder. há 4 anos atrás a enfermagem estava em crescimento exponencial, nestes quatro anos estamos a perder tudo porque nao existe ninguém especialmente os dirigentes activos.
Por favor argumentem com qualidade, estou velho e cansado das mesmas coisas à 4 anos. os jovens merecem algo de melhor para os proximos 4 anos...
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Colegas,
todos os comentários são aceites e muito bem-vindos, exceptuando aqueles que são acompanhados de linguagem menos própria.
 
Essa de insultar a ex-Bastonária, caluniando-a de lider, só para quem não quer fazer uso das vistinhas é que não vê que a MAS não merece que lhe chamem essa alcunha. É uma pessoa de bem e não merece que lhe chamem lider do que quer que seja.
Tenham maneiras...
 
Estive a fazer contas e o EA já ganhou as eleições.
Não se admirem os anónimos opinantes que ele ande pelas terras do sul, à caça ao voto, pois deve estar a exercer um direito que lhe assiste: o de fzer campanha nos locais onde certamente é menos conhecido.
A ex-Bastonária apesar de estar há 8 anos contra a Ordem e a mantê-la secreta, como se de seita se tratasse, também anda, agora a percorrer caminhos por onde nunca tinha passado.
Aqui em Viana, de onde vos visito, até a mandámos e a sua acompanhante, descansar, porque lhe notamos um cansaço exagerado para o esforço que está a fazer para não dar a Ordem a conhecer.
 
Ó Ruizinho Cardeira, quanto te pagam para dizeres o que dizes das USF?
Sabemos que os diminuidos não gostam de ser comandados pelos seus iguais. É assim com os auxiliares, que preferem ser mandados pelos enfermeiros do que pelos seus encarregados.
Também é assim com aqueles enfermeiros que gostam de ser comandados e mandados por médicos. É mesmo assim.
A história vai-te julgar a ti e à Maria do Carmo que até tendes direito a falar pelas USF no JN e outros meios de comunicação enviados, não à Ordem que nos representa e a dita lider falar, nem aos sindicatos.
São os Ruizinhos arvorados em reizinhos que se metem onde não têm capacidade de sair (bem).
Os Enfermeiros não precisam de ir ver as tuas maravilhas tão cantadas e celebradas; conhecem bem o que são nado-mortos.
Os Enfermeiros já cresceram de mais para participarem em sistemas modulares de 1/2 e USF onde só os Ruis foram ouvidos, porquê?
Será uma homenagem à inteligência?
Não parece.
 
Parabéns ao autor do comentário acima expresso.
São visões rasgadas e descomprometidas como a de quem escreveu uma nota tão clara e actual que vão ajudar a passar o atoleiro em que nos meteram.
Parabéns pelo bom serviço prestado à Classe.
 
Sr. Dr. não enfermeiro, não adianta dizer que o Azevedo é profeta da desgraça e que é expulso de reuniões, porque ninguém acredita em si.
Seria preciso esse personagem enfermeiro estar noutra galáxia para se lhe atribuirem os insultos que lhe fez.
Se é incómodo e não duvido que seja, é para defender as injustiças e estragos de que os Enfermeiros são vítimas. Vê-se à distância que não é enfermeiro e diverte-se a insultar quem lhe dá água pela barba.
Sossegue, porque ele vai ganhar, pois é essa a vontade dos enfermeiros.
Aí é que vamos ver se conserta ou desconserta tudo.
 
Um visionário diz que tem pena de que não vejam a realidade...
Qual realidade:
a que ele gostaria de ver?
a que um esquizofrénico vê?
ou a que temos na Ordem?
A sua mente delirante até consegue ver na extinta Bastonária uma lider.
Diga-me quem é o seu oculista e o psiquiatra que lhe trocou a medicação, para que o irreal lhe pareça a realidade...
Caminhando vamos: vamo-nos ao caminho.
 
Li e não me pareceu escrita de bom apreciador dizer que os candidatos aoiantes do EA são uns que não se aproveitam.
Ora bem, são a alternativa, pois piores que os actuais não são de certeza e a esses já os conhecemos bem e o anónimo também. Está é a gozar com a nossa cara.
 
subscrevo o comentário anterior os apoiantes da MAS estao desesperados e já disparam em todas as direcções. a pedra no charco começa a fazer muitas ondas. aquilo que seria apenas uma candidatura desconhecida começa agora a ganhar muitos apoiantes e isso deixa muita gente desconfortável. vamos continuar a atirar pedras ao lago para ver se os sapos saem fora...
 
O Sr. Enfº Azevedo quer tanto contactar com os enfermeiros que o mail que coloca no seu blog não existe!
Msg de resposta a um mail que enviei:

This is an automatically generated Delivery Status Notification

Delivery to the following recipient failed permanently:

'josecorreiaazevedo@gmail.com'

Technical details of permanent failure:
PERM_FAILURE: Parse Error: Illegal To: address (invalid domain name): 'josecorreiaazevedo@gmail.com'

1º manda msg's para o blog e não tem frontalidade para as assinar e depois dá um mail que não existe. Esta é a famosa abertura do vosso dito lider!
Nas palavras dele diria:

"Vão pra filândia, lá os mail dos candidatos são verdadeiros e atendem sempre o telemóvel!"

Só um homem que usa o dinheiro do sindicato para se promover é capaz de algo assim! À pois não se esqueçam que ele editou um livro em nome dele, mas pago pelo sindicato que ofereçe a todas as pessoas.
Ao meu local de trabalho chegaram 3 cópias! Mas não há problema! Os enfermeiros ganham muito e só descontam 1% do vencimento para o Sr. se auto promover!! lol. Coitado do velhinho!!!

Só pra chatear o velhinho!!!
 
Para quem já teve oportunidade de ler a entrevista do candidato da lista C acessível em http://www.forumenfermagem.org/index.php?option=com_magazine&func=show_article&id=154

Segundo Olsen et all, é necessário distinguir doutrina de ideologia (inconsciente e tida como garantida “sistema de representações, inscrita no discurso, “incorporada nas palavras”) pois doutrina é como um sistema de crenças que os indivíduos podem escolher ou rejeitar.

Entre a doutrina e a ideologia escolho a "Doutrina da Autonomia da Enfermagem" patente no discurso realista da Enf. Maria Augusta de Sousa.

O candidato José Azevedo dá por garantido um conjunto de princípios que só podem ser enquadrados no ãmbito do ideologico, entre os quais, a existência de um mandato legal para o Bastonário da OE para regular a vida das instituições de formação de base da Enfermagem.

Mais, nos sonhos de vitoria nestas eleições, o Sr. Enf. José Azevedo apenas necessita de se apresentar a estas eleições com equipa para o Conselho Directivo em termos de órgãos nacionais. Deve dar como garantido que os restantes orgãos nacionais adotariam acríticamente o seu discurso legalmente não sustentável.

O Enf. Azevedo não conseguiu à frente do Sindicato dos Enfermeiros do Norte, impedir o aumento da idade de reforma, a precarização dos contratos dos recém-licenciados e quer agora fazer creer aos mais incautos que como Bastonário vai de um só golpe e praticamente sozinho, resolver o problema da empregabilidade, do reconhecimento social da profissão. Pensa que vai ter margem de manobra para impôr ao governo PS sua visão de politica de saúde, logo após ter andado a escrever cartas abertas aos enfermeiros militantes do PSD a apelar à tomada de poder por parte dele e do seu "grupo do taxi"

O Enf. José Azevedo tem a seu favor o descontentamento generalizado dos enfermeiros. Devemos assumi-lo sem pudor. Esse descontentamento surge por vários factores. Neste cenário o Enf. Azevedo apropiou-se da palavra "mudança". mas onde está a verdadeira mudança?

Para mim, está no cumprimento eficaz e rigoroso do programa de acção desta lista. na operacionalização do MDP.
Por isso, a mudança com vista à resolução de alguns dos graves problemas que afectam a classe, passa por implementar aquilo que foi desenhado e pensado á custa de muitos impasses e reflexões com os enfermeiros do terreno no anterior mandato.

Força! Enf. Maria Augusta Sousa, o caminho é difícil mas é o único que nos perspectiva algo de concreto para a profissão e para a saúde dos portugueses.
 
Caro colega,

Doutor enfermeiro só se pronuncia sobre o mail?
E o resto?
Não justifica?
Já agora, os livros não foram pedidos, cairam de paraquedas!


Só pra chatear o velhinho!!!
 
o que é certo é que se ficarmos na mesma o que de mau aconteceu nos ultimos 4 anos vai continuar a acontecer nos proximos 4 anos. e nao foram poucas as coisas que correram mal. todos dizem que é preciso mudar até mesmo os apoiantes de MAS. agora mudar o quê? vamos ver o que vai dar sinseramente acho que vai ganhar a MAS porque ela tem os chefes de serviço todos comprados porque já têm tachos. os outros tal como eu andaremos à nora à procura de emprego. vao ser mais 4 anos de apertar o cinto e a perder tudo oq ue ganhámos. o mal foi quem votou nela à 4 anos, por vossa causa andamos nós a sofrer as vossas inconsciências. mas como quem votou é chefe e tem tacho nao se importa que ela ganhe outra vez. quem se lixa é o mexilhão. Eu queria que isto mudasse de caras para ver se tinhamos mais e maior esperança num futuro mas tou a ver que a maioria dos enfermeiros que vao votat MAS sao ceguinhos e nao vêm oq ue se está a passar actualmente. Pessoal que iriam votar MAS por favor fiquem quietinhos no vosso tacho e nao estraguem mais do que já foi feito.
 
Caro colega das 5:45 PM,

De que vale este o aquele candidato ter os chefes como aliados? Não se esqueça que vivemos numa DEMOCRACIA representativa. Neste caso é precisamente o "mexilhão" que conta, e que somos todos nós, e que são muitos.
Que o digam os colegas recém-licenciados...

Para o colega Pedro:
- porque insiste na tónica da cor política?
Será mentira se disser que muitos dos "colaboradores" da lista D são do PCP? Hem?

Então quer mudança, mas defende a continuidade (dos que lá estão, claro está)? Programa? Que já estva traçado? Mas se já estva traçado, onde estão os resultados? Verifico tristemente alguns factos. Serão esses os resultados que se anteviam? Senão, quais os resultados a antever? A curto, médio, ou a longo, muito longo prazo?
Que balanço meu caro? Quais os prós e contras?
A CIPE? Nem imagina as opiniões de muitos dos nossos colegas (ainda assim e pessoalmente, acho ser algo importante - contudo deveria ir no sentido de "facilitar" a vida dos enfermeiros, nomeadamente no consumo do seu precioso tempo, com tudo o que isso acarreta).
Modelo de desenvolvimento profissional? Será que com recurso a outro nome queriam dizer: acto de enfermagem? Por favor, vamos ser objectivos e acima de tudo honestos. Chega de filosofia barata.

Sabe, é que estou farto de ver a Enfermagem achincalhada. Perdoe, mas não me revejo na Enfermagem do "movimento corporal", "drama" e algo do género.
 
Errata:
- leia-se aliado, onde está aliados.
 
E se os colegas começassem a fazer mais e falar menos?? A cuidar do cidadão com olhos e mãos humanos? A não passar trabalho que é da nossa competência a outros e depois queixam-se que os outros fazem o que não lhes compete! Apresentem ideias em AGs, não falem só por falar! Não critiquem sem dar novas ideias e ajudas, afinal a Ordem é de todos os enfermeiros!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!