quarta-feira, novembro 14, 2007

www.enganar-os-enfermeiros.com

Bibliografia fundamental para quem pensa em votar na Enf. MAS

A Enf. Maria Augusta de Sousa repensou a sua campanha, e decidiu explorar outras estratégias para angariação de votos. À falta de argumentos racionais e suportados, a concepção de um novo site de candidatura pareceu a medida mais favorável.

A grande maioria dos seus apoiantes regozijam-se agora, pelo novo design do seu interface. De facto, é mesmo isso, apenas um facelift. As ideias são obsoletas, a ideologia é a mesma de sempre (obcecada pelos rácios, apesar do aumento exponencial do desemprego), e a postura reflecte a mesma inércia que bem a caracteriza.

Agora, impossível de negar, é a campanha desaustinada que a Enf. MAS encetou. Durante 4 anos quase não se ouviu a sua voz, subitamente, dá a cara às televisões, defende a falta de campos de estágios, reivindica Enfermeiros nas ambulâncias, entre outras coisas...
Mais parece marketing político barato, do tipo "deixa-as-inaugurações-para-a-véspera-das-eleições". Haverá ainda alguém que acredite nesta "fantasia-de-último-minuto"?
Ela viaja, visita hospitais e centros de saúde, aparece nas televisões e rádios, encomenda, almoça/janta com Enfermeiros apoiantes, pernoita em hotéis requintados e até quer fazer transparecer que pensa em resolver alguns problemas que afectam da classe! Poderá enganar os que sofrem de memória curta, os outros certamente não.

Mais grave, os curiosos poderão levantar algumas questões acerca do financiamento da sua campanha. De onde provirá o dinheiro? É isso mesmo colegas, acertaram... das nossas quotas!
É que com os 1000 Euros/"por órgão nacional" e 800 Euros/"por cada um dos órgãos regionais" atribuídos pela própria OE, não pagam os devaneios eleitorais da Enf. MAS e respectiva comitiva!
a
Resolvi visitar o orgulho da Enf. MAS (novo site), e vi, estupefacto, o vídeo com o qual nos presenteia logo à chegada. Um discurso gasto e vago, sem novidades. Disse tudo... e não disse nada.
Basta escutar o início do vídeo: "Dirijo-me a todos os colegas, com o objectivo de.. por um lado, vos transmitir uma grande convicção de que temos 4 anos pela frente"...
Bom, espero que todos tenham bem mais do que 4 anos pela frente, mas de qualquer forma, agradecemos à actual bastonária essa preciosa informação que, creio, a maioria desconhecia até ao momento!

Referiu ainda, com um sorriso irónico (não lhe ficou bem!), que muitos colegas confundem as funções da Ordem com a dos Sindicatos. Acho que, sinceramente, a nossa Ordem perde pela tentativa exagerada em se demarcar dos sindicatos. Há, como sabem, lutas e projectos comuns aos dois (as boas condições de trabalho, por exemplo)!

Muitos colegas, quando atribuem à Ordem dos Enfermeiros certas responsabilidades e deveres, fazem-no a pensar na capacidade interventiva de outras Ordens profissionais (Médicos, Advogados, Engenheiros...). Essas sim, intervêm, defendem e promovem a respectiva classe, ignorando muitas vezes questões burocráticas, as quais a Ordem dos Enfermeiros se dedica sistematicamente a invocar para nada fazer.

Ouve-se dizer, por exemplo, que "não é a Ordem que regula o número de vagas do ensino superior" . De facto, sabemos que não o faz directamente. Não tem competência legal. Mas outras Ordens indirectamente fazem-no... como?
Tal como o Enf. José Azevedo sabiamente refere,: "mas há outra que é a forma de as abordar com inteligência e imaginação suficientes, para que sejam dinâmicas e produzam os efeitos que se esperam da nossa Ordem". A tal inteligência e imaginação que caracterizam algumas Ordens! Algumas podem mesmo servir de modelo para várias classes!
Todos nós já ouvimos as afirmações dos vários bastonários (Médicos, Advogados, Engenheiros, Dentistas) contra o excesso de vagas no ensino superior. Todos sabemos que estes recorrem a "estratégias diversas" para gerir essa situação... apesar de ser a tutela a responsável oficial!

Quanto aos projectos das candidaturas, o do Enf. Azevedo (10 "linhas de acção"), é possível lê-lo aqui. Os 10 "compromissos" do projecto da Enf. MAS são, como era de esperar, incongruentes e demasiadamente turvos.
Leia-se por exemplo o 3º compromisso: "Participar activamente na reorganização da oferta formativa". Mas... não é a própria Enf. MAS e respectivos apoiantes, que afirmam que a Ordem não tem competência para regular as vagas no curso de Enfermagem? Então... mas agora já falam em "reorganização da oferta"?
O 8º ponto já tem "barbas": "Promover a reflexão ética e deontológica". Ainda mais?
a
Os pilares básicos estratégicos delineados pelo Enf. José Correia de Azevedo (e respectiva equipa) para a nova Ordem dos Enfermeiros e respectiva equipa são:
"Qualidade, Formação e Emprego Seguro "
a
Quanto a sites com design agradável, se esse for o problema..

Comments:
É isto que eu gosto no dr. enfermeiro e no seu blog: objectividade e verdade, sem rodeios!
Pois bem, dr. enfermeiro, votarei no enf. azevedo, sem dúvida. Realmente, só os "memórias curtas" poderão pensar na Maria Augustra de Sousa!!!
 
E assim, srs. enfermeiros, em poucas linhas se arrasa uma ex-bastonária!
 
mais um excelente post. espero k os enfermeiros não tenham a memória curta...
 
Doutorenfermeiro não entendo, tem comentários que dizem que as Ordens não podem regular o ensino, com artigos de jornal a justificar, e agora vem dizer que as Ordens podem regular...
Podia explicar o que anda o Enfº Azevedo a fazer há tantos anos no Sindicato, porque não estamos ainda a receber como Licenciados?
Sabe quanto ganha um enf.º no início da carreira, só falta dizer que isso é responsabilidade da Ordem. Se não necessitássemos de trabalhar em duplo e tripulo tínhamos todos trabalho
 
A Enfermagem tornou-se uma profissão liberal. Ninguém pode impedir as acumulações.

"Podia explicar o que anda o Enfº Azevedo a fazer há tantos anos no Sindicato, porque não estamos ainda a receber como Licenciados?"

Essa pergunta poderá ser colocada a muita gente, não acha?

"Doutorenfermeiro não entendo, tem comentários que dizem que as Ordens não podem regular o ensino, com artigos de jornal a justificar, e agora vem dizer que as Ordens podem regular..."

De uma forma directa e formal, não, mas as Ordens podem influenciar, tal como a Ordem dos Médicos.

"Se não necessitássemos de trabalhar em duplo e tripulo tínhamos todos trabalho"

Não creio. De qualquer forma, só adiaria o problema.
 
Caro sr. Doutor Enfermeiro:

O livre arbítrio permite-nos posições, tomadas de atitude, comportamentos muitas vezes dicotómicos e contraditórios. Bem sei que este post é “seu” e que você é apoiante do sr. Enfº- Azevedo, o que é um seu direito inalienável… Quanto às minhas preferências, vou manifestá-las no dia 13 de Dezembro.

Sabendo de tudo isto e tudo isto levar em consideração, e uma vez que este espaço é aberto, permita-me contudo que mesmo assim, possa eu emitir uma simples opinião que tem a ver com o paragrafo abaixo…

“ Quanto aos projectos das candidaturas, o do Enf. Azevedo (10 "linhas de acção"), é possível lê-lo aqui. As 10 "linhas" do projecto da Enf. MAS, que ela própria refere no vídeo... evaporaram-se misteriosamente! Dizem as más línguas que ela oferece uma recompensa choruda a quem as encontrar... vivas ou mortas! “

Ora, embora o sr. possa não concordar com as 10 linhas da Enf MAS, o facto é que no seu blog, elas estão lá e são mesmo 10. Ou não leu tudo ( e admito que não lhe interessasse ), ou não foi rigoroso quanto aos factos… que são o que pessoalmente me interessa e não discussões mais ou menos estéris.

Quanto aos três pilares que referiu da candidatura do Enf. Azevedo “ Qualidade, Formação e Emprego Seguro “, atenção que Qualidade- ou garantia da mesma aos cidadãos é competência da OE; Formação, entendida como formação formal para a profissão, tenho dúvidas; quanto ao Emprego Seguro, não tenho nenhuma dúvida que não é competência da OE.


Obrigado pela oportunidade
 
Doutorenfermeiro disse..

" Mais grave, os curiosos poderão levantar algumas questões acerca do financiamento da sua campanha. De onde provirá o dinheiro? É isso mesmo colegas, acertaram... "

Vá lá não insinue, escreva e assine :É iiso mesmo colegas, acertaram... das nossas quotas da OE!!!

Era mais honesto que tivesse feito isto. Já agora, diga-me de onde virá o dinheiro da campanha do sr. Enfº- Azevedo. Eu, como não quero insinuar, acredito que seja do financiamento que a OE aprovou para todos os potenciais candidatos ou candidaturas, dele próprio e das contribuições dos seus apoiantes. Assim é mais claro.

Saudações profissionais
 
"Quanto aos três pilares que referiu da candidatura do Enf. Azevedo “ Qualidade, Formação e Emprego Seguro “, atenção que Qualidade- ou garantia da mesma aos cidadãos é competência da OE; Formação, entendida como formação formal para a profissão, tenho dúvidas; quanto ao Emprego Seguro, não tenho nenhuma dúvida que não é competência da OE."

É este tipo de postura que colega tem, que fez com que a Ordem dos Enfermeiros perdesse a credibilidade entre os seus associados.
Pense lá como é que as outras ordens conseguem "gerir" tudo o que concerne à profissão, ainda que não seja da sua competência?
Embora não sendo sua competência, é certamente do seu interesse... e com "imaginação" e preservença os outros conseguem....

Vejo que é apoiante da Enf. MAS... a sua apatia e falta de "vontade" é reveladora...!!
Assim não vamos lá!
 
Resposta a Doutorenfermeiro,
"Essa pergunta poderá ser colocada a muita gente, não acha?"
Estou a colocar a alguém que diz ir fazer muita coisa para a qual não tem competência e para o que tem, remuneração, nada fez.

"De uma forma directa e formal, não..."
É bom saber que a OE não pode regular o ensino, influenciar não é regular, portanto não pode dizer que vai fazer uma coisa que não pode.

"Não creio. De qualquer forma, só adiaria o problema."
Adiava muito mas acima de tudo melhorava muito a qualidade de vida dos enfermeiros, e o único responsável por negociar vencimentos é o Sindicato. Mau trabalho á muitos anos, somos tantos e nunca conseguiu utilizar isso como estratégia para negociar vencimentos, não venha tentar utilizar para outras coisas.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Veja o discurso de um dos candidatos a bastonário da ordem dos médicos e descubra as diferenças!

http://www.miguel-leao.com/

10:47 PM
 
Doutorenfermeiro disse...

"Vejo que é apoiante da Enf. MAS... a sua apatia e falta de "vontade" é reveladora...!!
Assim não vamos lá!"

Se eu fizesse juízos de valor com a facilidade com que você faz de pessoas que não conhece de lado nenhum certamente ...lhe responderia conforme merece. Mas porque sou educado ( e foi educadamente e sem atacar ninguem que coloquei a minha opinião )não lhe respondo.

Digo-lhe apenas que se você já deu ou poderá dar à enfermagem aquilo que eu já dei... então fico satisfeito porque a enfermagem será cada vez melhor.
 
"...encomenda serviços WEB "- Tendo o direito a resposta ao Dr. Enfermeiro.

Caro Colega, o site não foi encomendado, foi pensado e faz parte e um projecto Nacional. Foi feito por enfermeiros no seu tempo livre, VOLUNTARIADO. Espero que tenha gostado do site, de facto empenhamo-nos a faze-lo! Tentamos colocar os projectos, as estrategias, os programas, penso que se não os viu foi porque o explorou de forma apressada, mas pode passar mais tempo, por lá que tem conteúdos interessantes. Pessoalmente também já passei pelo do Enfermeiro Azevedo e gosto de discutir propostas, o debate, por isso abri o debate no Cogitare.

Debruço-me agora no segundo ponto falacioso:
"Mais grave, os curiosos poderão levantar algumas questões acerca do financiamento da sua campanha. De onde provirá o dinheiro? É isso mesmo colegas, acertaram..." Pois é acertaram vem do fundo que a Ordem definiu que cada Candidato teria e do investimento pessoal de todos os envolvidos, NO PROJECTO NACIONAL.

Terceiro Facto, refere-se ao Video, acho-o pertinente, revela uma maturidade e remove certas mnentiras que muitas vezes lhe tentam imputar, faz referência ao que pretende para o futuro. Em suma apresenta-se cara a Cara.

Deixo um ultimo comentário, troquei impressoes consigo no Cogitare, onde tiramos a mesma conclusão, sem Ordem teriamos o mesmo destino que os Professores. Ou seja para se ser professor teriamos que fazer 3 exames e tirar 14 para exercer. Não acha que o modelo de desenvolvimento profissional aprovado no anterior mandato é uma mais valia. Demorou a construi-lo.

Boa Noite e Bom Debate.
 
"Digo-lhe apenas que se você já deu ou poderá dar à enfermagem aquilo que eu já dei... então fico satisfeito porque a enfermagem será cada vez melhor."

Curiosa a forma como me acusa de fazer "juízos de valor com a facilidade com que você faz de pessoas que não conhece de lado nenhum certamente"...

Que inconsistência de ideias!!
 
Tem razão! Admito que pensei que era minimamente inteligente...
Paciencia !!!
 
Reconheço que tenho andado um pouco afastado de toda a situação, e só começo agora a inteirar-me das coisas...
Mas reconheço que o autor dpo blogue é diabolicamente inteligente. Facilmente desmonta os argumentos dos outros.
Bem, entre este e outros blogues, espero decidir-me até 13 de dezembro.
Espero ver aqui mais debate, tal como diz o tabém interessante colega do "cogitare em enfermagem"!
Parabéns pelos blogues!
 
Doutorenfermeiro disse..

" Mais grave, os curiosos poderão levantar algumas questões acerca do financiamento da sua campanha. De onde provirá o dinheiro? É isso mesmo colegas, acertaram... "

Vá lá não insinue, escreva e assine :É iiso mesmo colegas, acertaram... das nossas quotas da OE!!!

Era mais honesto que tivesse feito isto. Já agora, diga-me de onde virá o dinheiro da campanha do sr. Enfº- Azevedo. Eu, como não quero insinuar, acredito que seja do financiamento que a OE aprovou para todos os potenciais candidatos ou candidaturas, dele próprio e das contribuições dos seus apoiantes. Assim é mais claro.



Ainda estou à espera da resposta !!! Espero sentado ???
 
Caro colega Sérgio Sousa,
como gesto de confiança nas suas palavras, reconheço o erro, e modifiquei o post para que a verdade seja reposta.
Cumprimentos.
 
"Ainda estou à espera da resposta !!! Espero sentado ???"

Está respondido.
 
Boa noite

É óbvio, pelo menos para muitos colegas, que a actual candidata a Bastonária continua a "argumentar mais do mesmo". A consistência de ideias faz com que mereça da minha parte total consideração.
No entanto, MAS e a sua equipa continua exactamente no mesmo caminho. Não surpreende. Mais grave, não dá ouvidos aos seus colegas. Penso que irá pagar caro por isso, no sentido em que, estou convicto que irá perder estas eleições.

Quem não mostra (nem nunca mostrou) interesse em ouvir e aceitar algumas críticas (sabemos isso porque não mudou uma vírgula nas ideias expressas quando as comparamos com o seu anterior mandato) o que faz pressupor que sente sinceramente que está no caminho mais correcto.

Só quem pensa que está num caminho incorrecto se preocupa em alterá-lo. Pelo menos um pouco.

Mas não. Convicta que está em manter as suas ideias. MAS e a sua equipa mantém-se imparável no caminho da vitória final. Vamos lá ver se não vão ter mesmo uma grande surpresa.

Os excessos de confiança nem sempre são qualidade.

Estaremos todos cá para ver.

No entanto, como se sabe, sou claramente a favor da mudança. Não sei se para melhor, dado que só conheço (de nome e história da Enfermagem) o Enfº azevedo. Os outros ainda não sei quem são. Mas também não pretendo que sejam muito conhecidos. O que pretendo é que cumparam inteiramente o seu mandado para que daqui a 4 anos possamos estar francamente melhores.

Precisamos de pessoas diferentes para poderem fazer diferente. E eu entendo que se não fizermos diferente teremos um futuro em breve muito complicado.

Pelo menos quando o que tenho para me basear na actualidade não é nada apelativo. Precisamos simplesmente de saber avaliar o trabalho da actual Bastonária e da sua equipa. Gostámos ou não do seu trabalho? Bom, se gostámos votaremos certamente na continuidade. Se não gostarmos então fará sentido votar em outras pessoas. Ou não faz? Quero lá eu saber se são ou não conhecidas? Quero é que sejam competentes.

E, pelo menos para mim, o trabalho desenvolvido nos últimos anos é muito mau, para não dizer pior.

Hoje disseram-me que esta Ordem é a Ordem do "nim". Pensei um pouco sobre a provocação e de facto na maioria das matérias do passado recente as posições públicas que a Ordem foi tomando baseavam-se de facto no "nim". Nem era "sim" nem "não". Simplesmente "nim".

Daí eu e alguns colegas termos por vezes tantas dúvidas. Quase nunca se percebia a posição para os quais alguns dos documentos elaborados realmente apontavam. As respostas eram quase sempre "nim". se não acreditam verifiquem. Foi o que fiz hoje.

Pois, mais 4 anos de "nim", eu certamente não quero para o meu futuro.

É apenas uma posição entre muitas.

Votarei Azevedo porque quero dar a outros a oportunidade de fazer melhor. Ou dar essa oportunidade estarei também em condições de lhes poder exigir a ele e à sua equipa que cumpram integralmente o que prometeram.

Para os actuais e para MAS específicamente a minha avaliação é na actualidade muito negativa. Não conseguiria votar nela depois de a ter criticado durante tanto tempo. Não era congruente comigo. Não era lógico. Nem sequer sincero.

Cumprimento todos (mesmo os colegas que apoiam MAS)
 
GRANDE POST!!!!!!
 
Já agora colega "Doutor Enfermeiro"

Mais do que não seja já valeu a pena haver outra candidatura.

Por esta razão e desta feita MAS e a sua equipa sentiu a necessidade de, pela primeira vez, tomar posição sobre algumas matérias que dizem respeito aos enfermeiros.

Já é um grande passo em frente. Ou não é?
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Sim, sem dúvida. E nesse sentido congratulo-me.
Penso que este é um sentimento partilhado por todos os Enfermeiros.

Não admito no entanto, que a actual bastonária mude as a suas posições nos aspectos fundamentais, mas, pelo menos, foi "obrigada" a reflectir sobre eles.

De facto, concordo com o que disse relativamente à posição do "nim". Essa postura é a que caracteriza esta Ordem!.
Mesmo as tomadas de posição são ambíguas.
Só me recordo de uma posição firme - quando concordou com a tutela no aumento da vagas no ensino superiot. Foi a única vez que vi um discurso objectivo!
 
Uma vez mais de acordo consigo. Tinha-me esquecido dessa tomada de posição. É um facto.
 
"Não sei se para melhor, dado que só conheço (de nome e história da Enfermagem) o Enfº azevedo."
Votar às cegas não é

"congruente ... lógico. Nem sequer sincero."

Começa a perceber-se que o enfº azevedo faz parte de uma "historia" triste na enfermagem.
 
Mudança...mudança...mudança!!! Eu até concordo. Tenho pena, aliás que só existam 2 candidatos. Gostaria principalmente que fossem diferentes destes:

- MAS representa mais do mesmo.
- EA pretende a mudança na OE, coisa que não permitiu ou potenciou... em mais de 30 anos consecutivos como presidente do Sindicato do Norte.

Coerências...
 
"Começa a perceber-se que o enfº azevedo faz parte de uma "historia" triste na enfermagem."

Se não fosse o enf. azevedo, o colega hoje não era enfermeiro. Por isso, algum respeito por favor...
 
Não era enfº porquê?
Tudo era enfº, que é diferente, até os auxiliares passavam a enfº sem qq formação
 
"Anónimo disse...
Não era enfº porquê?
Tudo era enfº, que é diferente, até os auxiliares passavam a enfº sem qq formação "

Assino porbaixo. Sei como se fizeram esses pseudo cursos de promoção, na minha instituição.
 
Por norma não respondo, mas já estou farto de tanta ignorância.

Os apoiantes de MAS podem dizer o que bem entendem sobre o projecto do Enfº Azevedo.

Mas não digam mal da pessoa que luta há mais de 30 anos pela enfermagem em Portugal.

Esteve presente nos últimos 30 anos em todos os eventos relevantes para a enfermagem portuguesa. Nunca ouvirão certamente MAS dizer alguma palavra negativa sobre a qualidade do Enfermeiro Azevedo embora agora (como sempre) em campos opostos. Nem ouvirão Azevedo dizer mal de MAS.

Quem são agora vocês que vêm pôr em causa de forma simplória as pessoas? Falem dos projectos. Discutam as ideias. Não falem do que não sabem sobre as pessoas. Não sejam ignorantes.

Ao anónimo... sabia que foi o Enfermeiro Azevedo o primeiro a falar em Portugal sobre a necessidade de se criar uma Ordem? Num Congresso? Isto é, publicamente a defender a existência de uma Ordem? Sabia? Sabe em que ano? Em 1985 no XXX Congresso. E sabe quem, nesse mesmo Congresso, se manifestou contra a existência dessa mesma Ordem? Sabe? Eu dou umas pistas... uma líder... de um outro sindicato... que por simples acaso é hoje Bastonária e se está a recandidatar outra vez! Curiosa a vida não? Se tem dúvidas pergunte à própria MAS ou então leia a história da Enfermagem Portuguesa.

Agora não venham falar do que não sabem.

Pode gostar-se ou não do Enfermeiro Azevedo. E isso é legítimo. Agora não ofendam colegas nossos que fizeram tanto pela nossa profissão nos últimos 30/35 anos. É muito tempo sabia? Respeite por favor, mesmo que não vote em Azevedo. Eu faço exactamente a mesma coisa com MAS. Até gosto da pessoa. Não simpatizo no entanto com as suas ideias e com a sua acção enquanto Bastonária. Só isso!
 
É sem dúvida um post que gera algum desconforto para quem está acostumado a nunca ter oposição. pela primeira vez vejo alguns dos apoiantes e mesmo representantes da actual ordema tomarem partido de certas posições nunca antes questionadas nem refletidas.

Estamos numa fase verdadeiramente má da Enfermagem. É verdade que neste momento temos uma Ordem e que os enfermeiros conquistaram muitos desafios nestas ultimas decadas, contudo o verdadeiro desafio actual nao passa por demagogias e filosofia intelectual. Precisamos de pessoas que trabalhem para manter uma posição forte no que respeita à qualidade de trabalho dos enfermeiros

Esta Ordem crucificou muitos enfermeiros por erros próprios, por nunca ter definido os verdadeiros direitos dos enfermeiros, apenas se dedicou a desenvolver teorias filosóficas que se verificam actualmente inuteis. Os enfermeiros em situações de crise são os primeiros a ser apontados como a causa do problema, e a OE enquanto orgão regulador abstinha-se destes casos.

Chega de tanta passividade, de paralesias filosóficas, o que a enfermagem actual quer é de pessoas que lutem sem medo por aquilo que já nos deveria pertencer à alguns anos.

Se mantiver-mos este espirito por mais 4 anos a enfermagem mergulha num sufoco irreversível. Precisamos de um pessoa que chame os "bois" pelos nomes porque a enfermagem tem vindo a perder todas as suas regalias que durante anos todos nós ajudá-mos a criar.

Estou triste porque esta nobre profissão está a esgotar os ultimos recursos e quem quiser continuar neste ritmo de passividade irá ver daqui a alguns anos os restos mortais de uma enfermagem enterrada, sem salvação possivel.

Acredito que nenhuma mudança poderá evitar esta colisão com um futuro cinzento, mas podemos tentar evitar o desastre total.

Quando se acabarem os duplos e os triplos, que nao deve faltar muito tempo para que tal aconteça, iremos ver como é que os enfermeiros sobreviverão com um ordenado sem dignidade, perante as suas responsabilidades.

caros amigos e colegas quem quer que ganhe alguma coisa tem que ser feita para tentar mudar o rumo desta catastrofe.

tantos anos a lutar por uma profissão digna e respeitada para agora ser-mos ajudantes dos médicos... se isto nao mudar ... o futuro dos nossos filhos enquanto enfermeiros é melhor esquecer...
 
O Enfermeiro disse...
"Por norma não respondo, mas já estou farto de tanta ignorância."

"Agora não venham falar do que não sabem."

Não sei há quantos anos o colega é enfermeiro.

Não chame ignorante a quem era aluno de enfermagem da Escola Ana Guedes - Porto em 1976 data da celebre greve, que é enfermeiro desde 31 de Julho de 1978, que é sindicalizado no actual SE, anterior SEN e ainda mais anterior SEZN, que conhece pessoalmente a EA e a sua "obra"...

Tenha paciência, a sua verdade não é a UNICA VERDADE
 
"O enfermeiro" poderia ter esta moralidade quando o seu amigo doutorenfermeiro diz "mal da pessoa que luta há mais de 30 anos pela enfermagem em Portugal".
 
Colegas, ruidos à parte, tenho procurado ajuizar atentamente a pluralidade de candidaturas a Bastonário para a nossa Ordem. Nesse sentido, quero expressar a minha preocupação relativamente à candidatura do Enfermeiro Azevedo. Muito pouco, no seu pensamento, me assegura que saiba do que fala, quando fala em Enfermagem.
 
Meu caro anónimo. Em primeiro, tudo o que digo ou o que escrevo depende realmente do que penso. Não sei quem é o "DoutorEnfermeiro" nem provavelmente saberei alguma vez. Apenas me identifico com muitas das ideias expressas pelo próprio neste "blog". Nada mais. Não pode por isso responsabilizar-me a mim pelo que o nosso colega escreve ou não escreve num espaço que é só dele. Nem seria justo para ele.

Em primeiro lugar não digo mal das pessoas. Questiono simplesmente e critico o trabalho que até aqui tem sido feito. E está visível. Não é por simples obra do acaso que muitos enfermeiros e enfermeiras estão cansados dos actuais órgãos sociais da Ordem. Afinal, é ou não é legítimo discordarmos das decisões "políticas" que a Ordem tem vindo a impor nos últimos 4 anos? Podemos ou não questionar as suas decisões? Ou não se pode? De facto é possível termos sérias dúvidas sobre o que tem sido feito nos últimos 4 anos.
A Enfermagem (em minha opinião) tem perdido "visibilidade", tem perdido "poder" profissional, social e jurídico, tem perdido autonomia, tem perdido áreas de intervenção de enfermagem cedendo-as a outros profissionais(mais baratos para o Estado), não tem sido capaz de definir estrategicamente no que concerne ao seu futuro: poucos sabem objectivamente o que pensam sobre o REPE, poucos sabem o que pensam objectivamente sobre "Processo de Bolonha", poucos sabem objectivamente quais as estratégias apontadas para diminuir o fluxo formativo das escolas de enfermagem, poucos sabem objectivamente quais as soluções que defendem sobre os actuais desempregados em enfermagem e todos sabemos que só não foram capazes de se definir nestas questões (objectivamente... não estou a falar dos "nim`s") como foram os primeiros responsáveis a deixar que muitos destes problemas se tivessem instalado e arrastado nos últimos anos. Mais grave foi ainda o facto de muitos colegas terem tido a frontalidade de fazer chegar ao conhecimento de MAS e da sua equipa estas preocupações, tendo sido feitos "ouvidos de mercador" essencialmente por questões que têm objectivamente a ver com ideologias políticas e não com as ideologias da "profissão de enfermagem" que deveriam ter estado em primeiro lugar.

Quanto ao anónimo da 1:04... reparei que não constestou o que disse no meu post anterior. O que significa que conhece bem a história. Não se pode negar as evidências independentemente de se gostar ou não das pessoas envolvidas. O que é perfeitamente lógico.

A sua experiência, que confesso ser um pouco maior que a minha, deveria ajudá-lo (na minha opinião) a compreender melhor o que quis dizer no "post" anterior. Deveremos todos ser capazes de discutir ideias e não as pessoas. Se reparar nunca questionei (nem tenho legitimidade para o fazer) a actual Bastonária enquanto pessoa. Pela história dela de 20 anos de liderança de um sindicato também poderia encontrar aspectos mais positivos e outros mais negativos. E não deverá ser difícil para si perceber exactamente este ponto porque sabe e conhece o passado de MAS. Assim como eu.

Apenas me limitei a apontar uma única questão que tem a ver com o "foco" destas eleições e que é a Ordem dos Enfermeiros. E, nesta, MAS era frontalmente contra a sua construção assim como muitos que estavam e continuam a estar na sua equipa à época. Se lá esteve como refere, então sabe tão bem como eu que estou a falar verdade. Ao contrário, José Azevedo foi um dos que (com virtudes e defeitos) e ao contrário de MAS e da sua equipa lutou frontalmente e em oposição pela construção de uma Ordem de Enfermeiros. E na altura foi o primeiro que teve a coragem de enfrentar as pessoas que pensavam diferente.

Quanto ao facto de ser ou não a unica verdade... acredito. É apenas a minha verdade. Nada mais.Estou por isso de acordo consigo.
 
Eu acho que só pela forma como tratam os dois candidatos a Bastonário da OE: "Maria Augusta Sousa" - MAS - e Enf.º Azevedo - EA, já se vê bem quem merece mais respeito pela parte dos Enfermeiros e quem, muito provavelmente, vai vencer as eleições do próximo dia 13 de Dezembro. Será que ela AINDA sabe o que é ser Enfermeira? Será que ela vive neste Mundo???? Não me parece... Caso contrário não dizia as asneiras que diz.
 
Saudações.
Porque estamos a falar da Enfermagem e nomeadamente da Ordem de todos nós, todos os comentários que faço são digeridos aos cargos ocupados e estratégias apresentadas por ambas as candidaturas.
Poderei fazer sempre um ou outro reparo, tendo por base valores pessoais. Por exemplo, a história recente da Enfermagem portuguesa diz-nos que HOUVE agentes que estiveram determinantemente CONTRA a criação da nossa Ordem. Até aqui tudo bem (ou mal, muito mal, penso eu de que...). Entre algumas dessas personalidades podemos destacar a actual Ex.ª Sr.ª Bastonária e alguns colaboradores. VERDADE OU MENTIRA?
Paradoxal, diria. Logo, à partida qualquer "iniciativa" poderá estar CONDICIONADA, o que não é bom. Na verdade é mau; tem-se revelado desastroso.
Portanto, como em tudo na vida, creio que a coerência é algo fundamental. Contudo, consigo perceber que as pessoas mudam, ou melhor, as mentalidades e ideologias mudam. Acredito piamente que sim (ou quero acreditar que sim).
Não conheço o Sr.º EA pessoalmente, mas tenho a esperança que poderá estar para breve. Poderei ter um desgosto, mas quero correr esse risco. Não será com certeza todo virtudes. Terá os seus defeitos (naturalmente). Agora, se calhar eu não terei que gostar dele enquanto pessoa, mas poderei acreditar nele e na sua personalidade enquanto dirigente, enquanto líder, enquanto estratega. Porque é da Enfermagem que se trata e não do enfermeiro Hugo Roque (ou de outro qualquer). É aqui que entram conceitos como o bem comum e o bem maior (como o próprio defende no seu blog).
Fizeram-se coisas erradas no passado, como a conversão "automática" dos auxiliares de enfermagem a enfermeiros. E isso repercute-se hoje na profissão (nomeadamente nos vencimentos). É o custo da GRANDE heterogeneidade na Enfermagem. Mas será que só se poderá apontar o dedo a uma pessoa? Naturalmente (tipo água do Luso) que NÃO.
Para já fico-me por aqui que já vai longa a "palestra".
 
O Enfermeiro Azevedo já tem uma empresa de Imagem a seu cargo.

Quanto custou isso também ? Terá sido esse dinheiro retirado dos bolsos do SEN????
 
Não considero o facilistimo que o EA, fez à uns anos á profissão e à formação uma conquista, pelo contrario. Tive que fazer a Licenciatura, tive que fazer o bacharelato e não tive equival~encias, nem nunca podia te-lo!!!
 
Falam de respeito ao passado do EA, mas esquecem-se do passado da Enfermeira Maria Augusta, coerencia, congruencia. Demagogias ,não! E poupem-me com a historia do coitadinho. Sou Enfermeira e Não coitadinha. Peço apenas uma carreira DIGNA. O Azevedo com o seu passado longo de SEN é que podia dizer algo. Em vez disso nada diz, nada sabe, nada se negoceia e a culpa é do governo e dos medicos e agora que lhe interessa da ordem dos Enfermeiros.

Coerencia, Congruencia, precisam-se quer no seu blog, quer nos discursos que leio aqui .

Debatam é o futuro da formação, não falam no modelo de desenvolvimento profissional ,por exemplo. Tive a visita de colegas ao meu hospital, que me informaram o que era e o trabalho que levou a prova-lo e a concebe-lo. discutam isso ou não interessa e é a politica do campo queimado!
 
Só quem não tiver a noção da realidade profissional é que não agradece ao autor da ideia "doutorenfermeiro", para termos todos os intervenientes, a começar por mim, o que têm os Enfermeiros a mais e o que têm a menos e precisam de aumentar ao seu potencial profissional.
Ao estarem a referir-se ao dinheiro das campanhas, não devem esquecer que a itinerante bastonária nunca está em casa para a arrumar, passa o tempo nas viagens. Enquanto deambula pelo território vai dizendo o que pensa e vai captando algumas adesões. Não precisa pois de gastar dinheiro em campanhas, porque ela é a campanha, mesmo quando vai falar da sua última invenção: um ano de estágio tutelado, por algum camarada seu promotor de elites.
Bastava-lhe ver como nos últimos 30 anos se foram retendo os alunos até mais tarde nos liceus para perceber que essa medida era precisamente para retardar mais anos a sua entrada no mundo do trabalho.
Será isso que ela pretende para entreter a Enfermagem?
Não seria melhor rentabilizar os 4 anos de curso?
Feitios...
Quanto ao Azevedo, esse ainda não saiu a terreiro. Quando sair perguntem-lhe quem lhe paga as deslocações.
Até podem ser grupos de colegas que se cotizam para esse efeito.
As da MAS (não confundir com o extinto Ministério dos Assuntos Sociais)sabemos que é a OE que as paga porque ela não está em campanha, promove um produto (o tal ano tutelado, quando os deputados já dizem que vão proibir essas fantasias às Ordens Profissionais...) que a sua imaginação serôdia descobriu num horizonte incerto, para uma Profissão que já estava tão bem encaminhada...
Ora está-se mesmo a ver que anda a pedir votos para o EA, apesar de estar convencida do contrário.
Diz o povo que o bom juiz julga os outros por si. Também a MAS julga que os enfermeiros são tão tardios como ela a descobrir coisas que já nem ao diabo lembram. Hoje estão de olhos bem abertos às manobras da MAS, até porque não estavam habituados a vê-la por cá.
Os seus apoiantes têm o direito de a empurrarem para uma eleição condenada à derrota, não pelo que ela vale, como lider, mas porque chega muito tarde às coisas, sobretudo as que são de interesse para a profissão.
Neste espaço estão ditas muitas verdades, mesmo aquelas que estão postas ao contrário, para salvarem a afogada, por isso vale apena reflectir e discutir.
A obra dos dois candidatos é pública e notória; o problema é saber qual delas tem reultado mais e melhor para a Enfermagem.
Impõe-se comparar quem age sem medo de errar (só os humanos erram)ou quem não age para não ficar mal visto.Para avaliar isso é preciso saber distinguir entre pecados veniais e mortais.
 
O colega não conhece o modelo de desenvolvimento profissional, POIS NÃO? Isto nota-se quando diz que "entreter os Enfermeiros".
 
Vejo tanta gente a apegar-se ao "modelo de desenvolvimento profissisonal"!!
Algo que ainda nem aprovado pela tutela foi... !!
Não passa disso mesmo... um projecto, uma proposta!
 
Anónimo disse...
Vejo tanta gente a apegar-se ao "modelo de desenvolvimento profissisonal"!!
Algo que ainda nem aprovado pela tutela foi... !!
Não passa disso mesmo... um projecto, uma proposta!

10:53 AM


E não era isso que é suposto discutir nesta fase ??? Os projectos e propostas de cada um ???... ou afalta dos mesmos ???

das eleições
 
O Enfº Azevedo, quando foi director no HSJ, até podia ter feito alguma coisa pelos "seus" enfermeiros, muito antes pelo contrário... ou têm memória curta? Quem trabalhou por perto conhece bem os seus ideiais e as suas ideias...
..."venha a mim o vosso reino"....
 
A bastonária já demonstrou do que é capaz de fazer em prol da profissão, ou seja, NADA!
Votar no vazio é o mesmo que não votar...
Votar na MAS é um voto que se anula a si mesmo...
Por mim, MAS e seus sequazes novamente na Ordem está fora de qustão. Podem argumentar como quiserem, usarem da mais pomposa retórica mas a verdade é que no terreno isto está um caos.
MAS faz-me lembrar o anedótico ministra da propaganda iraquiana, que apregoava a vitórias das suas tropas enquanto as tropas aliadas arrasavam o último metro quadrado do território!
Quanto ao Enfº Azevedo, é uma grande incógnita: mas matemáticamente falando, qualquer incógnita (X, Y ou Z) pode assumir qualquer valor, quer positivo, quer negativo ou zero.
Por mim, coloco o meu voto na equação Azevedo a ver o que sai! Na da MAS já se viu que a sua equação não tem resolução possível por isso esqueçam!
 
Bem, há colegas que deixam as mesmas mensagens nuns poucos de blogs. Ou isso ou vão fazer copy paste de opiniões de colegas. Não há ideias para mais?

As candidaturas apoiadas pela OE ou pelo SE??? Mas será que nós temos tão má imagem dos candidatos que não lhes reconhecemos capacidade de angariar fundos de outros modos???

É vísivel como nunca passaram por uma associação de estudantes para ver como com pouco dinheiro se pode fazer tanta coisa, começando por arranjar apoios.
 
Em relação aos apoios isso é óbvio. Peguem no logo do Azevedo virem a seta para cima e rodem a seta sobre si própria (como se estivesse ao espelho)

Agora trocam as três linhas por branco, laranja e preto. Conhecido???
 
"O Enfº Azevedo, quando foi director no HSJ, até podia ter feito alguma coisa pelos "seus" enfermeiros, muito antes pelo contrário... ou têm memória curta? "

O mesmo se aplica à bastonária durante quatro anos de inactividade.
 
Oh Sr. Doutor.

Isto já não democracia. isto é ódio visceral. eu chamar-lhe ia um hugochavismo rasca é moda dos bimbos.
Você é mesmo burro. agora é que cheguei a essa conclusão.

Já leu os estatutos da OE?
Porque, sendo tão Doutor, não apresenta tb as suas propostas de alterações para darem lugar aos seus devaneios.

DAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
 
"Já leu os estatutos da OE?
Porque, sendo tão Doutor, não apresenta tb as suas propostas de alterações para darem lugar aos seus devaneios."

Já.
 
Mas não percebeu patavina !!!!
 
È melhor fazer um desenho assim ele entende, uma coisa que ambas as candidaturas apresentam e é indiscutível, é que ambos candidatos já passaram o prazo de validade, o melhor é contratar um enfermeiro para auxiliar os candidatos a deslocarem-se de um lado para outro, eu como homem esperava de ver uma esbelta enfermeira, com um bom decote, não existe melhor coisa para apresentarem
 
"eu como homem esperava de ver uma esbelta enfermeira, com um bom decote, não existe melhor coisa para apresentarem"

Eu, como Enfermeiro, espero ver um bastonário(a) competente.
 
Doutor Enfermeiro.
Tenho lido com atenção os vários comentários postados neste blog. Penso que as cartas estão baralhadas e dadas..temos os jogadores...falta ver como se desenrola o jogo..e quem vai ganhar a partida. Pessoalmente não há margem para dúvidas. Acredito que MAS e AZ estão preocupados . A luta e o debate não são fáceis. Mas eu preferia assistir a um debate mais positivo, atacar as partes em confronto ...bem cada um fala por si. Realmente nunca vi ou ouvi MAS intervir em tempo útil sobre os problemas diversos que afectam os Enfermeiros. Continuo a ler nos jornais ( Correio da Manhã ) as notícias veiculadas pela OE de que , por exemplo , faltam Enfermeiros em Braga . Por favor acabem com este discurso..porque não faltam Enfermeiros : Sobram Enfermeiros no desemprego , faltam , isso sim , vagas para os colocar.... estão CONGELADAS...
Preocupa-me isso sim a falta de intervenção da OE como resposta ao Bastonário da Ordem dos Médicos às suas afirmações sobre os Enfermeiros. Em notícia publicada no Diário da Manhã de 24 de Outubro de 2007 há uma notícia , que ou mostra a ignorância do Jornallista ou a ignorância do Bastonário da Ordem dos Médicos , Dr. Pedro Nunes.A notícia : LUMIAR : CENTRO DE SAÚDE COM FALTA DE AJUDANTES(??????!!!!!!!......)
MÉDICOS ACONSELHADOS A TEREM ENFERMEIROS NAS CONSULTAS.
CITO : A Ordem dos Médicos considera que os clínicos do Centro de Saúde do Lumiar não devem realizar consultas de planeamento familiar sem a presença de enfermeiros , numa apreciação feita na sequência da falta de pessoal de enfermagem naquela unidade `. até aqui o teor na notícia não está mal...à excepção claro do título.O problema está no que se segue : ´A Ordem dos Médicos considera que as consultas que envolvem observação ginecológica devem ser feitas na presença de um AJUDANTE DE CONSULTÓRIO para evitar casos de abuso sexual ou de acusações desse comportamento. `Ignorância ? Agressão ? de quem ? Diz no preâmbulo do DL 104/98 de 21 de Abril entre outras coisas , o seguinte :´Assim, os enfermeiros constituem , actualmente , uma comunidade profissional e científica da maior relevância no funcionamento do Sistema de Saúde e na garantia do acesso à população a cuidados de saúde de qualidade , em especial em cuidados de enfermagem. A formação dos Enfermeiros , integrada no sistema educativo nacional a nível do ensino superior desde 1988 , permitiu o acesso aos diferentes graus académicos e a assunção das mais elevadas responsabilidades nas áreas da concepção , organização e prestação dos cuidados de saúde proporcionados à população . ` Abstenho-me de prosseguir a descrição deste preâmbulo. O que referi e citei ...chegam para amostra.
Mais informo que quer a CNP ( Classificação Nacional de Profissões )quer a DCRQP ( Directiva Comunitária de Reconhecimento das Qualificações Profissionais ) se referem aos ENFERMEIROS(AS) do seguinte modo :PROFISSÃO : Enfermeiro (a) responsável por cuidados gerais. é o/a profissional que possui competência científica , técnica e humana para a prestação de cuidados de enfermagem gerais ao indivíduo , família e comunidade....
CÓDIGO CNP: esta profissão insere-se no código 223005 Enfermeiro da classificação Nacional das Profissões .
NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO DA PROFISSÃO : O NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO DESTA PROFISSÃO , ... , É O 1 - QUADROS SUPERIORES.

ACESSO À PROFISSÃO ...está condicionado à posse do Título Profissional de Enfermeiro

AUTORIDADE COMPETENTE : A ORDEM DOS ENFERMEIROS É A AUTIRIDADE COMPETENTE PARA A EMISSÃO DE TÍTULO PROFISSIONAL DE ENFERMEIRO.

PROFISSÃO :ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM SAÚDE MATERNA E OBSTÉTRICA : (...) é o profissional que concebe , planeia , implementa e avalia cuidados a prestar à mulher nos períodos pré-concepcional , pré e intra e pós natal e ao recém nascido de forma a promover a saúde e a preveniir a doença. ( fonte : CNP 1994 )

CÓDIGO CNP : 223025
NÍVEL : 1 QUADROS SUPERIORES

Acredito que o calor da campanha tenha impedido uma maior atenção a aspectos ´periféricos `mas são intervenções aparentemente sem importância que delimitam o direito de terceiros ( jornalista ou Bastonário da OM ) de continuarem a tratar os ENFERMEIROS(AS) como subalternos servis ao serviço de um qualquer médico. Os enfermeiros têm as suas funções altamente dignificantes , e é necessário que a Ordem dos Enfermeiros não continnue a dormir. Já deveria ter-se pronunciado sobre este dislate...AJUDANTES DE CONSULTÓRIO??????????
Um abraço Doutor Enfermeiro , eu estarei ATENTA.

Margarida de Barros
 
Li neste blog uma coisa repetida várias vezes "existem muitos enfermeiros no desemprego" não sabe dizer quantos? quanto tempo esperam pelo 1º emprego os enfermeiros? se não sabe responder a isto está a fazer demagogia barata. OK?
Diz que a OE deveria deixar de dizer que existe falta de enfermeiros, mas todos os dias me dizem que no hospital x no serviço y no centro de saúde z faltam enfermeiros. Os enfermeiros que conheço dizem-se cansados que têm muito trabalho e são poucos no serviço. Não percebo, ou o Sr. Doutor não conhece os enfermeiros a enfermagem nem percebe de saúde, desculpe mas temos que ser rigorosos.
Não sou da profissão, mas conheço o trabalho impar da OE exemplarmente liderado pela vossa Bastonária que consegiu aprovar em assembleia geral algo que seguramente não consegue entender qual a dimenssão que tem para a vossa profissão (partindo do principio que o Sr. Doutor é enfermeiro.
A profissão de enfermeiro e a OE é hoje das mais respeitadas e valorizadas não tenham disso dúvida.
Faz uma afirmação da qual deve tirar consequências (aliás é só por isso que escrevo aqui. Apresente queixa em tribunal sobre financiamento ilegal da campanha eleitoral (não acredito no que afirma) mas se não o provar identifique-se pois merece ser acusado de acusação falsa. A cobardia tem limites, não podemos num país democrático aceitar estas situações.
Joaquim
 
Sim, faltam Enfermeiros em alguns serviços e instituições. Mas, com vontade política, facilmente os milhares de desempregados que existem poderiam colmatar essas lacunas. Porque os Enfermeiros existem, concerteza, mas de vale existir, se não podem trabalhar...

De que vale dizer que Portugal tem 55, 60, 65 ou 70 mil Enfermeiros, se serão sempre os mesmos 45-50 mil Enfermeiros no activo...?
 
Meu caro Joaquim, quando refere que o colega doutorenfermeiro " merece ser acusado de acusação falsa" está a referir-se a quê? Injúrias, ofensa moral, sonegação da verdade?
Então!
O que não falta são exemplos desses. Quer um?
A "notícia" que dava conta do falecimento do Sr.º Enfermeiro Azevedo. Não acha que existe aqui matéria mais que suficiente para mover um processo judicial? Caramba, às vezes penso que deveria ter ido para o agrupamento 4, pois não teria que estudar tanto, não me importava com a minha querida matemática e seguia para direito [cruzes credo].
Custa-me dizer mas creio que a OE precisa de excelentes advogados como colaboradores (conheço alguns que "também" são enfermeiros). Diria que é urgente (mas não para "queimar" sumariamente enfermeiros - para isso já nos basta os "colegas" que lá estão - Sr.º Joaquim, acha que estou a dizer alguma calúnia?).
 
Fiquei curioso e voltei para ver se o sr. doutor tinha os dados do desemprego em enfermagem.
Ora só não tem os dados como confirma que há FALTA DE ENFERMEIROS, assim já nos entendemos. Diz que são milhares de desempregados tem que ser objectivo, por curiosidade fui tentar saber a dimenssão do problema e com alguns contactos fora da enfermagem mas alguém que tem a situação do desemprego de licenciados monitorizada refere que não se pode com rigor falar de desemprego em enfermagem uma vez que a média de tempo é de 6 / 7 meses até encontrar trabalho.
Não é que este assunto não deva ser motivo de preocupação e o caso de cada um é seguramente dramático. Também fiquei a saber que contráriamente ao que diz a Ordem dos Enfermeiros tem feito um trabalho importante nesta matéria tendo mesmo feito aprovar um novo modelo de de acesso que a seu tempo vai controlar o fenómeno (esta é como sabe a sua obrigação) e mais soube que também têm sido insistentes junto dos ministérios para a redução de vagas nos cursos de enfermagem, pelos vistos estão a fazer o seu trabalho.
Mais, parece que este trbalho da alguns frutos já que abriram vários concursos ultimamente isto não confirmei mas a fonte é de confiança.
O resto ficou por comentar era demagogia logo vi.
Sr. Enfº Hugo, não conheço nem nunca ouvi falar do tal Enfº Azevedo, se alguém veiculou tal noticia é de muito mau gosto, mas não tem nada a ver com acusações graves e infundadas. Qualquer enfermeiro que suspeite de tal procedimento de ser consequente e apresentar queixa no nistério publico, com estas coisas não se brinca.
Fiz mesmo agora uns telefonemas para saber quem é o Enfº Azevedo fiquei a saber que é à mais de 30 anos presidente de um sindicato, curioso, o Sr Doutor deveria estar a pedir contas a este presidente vitalicio pois as causas do desemprego combatem-se com acção sindical.
Como cidadão gosto de estar informado, vou recolher mais umas informações e depois voltamos a falar.
Um abraço
Joaquim
 
Podia explicar o que anda o Enfº Azevedo a fazer há tantos anos no Sindicato, porque não estamos ainda a receber como Licenciados?

Com mil milhões de trovões caro anónimo , das duas uma ou todos os que intervêem neste Blog são do Norte, ou muitos se andam a esquecer também do SEP!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!HELO..............
 
RESPOSTA AO ANÓNIMO JOAQUIM QUE NÃO É ENFERMEIRO.

Caro senhor . Explicando : Há Enfermeiros a mais pois estão no desemprego ;Há Enfermeiros que detêm contratos de trabalho precários em vias de Desemprego ; Há falta de Enfermeiros nas Instituições porque os que lá existem , mesmo cansados , esgotados , doentes e muito mal pagos , fazem o trabalho mesmo que para isso não almocem , não jantem , não respirem , não vivam.
Essa falta de Enfermeiros nas Instituções não está relacionada por isso com falta de Enfermeiros no MERCADO DE TRABALHO , pois há excesso. Está relacionada isso sim , com a falta de descongelamento de vagas . Sem esse descongelamento de vagas , as equipas de Enfermagem não detêm o número necessário de Enfermeiros para tanto serviço... esclareci ou compliquei ?
Quanto ao trabalho ímpar da bastonária da OE ...trabalho ímpar ? se não é enfermeiro , é o quê ?
Que trabalho ímpar ? isso é ímpio...esse trabalho ímpar , como o sr. anónimo que não é anónimo , já que é Joaquim , diz sobre a OE , os ENFERMEIROS NÃO O VERIFICARAM AINDA. NÃO O SENTIRAM NUNCA. afinal caro anónimo que não é anónimo , se não é ENFERMEIRO , quem lhe encomendou o sermão ? Nós ENFERMEIROS temos razões de sobra para querer a mudança e para exigir uma Ordem mais interventiva , que não se fique apenas pela Epistemologia e Filosofia da Enfermagem...mas que entre em campo quando os Enfermeiros como CLASSE SÓCIO PROFISSIONAL disso precisem....Para quem se opôs tanto à criação da Ordem dos Enfermeiros( Enfrª MAS ) até que se habituou bem demais ao CARGO , só é pena não fazer uso do mesmo em prol absoluto da CLASSE DOS ENFERMEIROS
EU SOU ENFERMEIRA Senhor anónimo que não é anónimo, que é Joaquim e chamo-me Margarida

Saudações Senhor anónimo não anónimo.
 
Vindo de férias fui dar uma vista de olhos pelos blogs(essencialmente os da área da Saúde) e vi algo que gostaria que os colegas que frequentam este blogue vejam um Post, num conhecido blogue sobre saúde, o Saudesa.blogspot.com, sobre a candidatura do Enf José Azevedo... e o significado de terem colocado este post no blog que é...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!