terça-feira, março 04, 2008

Enfermeiros ao poder? Sindicato dos Médicos apontam-nos como "anti-médicos"!!


Deixo-vos um artigo da autoria do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), onde revelam todo o seu preconceito "anti-Enfermagem". No âmbito de uma proposta para que os coordenadores das Unidades de Saúde Familiar (USF) possam ser Enfermeiros, o SIM acusa os Enfermeiros de serem anti-médicos...

"O entusiasmo invade os enfermeiros e a sua luta de classes.
a
Reconfortados pela fácil aceitação do afastamento dos médicos dos incentivos financeiros das USF, assumida pelo Governo a conselho dos seus médicos assistentes, os enfermeiros servem-se agora da sua CGTP e do PCP para o ataque final.
De facto, parece ser crucial para o PCP alterar o Decreto-lei das USF com várias blindagens, garantindo a impossibilidade de entrega a privados, e alterações de vários artigos de modo a garantir a recondução daquelas Unidades "à sua filosofia original".

Dentro dessa pureza original estará, por mero acaso(?), a proposta para alterar o artigo 12º de modo a que o coordenador da USF possa ser escolhido, certamente de braço no ar, "pelos profissionais que integram as USF", deixando de ser, imperativamente, um médico de família.

A facilidade com que os enfermeiros vêm a sua luta anti-médico ser aceite no actual elenco ministerial, repetimos, a conselho dos seus médicos assistentes, levam-nos, de forma legítima, a querer mais, isto é, tudo.
As USF passam por uma interessante luta de poder mesmo antes de estarem sedimentadas como modelo auto-organizativo válido (muito válido). A novidade é a facilidade com que as portas se abrem no Ministério da Saúde para os acolher e as pressões sincopadas que são programadas via CGTP e Parlamento.Curioso é que este avanço, por encomenda, da CGTP e do PCP não parece incomodar o Primeiro-Ministro como incomodam as manifes dos profes. Ou será que o PM sabe do que se está a passar e a preparar no Ministério da Saúde com a entrega do poder aos enfermeiros?

Alguém conseguirá explicar que este regresso ideológico às USF, que tinha sido expurgado, com muito esforço, pelo SIM do texto do Decreto-lei, pode significar a morte daquele modelo organizativo?
Já agora… "reconduzir as USF à sua filosofia original" é que os enfermeiros passem a mandar em tudo? É isto que pretendem a senhora Ministra e o senhor Secretário de Estado, a conselho dos seus médicos assistentes?
Alguém poderá parar para pensar se a reposição da ideologia estalinista será benéfica para as USF?
Ainda vamos a tempo de salvar um excelente modelo de auto-organização técnica e funcional?"

Comments:
Sinto algum medo?!

Mas duvido que se consiga alterar algum decreto-lei, enquanto a Enfermagem estiver conectada à CGTP e ao PCP...

É um erro grave tal ligação.

Sinceramente, seria o ideal um sindicato independente de partidos, associações, outros sindicatos... Um sindicato que represente significativamente, do ponto de vista politico e social, a Enfermagem.

Demais, tenho a dizer que, em comparação com os médicos, os enfermeiros não podem ou não sabem gerir?!

Atrevo até a afirmar que os enfermeiros sabem mais de gestão do que os médicos, reportando-nos à sua formação.

Enfim...

Caso a proposta do PCP seja aprovada, o que duvido, será um ganho para a Enfermagem.

Cumps,

enfermagemnaoso.blogspot.com
 
Meus caros:


Devagar, se vai ao longe......

Em vários países, da região muçulmana e outros, quem faz a gestão dos CS são mesmo os enfermeiros!!!

E daí, qual o problema???

O Auditor do IPS é um enfermeiro e um Técnico de Análises, com provas dadas e com intenção de levar o IPS à acreditação, será o primeiro instituto público a consegui-lo, feito alcançado pela enfermagem e tecnologias da Saúde!

Mas os tipos, pensam que são donos de tudo!!!

São os piores gestores deste país!! Isso sim!

Fácil é provar: listas indeterminadas de espera p consulta e cirurgia, listas de espera p tudo, ineficiencia e ineficácia em todo o SNS. Deve-se a quem??? Mas no privado, não há listas de espera, pois não??
Coitado do "zé povinho", em que o Sr Dr Médico diz, meu caro tem de ser operado, mas aqui demora cerca de 2 anos, mas na clínica onde faço as cirurgias demora uma semana, tem é de pagar 5000€, quer??? E claro, para a Saúde paga-se o q tem e o q n tem.


Assim, como os CS com pessoas a madrugar, plantados ao frio p uma receita e consulta!!!! Porque o Sr Dr só pode fazer 10 consultas / dia. Caso queiram mais: paguem, com incentivos financeiros de 5000€!

Meus caros, o Sr 1º ministro não é médico, e sabe o valor da enfermagem, n tivesse ele alguém tão próximo com uma profissão tão nobre! não vai em corporativismo cego e ineficiente!

Pq os tipos pedem tudo aos outros p ontem, mas a eles ning lhes pede nada, por isso fazem-no p amanhã ou mesmo p a semana!

cumprimentos
 
Posso ser muita coisa, enfremeiro, profissional de saúde, gestor de cuidados de enfermagem, licenciado em enfermagem,por aí em diante.
Agora anti-médico, tal coisa nunca me passou pela cabeça.
SIM, ganhem juizo.
lpg
 
Este sindicato de não-enfermeiros é mesmo uma comédia.
DE QUE TÊM MEDO? Receios? De quê? De que as coisas comecem FINALMENTE A FUNCIONAR, sem recurso a INCENTIVOS MILIONÁRIOS, fraudulentos e imorais? Hem?
Não, os enfermeiros não vos querem "fazer a folha". Não sei se poderei dizer o mesmo relativamente...
Então as USFs poderiam ser "um excelente modelo de auto-organização técnica e funcional"?
Pudera...
E dessa organização toda, do que é que gostam mais? Incentivos? Ai, nada disso!
Meus caros, não se pode matar algo que nunca teve viabilidade, ou que "nasceu morto", certo? Porque é exactamente disso que se trata: um nado morto.
TANTO PRURIDO...
 
E a linguagem que este artigo usa é do pior, "manifes", "profes", "anti-médico", nem a pessoas mais inculta o diria, quanto mais num comunicado...

que dizer?

"eu é qui so burro?" L.F.S.

realmente é só "prurido"!
 
Ando mais preocupado com a Lei 12-A/2008. Tem alguns pontos que colocam em causa a estabilidade de muitos colegas, comos os a CAP.

Mas isto é apenas a ponta do iceberg. Se lerem bem todas as pessoas que acumulam tem que dizer onde acumulam, quanto ganham e o horario... E poderá ser ou não permitido esta acumulação!

Quanto a "vozes estranhas" não as ouço.
 
ainda...
"Já agora… "reconduzir as USF à sua filosofia original" é que os enfermeiros passem a mandar em tudo? É isto que pretendem a senhora Ministra e o senhor Secretário de Estado, a conselho dos seus médicos assistentes?"

De que "tudo" é que estão a falar? Hem?
Pode não ser isso o que a Srª Ministra quer (duvido muito - e não serei o único...), mas é sem dúvida o que o SNS PRECISA URGENTEMENTE.
Até já!
 
Mas não é isso que os enfermeiros tÊm-se afirmado? Como "anti-médicos"?
 
Os médicos é que se afirmam publicamente como anti-enfermeiros...
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
só digo que o sr. médico que escreveu isso devida de ter vergonha na cara e ler antes de publicar tamanha estupidez!! anti-médico não sou ao contrario do sr. doutor que é perfeitamente anti-enfermeiro!já agora nao quer ir á televisao portuguesa ler publicamente o que escreveu!?talvez dê um bom debate! mais uma vez...ganhe vergonha na cara!
 
Meu caro colega das 10:36 AM,
Não insista, que não vale a pena. É que VERGONHA, MORAL são termos que não existem na maioria desses sótoires.
 
Atenção que o da ideia da antimatéria foi aquele que em Coimbra faz de representante da Ordem dos Médicos (JAS) ao refeirir-se aos enfermeiros como "Não-Médicos". Que grande descoberta!!!
Há Sindicatos de Enfermeiros em Portugal, que são equidistantes dos partidos políticos e dos governantes. Praticam umna autonomia de classe profissional. Por este desconhecimento vê-se que ainda anda muita ignorância, na área da saúde quanto à representação dos enfermeiros.
Essa coisa do Estaline estar a influir no sindicato dos enfermeiros é chão que deu uvas, pois nem é o único ou mais significativo representante, nem o Estaline mete medo a português. Des de o Nikita K o mandou retirar (as ossadas) do mausoleu do Lenine, por indecente e má figura, deixou de ser modelo. Por especial favor, ficou ao lado do mausoleu, exposto aos abutres, como o outro do mito, que deu o fogo aos humanos.
As USF são anencefalias, que pulsam mas não têm condições de sobrevivência, porque são uma burla.
Metem dó, políticos de relativo gabarito (não exageremos) defenderem um modelo que nasce dos famigerados RRE (Regime Remuneratório Experimental) de má memória, onde os médicos eram pagos à peça e até estava incluído na peça o pagamento para enfermeiros, que nunca assumiram.
Pegaram no figurino, depois de convencerem os governantes de que havia pessoas sem médico de família, como se isso fosse vital para a assistência,e lá lhe passaram o pagamento da capitação para a lei actual, mais o vencimento que não tinham no RRE.Por isso vão gnhar 4.770 € de suplementos, razão pela qual não estão incluídos nos incentivos financeiros, pois vão facturar cerca de 2 mil contos à antiga portuguesa, em cada mês.
Convém ler atentamente o que está escrito para se perceber por que vêm desenterrar múmias comunistas, para baralharem os enfermeiros, que não querem ser nem da mocidade portuguesa nem da internacional estalinista.
Quando os conselheiros dos ministros forem enfermeiros (já estão a ser) estes vão fazer leis onde o cotão dos umbíguos médicos deixe de ser importante.
Ainda falta perceber que as unidades de cuidados paliativos são só da responsabilidade dos enfermeiros, pois entram na fase em que a medicina cessou a sua voz e efeitos.
Ainda falta entender que a continuidade dos cuidados é para garantir cuidados de enfermagem mais exequíveis no domicílio, ou camas "frias", porque os cuidados de enfermagem que determinam a maior permanência dos doentes nos hospitais podem ser organizados e prestados pelos enfermeiros, no habitat do convalescente. E se precisar de ir ao médico, o Enfermeiro sabe tratar disso com eficácia.
É uma pena ver como são escolhidos ceros enfermeiros para missões de alto risco, que nunca falam ou se os deixam falar é para dizerem nada.
Mas há outros além desses que preparam o futuro da Enfermagem no SNS.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!