terça-feira, agosto 05, 2008

O Centro de Responsabilidade Integrada (CRI's) do Prof. Manuel Antunes - uma mentirinha nunca fez mal a ninguém?!


"Há, pelo menos no Saudesa, total consenso (nenhuma voz discordante ou sequer reticente) sobre a excelência de resultados, medidos em termos de quantidade e de qualidade de produção, atingidos pelo CRI dos HUC, liderado pelo Prof. Manuel Antunes" link


Num período pródigo em conceitos rentabilizadores na saúde, como de um mercado a retalho se tratasse, os administradores hospitalares discutem a reorganização dos hospitais públicos. Muitos apontam o CRI liderado pelo Prof. Manuel Antunes (HUC), como um exemplo de produtividade quantitativa e qualitativa. Bom, este é um facto interessante... para quem não conhece a realidade.

Vejamos, imensa gente aponta este serviço como extremamente rentável (resultados/ganhos de saúde muito acima da média). Ninguém se esquece, inclusivamente, de apontar que no final do ano, o Prof. Manuel Antunes, habitualmente, distribui os supostos lucros pelos profissionais de saúde (os médicos, ficam com quase tudo, lógico).
.
Mas, claro, há aqui aquela mentirinha que ninguém se lembra de revelar. Sem retirar o mérito aos respectivos profissionais, tratados como "escravos", há muito a dizer no plano ético. Desde do facto do Sr. Professor Antunes achar que os Médicos devem ser homens e as Enfermeiros, mulheres (segundo ele, é a "ordem natural" das coisas) até à manifesta arrogância e má educação com os profissionais que o rodeiam.
Sob a sua "alçada", as médicas internas têm dificuldades em concluir a especialidade e as enfermeiras, quando não correspondem à expectativa, são alvejadas com frascos de soro, arremessados a alta velocidade. Mas não é só: este CRI nunca teve salas de trabalho para a Enfermagem!! Segundo o Professor, são "dispensáveis e não têm interesse".

Aliás, como se julga dono do mundo, gosta de dispôr e ordenar mandos arrogantes aos Enfermeiros, o que lhe valeu em tempos problemas com o ex-Enfermeiro-Director do HUC, Enf. Amílcar de Carvalho, pois o Professor nem sabia que quem "mandava" no Enfermeiros era a Direcção de Enfermagem! "Devia ser os médicos" - disse irado.

Como se controlam "miraculosamente" os custos?

Deveras fácil. Tal como um filho que vive em casa dos pais sem arcar com as despesas gerais, aproveitando todos os rendimentos como fontes lucrativas. O Professor, como tem o seu CRI integrado nos HUC, vê com agrado muitas das despesas com profissionais serem imputadas ao mesmo. Certos exames de diagnóstico e terapêutica, caríssimos, também. Mas há mais: como as intercorrências e complicações no âmbito dos procedimentos/internamentos são dispendiosas, só lida com os utentes que oferecem os melhores prognósticos, deixando os restantes para os outros. Só "gosta" de doentes "saudáveis".
Mas as estratégias lucrativas não terminam por aqui.... pois a competências de gestão nulas necessitam de ser compensadas com esquemas "curioso-duvidosos".
Vai valendo a dedicação de todos os profissionais envolvidos.

Comments:
Bem, este post não poderia ter mais razão. Há muita gente que fala sem saber. De facto, as coisas acontecem assim...
Fiquei admirado porque toda a gente diz isto nas costas, mas nunca ninguem escreveu isto, preto no branco. Pelo menos que eu tenha visto...
 
Sei também que esse serviço vedou o acesso a uma investigadora que pretendia realizar ali um estudo de caso sobre a satisfação do pessoal, se não me engano. Se calhar valia a pena insistir por aqueles lados pois os estudos de investigação podem ter também o mérito de iluminar zonas de sombra dos cuidados de saúde.

Quanto aos frascos de soros que atiram às enfermeiras, não é (infelismente) caso único pois eu própria já passei por uma situação em que uma senhora anestesiologista chamava os enfermeiros por

"pssst!... psssttt!..."

Como - entre os muitos que se riam e achavam piada - havia quem não lhe respondesse, foi aberto um inquérito na instituição e eu fui transferida de serviço.

Mas como os tempos são de mudança, também já ouvi (sem querer) um médico a instruir outro recém-chegado, nos seguintes termos:

"Tens que ter calma pá, as gajas agora já não são como antigamente; um tipo dantes dáva-lhes um grito e as gajas amouchavam. Agora são uma p..., não têm respeito nenhum. Dates dáva-lhes com as pinças nas mãos e as gajas não piavam; agora tens que ir com mais calma, pá. Mas não te esqueças que o médico és tu, ouviste pá?" (esta conversa tinha mais asneiras que não vale a pena reproduzir).

VV
 
E os nomes que gosta de chamar às enfermeiras? Lá ainda reina o filsofia do médico é que é o rei!
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
É verdade sim senhor. Este post confirma-se a 200%
 
Concordo com O Enfermeiro. O homem n diz nada de jeito....
 
Em 1.º lugar o título deste post é despropositado na medida em que não faz uma apreciação dos CRI, mas centra-se numa pessoa particular!
Em 2.º lugar (e partindo do pressuposto de cima) que direito pensa ter em se insurgir contra uma pessoa em particular qd não dá a cara por si mesmo! Tenha vergonha e saia detrás dessa capa de cobardia!! Se quer falar em nomes particulares mostre-se primeiro!! Como poderá exercer o seu direito de resposta o Prof. DOUTOR (e aqui sim, pela primeira vez neste blog o doutor se aplica de maneira conveniente) Manuel Antunes?

Não digo que o que aqui esteja escrito seja errado, mas como que direito o publica da forma como o fez?!

CC
 
Olha, ai ele é assim?

Se me atirasse com o frasco de soro, em seguida leva ele com o frasco em cima dos cabelos da cabeça.

Infelizmente temos senhores dr. que tratam os enfermeiros como se fossem criados.
É o que alguns merecem.
Não se sabem por no seu lugar.
Os outros so merecem a consideração que nós lhe damos.

Parabens Dr. Enfermeiro , por denunciar este tipo de comportamentos.

É hora da verdade, cada vez gosto mais de si.
 
tudo isto continuará a acontecer ( comportamentos dos médicos para com os enfermeiros)até que haja alguém com eles no sitio, e peço desculpa pela expressão, e meta os pontos nos i´s a esses médicos de meia tigela... já que a instituição hospitalar não é suficientemente digna de se abster do estatuto social que alguns dos seus médicos têm o problema terá de ser resolvido fora da instituição! kem gosta de ser respeitado que respeite o próximo.
 
Ao CC.

Mete a violinha no saco e cala-te.
Tú provavelmente, serás como ele.

Se alguem tem que tratar mal as pessaoas, que sejam as filhas, as mulheres e as amigas.

Respeitinho é muito lindo.
Se o nao tem por ele proprio, quando estiver raivoso, que vá tomar banho ao Mondego para acalmar.

Isso sim.
 
Sim senhor, Prof DOUTOR, mas sem vergonha, senao tinha mais respeito pelos humanos.

Muito bem, os titulos, nao lhe deram educação.
 
Ora alguém que fala... Gostei de ver.
De facto tenho opiniões opostas sobre o Sr. Professor: já me apeteceu bater-lhe (várias vezes) e já consegui ter amenas conversas com o senhor.
De facto os dados económicos são como a Estatística: facilmente manipuláveis, vejam-se os sucessivos governos do nosso País. E de facto o Sr. Professor consegue dar cabo da vida (ou pelo menos tentar) a quem lhe faz frente... Há instituições militares que não têm a rigidez que existe naquele Serviço... E consegue tratar as pessoas que trabalham com ele duma maneira que se via muito num regime chamado "Apartheid" (desculpem se escrevi mal)... Penso que lhe deve dizer alguma coisa...
Mas temos que lhe dar o merito que ele tem, ou melhor dizendo: temos que dar o mérito à EQUIPA que ele tem.
Para finalizar trancrevo um "comentário":

"que direito pensa ter em se insurgir contra uma pessoa em particular qd não dá a cara por si mesmo! Tenha vergonha e saia detrás dessa capa de cobardia!! Se quer falar em nomes particulares mostre-se primeiro!! Como poderá exercer o seu direito de resposta o Prof. DOUTOR (e aqui sim, pela primeira vez neste blog o doutor se aplica de maneira conveniente) Manuel Antunes?

Não digo que o que aqui esteja escrito seja errado, mas como que direito o publica da forma como o fez?!"

Isto cheira-me a 1 complexo mal resolvido. Se calhar era bom esta pessoa trabalhar 1 semana em contacto diário com o Prof. Fazia-lhe bem.
Quanto a não dar a cara: Sr. ENFERMEIRO, faz muito bem. Já toda a gente viu onde se vai parar por dar a sua opinião...
Deixo aqui um apelo aos Enfermeiros dignos desse nome que trabalham em Portugal:
Acordem! Deixem-se de tretas! Está na hora de assumirmos quem somos! Vamos parar de tentar passar por cima do colega para chegar onde se quer, e vamos lutar todos juntos! Já chega! Sejam capazes de dizer não!
 
Pessoalmente entendo que os CRI são uma boa alternativa de gestão dos serviços de saúde. Não podem é ser geridos como estão a ser, em particular esta experiência que tem já vários anos. Os sucessivos governos não avançaram para a massificação desta alternativa...exactamente pelo exemplo do Dr. Antunes, não tanto pelos resultados obtidos em si mesmo mas mais pela forma como são obtidos e pelo que os CRI podem gerar - TIRANETES de meia tigela!!!

Estas histórias são já muito antigas e do conhecimento de quem tem responsabilidades neste País...

Contudo há em tudo isto uma verdade insofismável - esse senhor ( habituado ao Apartheid, não aprendeu nada do que é a democracia) SÒ FAZ O QUE FAZ porque as pessoas deixam... E o que me incomoda é que os/as colegas deixam que tal aconteça !!! Comigo, uma coisa dessas só resultava numa coisa : ou eu ou ele , um de nós estava de certeza na cadeia.
 
O doutor enfermeiro é insignificante de mais senão, estou certo, ainda arranjava "sarna p'ra se coçar"
O seu mal é que já se julga Deus e não passa de uma sombra...

Em tempos de crise aparecem sempre falsos lideres, é o seu caso.
Se quisesse de facto fazer algo pela enfermagem focalizava a enfermagem e não como sempre faz os médicos, já é tempo de mudar de atitude.
 
Ao CC

O sr.Prof Doutor, unico no pais deve ter orgulho no que se está aqui a dizer dele.
Parabens pela defesa.
deve ser sócio.
 
Sou Enfermeiro e trabalho há 13 anos. Nunca fui desrespeitado ou mal tratado por algum médico.
Penso que as pessoas às vezes é que deixam fazer isso e não se impõem.
Não podemos generalizar e dizer que todos são assim.
Como em tudo há o bom e há o mau.
 
Realmente triste de se ler. Os frascos de soro a voar valem um processo disciplinar na instituição e uma queixa crime num tribunal, suficientes para o despedimento com justa causa e se não for o caso, um impedimento para a sua prática profissional. Pois, porque para ser médico é necessário sanidade mental (a tempo inteiro).
 
Felizmente, trabalho quase há dois anos, e nunca tive problemas desse género com os médicos. Mas, felizmente, no meu serviço temos enraizada a ideia de que não somos criados de ninguém, muito menos dos médicos. E quando começam a falar torto, nós fazemos o mesmo. Quanto aos internos, mesmo que comecem de nariz empinado (acho que deve ser uma cedeira nas faculdades de medicina), ficam logo a perceber que isso não resulta, ou seja, são devidamente educados! Quanto ao facto de o caro Dr Enfermeiro não se revelar, acho que faz muito bem, tem todo o meu apoio!
 
Colega DE: Na realidade há quem nesse blogue já tenha tentado fazer ver o que se passava... Mas os números escondem muita coisa e esse blogue é de "numerólogos"...
 
Gostava de saber como se faz a distribuição de lucros pelos profissionais do CRI (chamam-lhe incentivos). Será que têm regras rigorosas de atribuição ou estão dependentes da decisão discricionária do director? Se assim for só pode ser incentivo de maior conflito interno e dos profissionais sentirem grande desmotivação. O dinheiro não compra tudo...
 
Já trabalhei lá com o Dr. Manuel Antunes e confirmo o que diz o post. Depois quando se mudou para o novo serviço saí.
 
Esse serviço é vergonhoso....
bom tema para um post!!!!
 
Estimados colegas; caro doutorenfermeiro,
Ora o post que aqui +ublicou é sem dúvida a mais pura das realidades. E digo isto não apenas pelo "diz que disse" (que aliás abomino) mas por experiência directa com um familiar querido.
Na verdade o que se passou foi LAMENTÁVEL, VERGONHOSO. Esses ranho... do dotóreco prof. e não sei quê em causa, é ou foi uma pura nódoa no caso que passarei rapidamente a descrever:
- um familiar meu com um aneurisma da aorta, cinquenta e alguns anos de idade e hábitos tabágicos viu-se numa situação em que praticamente IMPLOROU (escrevendo uma carta pois já não conseguia falar por paralisia das cordas vocais) ao tal anim... prof. que o transferisse para Lisboa uma vez que ele não o queria operar (um dos tais que não favorecia a "estatística"). No fundo creio que o tal douto estava na expectativa de vê-lo tirar bilhete...
Mas não tirou e graças a Deus e aos médicos que o operaram em ... LISBOA (tão prof. que o aparthaidorista é...) ainda cá está (com as sequelas de que mais de um ano de empurra para aqui e vai para ali trouxeram).
Da cirurgia resultou alterações da motricidade e paralisia das cordas (que já tinha). Ainda no currículum ficou um internamento de 3 ou 4 meses na UCIcard com suporte ventilatório (ventilador) mais umas quantas infecções oportunistas que quase o ceifaram e muito, muito sofrimento.
Em tempos esse meu familiar terá dito que na altura em que ele (o prof.) o foi "visitar" à UCI, se tivesse uma pistola lhe teria dado não um mas esvaziado todo o carregador nas trombas...e por aqui me fico.
 
Fala-se aqui do homem que aprendeu muito na África do Sul. Como alguém disse (e bem), podem ser influências do Apartheid…
Mas sosseguem. Não é certamente caso único no país. Nem tão pouco caso único e exclusivo dos médicos…
Ali para os lados de onde trabalho, há uma senhora enfermeira (chefe!) que farta-se de ir a “tainas” em bons hotéis, graças às empresas de material cirúrgico. Como se não bastasse, os “convites” que supostamente deveria repartir com os restantes elementos da equipa, leva-os para casa, e assim, já pode ir com o marido a esse tipo de eventos.
Quando há congressos, e porque as filhinhas são da área da saúde, também as mesmas são prendadas com “convites” que deveriam ir para os senhores enfermeiros.

Digam-me onde é que esta tirania é diferente da do Prof. Manuel Antunes?
Há podres em muitos sítios, e em muitas profissões…
Há dias fiz aqui menção a outro tipo de podres, mas o senhor Dr. Enf. Censurou-os… NÃO É VERDADE?
Afinal onde está a liberdade de expressão?
O Dr. Enf. é como o Frederik Willem de Klerk ou é como o Jan Christiaan Smuts?

Saudações.
O Sr. Dr. Cirurgião da Naifa!
 
Meu caro naifas,
Onde é que pretende chegar concretamente?
Quer falar de congressos altamente científicos é isso? Dos convites para esses congressos? E dos convidados? E dos "requisitos" de inscrição? E dos locais dos congressos? E dos implantes cocleares...ups!
E dos... e dos...
E das fortunas que os... enfermeiros (??!!!)conseguem "juntar"?
Mas quer comparar convites (se é que eles existem) com puras tentativas de agressão física e psico(testemunhadas)?
Mas quer comparar o incomparável?
Meu caro, o prof. em questão é enquanto profissional (enquanto pessoa não sei, e nem estou interessado em saber pois creio que a coisa poderia dar para o torto...) EXECRÁVEL. E não são só os enfermeiros que o dizem (como aliás o meu caro tão bem saberá, certo?).
 
Sr. cirurgiao da naifa.

Continuando a defender as naifadas que dais, sendo nos doentes ou nos enfermeiros.
Pensei que estava de férias.
Para vir aqui, escusava de as ter interrompido.

Tambem atira com frascos de soros aos enfermeiros? Que os insulta a gente sabe.
Pela arajem vê-se quem vai na carruagem.

A srª Ministra bem vos podia embalar aos dois e mandar para a Argentina.
Pode ser que lá alguem vos desse umas lições de boa educação e de civismo. Ambos precisam.

Sem saudades.
 
Ai sr. dr. enfermeiro, é preciso paciência não é?
Gostei muito do seu artigo! Frontalidade...
 
Ai o naifas também gosta de "gritar"?
Será?
Mas meu caro se assim é cuidado...não vá por aí aparecer algum filho de uma "preta", e o clado pode mesmo "entornar"...
 
Sim, senhor, confirma-se. É assim que o manel antunes consegue lucros. O home n percebe nada de nada. só sabe operar.
 
Diz o povo: "em terra de cegos quem tem olho é rei".
Tudo o que se disser dos maneis antunesios é pouco, porque esses monstros paranóicos abusam da bondade dos outros e, até da disponibilidade dos doentes.
Vejam como ele come uma maçã!
É nestes pequenos gestos que qualquer homo erectus (animal a quem Deus na sua infinita bondade levantou as da frente)demonstra a sua verdadeira personalidade. Muitos dos resultados deve-os a brilhantes enfermeiros que, como ele se formaram na estranja e com os quais não fazia farinha nem levantava cabelo.
Quando um prof seu vizinho se cansou de esperar porque o Manel lhe obstruia a passagem e como não tinha a vida do Manel Antunes foi-lhe aos focinhos num ápice.
Se lhe devolvessem os insultos e não permitissem a paranoicos, como é o caso, manifestações histéricas, eles aprendiam a respeitar e a perceber que se querem fazer escola têm de ter mais um pouco de dignidade e respeitarem aqueles que contribuem para os seus êxitos.
Mas não podemos excluir a hipótese de que há quem goste, no auge da contenda, de ser tratado assim.
Foi na África do Sul que Christian Bernard fez o 1º transplante cardíaco; foi lá que o Manecas aprendeu a arte. Mas ficou com um problema de olhos: só vê pretos, porque perdeu a noção da cor, logo só detecta os não cor.
Foi lá que aprendeu certas práticas primáthicas.
Mas é cá que as circunstâncias são favoráveis aos seus tiks.
Já se interrogaram por que é que o Manecas vem operar doentes com entrecosto a propósito, às tantas da madrugada?
Duas razões: a 1ª é que é a mulher que comanda o mexer da palha do colchão e não mexe quando ele mas quando ela entende e quer; a 2ª é que se operasse a horas normais ninguém falava nisso, era tudo normal e homem gosta de dar nas vistas. É um tipo de vaidade muito especial, que o meio permite e alimenta.
 
Também não gosto de Manuel Antunes. É uma personagem detestável. Particularmente para nós Enfermeiras. Sempre ouvi dizer que "Quem semeia ventos colhe tempestades". É o caso de Manuel Antunes. Não é que esta manifestação seja uma tempestadade. Não o é, e passa-lhe ao lado. Mas os antagonismos ao Manuel Antunes são visíveis nestas opiniões. E peca por ser escassa. Penso não ter lido neste blog tamanha unanimidade em mais tema nenhum. E não estamos a ler as opiniões dos colegas médicos. Estou convicta que não seria muito melhor. Se não fosse mesmo pior.
De facto é uma pessoa que não agrada do ponto de vista ético, não agrada do ponto de vista profissional, não agrada do ponto de vista relacional. Mas também não quer agradar a ninguém. Afinal é ele que manda nos HUC e também em alguns desses políticos reles que por aí andam. É um homem que não interessa e nem sequer é interessante.
Relativamente as enfermeiros... detesta-os. As enfermeiras tolera-as... mas só as que lhe fazem o que pretende. Assim como as internas médicas. Os colegas médicos (particularmente muitos dos cirurgiões cardiotorácicos) sabem também muito bem quem é Manuel Antunes. Mas têm-lhe muito respeitinho porque é "Prof. DOUTOR" como alguém diz por aí numa opinião. A reverência a estas pessoas faz bem parte dos comportamentos de algumas personagens menos esclarecidas.
Quanto aos gestores... em geral não o respeitam. Até porque em matéria de gestão sabe muito pouco. Sabem muito bem os "truques" que usa para obter os resultados que tem. Mas enfim, andando para ver. Mas suspeito que um dia alguma das avestruzes que para aí andam vão tirar a cabeça da terra e olhar para o que se passa ali. Para já servirá o interesse de alguns, eventualmente políticos e escribas que de saúde nada percebem e que não têm coragem para enfrentar a pessoa. Mas estou convencida que o futuro não lhe será favorável e que não ficará na história.
 
Somos profissionais, por isso temos relações profissionais, tudo que ultrapasse o bom senso e o respeito não deve ser tolerado, pois tais situações só acontecerão com a nossa conivência.
D.
 
Bem, parece que estamos todos a atirar as culpas para onde não devemos.
Deixem lá o Sr. Professor.
Vamos ter orgulho em ser Enfermeiros. Neste País qualquer um consegue ser doutor ou professor. Mas nem todos conseguem ser verdadeiros Enfermeiros.
Mais uma vez vejo aqui muita raiva. Muitos "amargos de boca". Mas que dizem de pegarmos nessa força toda e vira-la contra quem nos enterra até ao pescoço quando nos deveria defender?
Sim... A Ordem, os Sindicatos, a maioria dos Enfermeiros Directores, alguns Chefes, e os muitos licenciados em enfermagem que denigrem a nossa imagem.
Fazer frente a pessoas como o professor referido é fácil (experiência própria), basta pagar numa moeda mais diplomática mas de igual valor.
Mas fazer frente aos "nossos"? Os que "matam" a nossa profissão?
Peço aos senhores leitores que tentem saber o que se passou (e continua a passar) num grande hospital já algumas vezes referido neste "Blog", em que nós somos literalmente fuzilados pelos nossos dirigentes... O pior de tudo nesta situação é que têm que ser médicos a defendernos contra os nossos "chefes".
Dr. Enfermeiro pense nisso e tente acabar com estas discussões que neste momento já não nos levam a nada.
Vamos redireccionar a nossa raiva.
 
ò gato said.

Achas que por ser prof. lhe dá direito a insultar as enfermeiras, agredi-las e rebaixa-las?
tenham dó.
O homem é um mal educado e insurreto.
Que haja mais igual e ele tudo bem.
Eu se trabalhasse no serviço dele já tinha feito queixa dele no apoio á vitima , por maus tratos profissionais.
Vai dar uma voltinha, vai...
Comes no mesmo tacho.
ou entao o que passou, passou.
 
Infelizmente os enfermeiros são subjugados porque os deixam, porque se consideram muitas vezes inferiores a estes seres despresiveis e porque têm medio de represálias pois estas pessoas são muito poderosas e podem levar ao despedimento dos peoes.
Caros colegas nao tenham medo e coloquem processos a quem vos fizer mal unidos lutaremos contra estas bestas...
 
Penso que o que está em discussão não é tanto a personalidade do Prof Manuel Antunes mas antes o empolamento das suas magníficas capacidades de gestão assim como a adopção do método de gestão (CRI) partindo do pressuposto que este é superior a todos os outros, tomando como exemplo o CRI do serviço de Cirurgia Cardiotorácica dos HUC, sabendo que se parte de pressupostos falsos:

Melhor gestão: menos custos porque os doentes são menos complexos logo propensos a menores tempos de internamento e menores complicações logo menores custos...

Forma de incentivo à produção: Baseado em critérios injustos de incentivos

Grau de satisfação dos utentes e profissionais: Estudos fizeram-se?

Quanto À personalidade não sei, só do que ouço falar mas isso não chega como é óbvio.

Não se pode é propalar a opinião generalizada que é uma magnífica gestão.

Reparem também que independentemente dos governos serem PS ou PSD ele é uma personagem que lhes interessa agradar. Porquê? Não sei... mas deve ter a ver com reminescências do Estado Novo, adoração de ídolos autoritários e mandões... é que para muitos ter fama de duro e autoritário é uma virtude e uma forma de manter valores ancestrais como o respeito pela autoridade... só pode... não é que seja mau... é apenas um pressuposto falso.
 
Olha!!!!

Afinal existe um sosia do Eduardo Barroso e eu não sabia. Este post podia ser sobre o Curry Cabral e o dignisimo senhor doutor Eduardo Barroso. Essé é tal e qual...
 
Parabéns gato um comentário fantástico, pena que os enfermeiros não conhecem essa linguagem assertiva.
 
Com tanto asco ao Dr ANTUNES até fico obnibulado...será que o anónimo que se diz manif queria ser reconhecido como médico, mas é um tarado que apenas diz mal e se refere á vida privada do Dr Antunes como se da dele se tratasse. Tem palha na sua cama? ou dorme sentado e a toda a hora!Quanto á mulher que comanda o Dr será de bom gosto, pois ele até é importante e boa figura e quanto a si, tanto fala em enfermeiras que me parece que o que quer são enfermeiros e tenrinhos...tarado.Um anónimo que gostaria de saber quem é para lhe encher a cara de trampa seu menif.
 
Ó Manif

Ele falou e até é convencido que é geitoso
E ainda escreve agressivo.
cuidado. Será melhor andar com escolta.
 
Sem querer ser agressivo, se me atirasse com um frasco de soro ou o que quer que fosse, talvez eu fosse despedido, mas rebentava com ele!

MaD
 
Este blog serve unicamente para crucificar pessoas em praça pública.
Tenham vergonha, olhem pela vossa vida. Façam algo de útil pela profissão, principalmente esse manif, que tem obrigação de o fazer já que ocupa o lugar de Presidente de um Sindicato, à custa de colocar os mortos, reformados e outros a votar.
Sim, há coisas inacreditáveis na Enfermagem e esta é sem duvida uma delas. Quando me contaram nem cria acreditar, como é possível alguém ocupar um lugar que sabe que não lhe pertence, à custa de jogadas de bastidores.
A Enfermagem já não se levanta com gente assim.
 
Um dos grandes problemas nesta qestao é que o feitiço, de certo modo, acaba por se virar contra o feitiçeiro... Ao tentar aplicar um sistema de gestão interno, o Sr. Manuel Antunes torna-se detentor de todas as cabeças que circulam em órbita dele... E como perguntam vocês?! Pois bem... Não querendo fugir muito ao cerne da questao, penso que(e serve somente cm a minha opiniao pessoal) o problema começa qd os proprios profissionais k la trabalham não sabem reconhecer esse proprio sistema de gestao, e acabam por se vender (acho k é a maneira mais simples de descfever). Quantos profissionais da CCT abdicaram de ferias por causa do tal incentivo??? Quantos(as) abdicaram de lua-de-mel pelos bem ditos incentivos??? Quantos(as) abdicaram de licensa de maternidade (paternidade) por uma prenda de natal choruda??? Pois é... A dignidade humana, é porém dos bens mais sagrados que Deus nosso senhor nos deu... Durante gerações e gerações, muitos foram aqueles que lutaram por direitos do Homem...
Tudo parte de maus habitos (e que maus habitos)... Uns aprendem.-se a vender, e outros, olheiros e observadores, aproveitam-se desses factos para os saber comprar... É o preço que se paga ao trabalhar num serviço como a CCT. Dignidade?! Orgulho?! nah...
 
Enfermeiros do norte não queria estar na vossa pele, com uma representação tão imbecil como é a do enfº Correia Azevedo. Basta ler tudo o que escreveu enquanto director do grande HSJ E NADA FEZ PELA ENFERMAGEM E DEPOIS LER TODA A PORCARIA QUE ESCREVEU DOS SEUS SUCESSORES, chegam á triste conclusão que é o maior inimigo dos enfermeiros, tem vergonha de ter sido enfermeiro, por isso gostava de ser o Dr Azevedo e passava a vida a escrever debaixo do pouco que sabia de filosofia. Têm sempre a possibilidade de pertencer ao SEP, pois é o único sindicato representante da classe e com pessoas de cabeça na terra e não na demagogia difamatória do ditador Correia Azevedo. Gostaria ainda de saber o que na realidade se passou para que os amigos do Correia Azevedo fizessem uma lista...tarde actuaram, pois só demonstraram desconhecimento total da sua personalidade de enfermeiro envergonhado e com ódio dos enfermeiros. A BESTA é a sombra do imoral, do perverso e o inimigo nº 1 da classe da enfermagem...acabem-lhe com o poder sindical e queimem-lhe a raíz para jamais renascer das cinzas...um lobo de falinhas mansas a viver ás custas de uma classe que ele despreza. Quem avisa vosso amigo é. Mais parece uma cabeça de mulher, pois homem que é homem não é tão óbvio.
 
BEM OS EMFERMEIROS(OS MAL DIZENTES) SÃO CÁ UMAS BOCAS PODRES PARECEM AS RATAS DE SACRISTIA A FALAR MAL DO PROF.MANUEL ANTUNES TOMARA A ALGUNS DE VÇS TEREM A PARTE HUMANA QUE ELE TEM ,EU SOU DE LISBOA E SOU PACIENTE DELE E O K VEJO É K ELE NÃO VAI NAS VOSSAS TRETAS ALI É PARA SE CUMPRIR TRABALHAR E NÃO PARA PASSEAR OU ANDAR A PAVONEAR PELOS CORREDORES ,TAVAM MAL HABITUADOS ALIÁS MUITOS AINDA ESTÃO E PELOS VISTOS CONTINUAM A VER PELOS COMENTÁRIOS AQUI DEIXADOS .TENHAM VERGONHA SÓ ESTÃO A DENEGRIR A VOSSA CLASSE QUE É TÃO NOBRE E MEREÇE O RESPEITO DE TODOS NÓS
ELE É ASSIM TÃO BOM QUE VOS CAUSA ESTA INVEJA TODA
TENHO PENA DE ALGUNS DE VÇS QUE AQUI ESCREVERAM NÃO SÃO DIGNOS DE TÃO NOBRE PROFISSÃO
E MAIS UMA VEZ BEM HAJA O PROFESSOR MANUEL ANTUNES E QUE ELE TENHA MUITOS ANOS DE VIDA PARA CONTINUAR A MAGNIFICA OBRA QUE INICIOU E SEM A PRESENÇA DE ALGUNS DE VÇS
 
Pelo que vejo o Prof. causa azia a muitos, se calhar por não trabalharem directamente com ele, e falarem da boca para fora, eu trabalho hà 20 (vinte) anos com ele, e não acho que seja assim tão má pessoa. Soros a voar, se calhar a frase não estará bem elaborada, que eu saiba soros ainda não têm asas, dedicação, muita pois em nenhum serviço o director passa dia e noite se possivel for a tratar dos doentes mais criticos, recompensados, sim pois aqui trabalha-se e não nos andamos a pavonear pelos corredores, talvez a colega que ca trabalhou e saiu quando mudamos para as novas instalações não gostasse muito do trabalho, pois aqui temos de gostar de trabalhar. Talvez devido ao stress que existe quando algo não corre como seria de esperar, se digam palavras, frases, se tenham por vezes atitudes, talvez menos dignas, mas temos de procurar compreender. Doentes escolhidos, sim são todos apresentados e depois seleccionados, mas bons e maus doentes, mesmo por vezes os bons doentes vêm a revelar-se afinal não tão bons e a complicar e ai está então o tão falado professor Manuel Antunes a deixar o fim de semana com a familia para vir ajudar e trabalhar, juntamente com enfermeiros, auxiliares e restantes colegas, para que esses doentes recuperem e possam passar mais uns fins de semana em casa e tudo devido ao trabalho efectuado neste centro.
 
Que raio de discussão se levanta com temas deveras despropositados e sem a assunção do direito de resposta inevitável para que se possa dar credibilidade a denuncia.
Soros, birras, más disposições, julgo que o unico cometário a fazer é que, sendo uma realidade aos enfermeiros intervenientes, homens e mulheres adultos, teriam que tomar as devidas providencias para que se repara-se a atitude. É facil apontar o dedo, mas se me permitem, uma situação dessas so aconteceria se mais uma vez os enfermeiros não assumissem uma postura compativel com o seu desenvolvimento pessoal e profissional.
Conheço grande parte dos colegas que trabalham no serviço, pessoal extremamente qualificado reconhecido, inclusivé pelo professor, que sabe estar e que nao permitiria de modo agum que a sua dignidade fosse cocloada em causa, fosse por quem fosse.
 
Com a atual enfermeira dita chefe que mais nao do que a serva ...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!