terça-feira, setembro 16, 2008

Como aprender a fazer (quase) tudo em 20 horas...


Ultimamente quando leio notícias que envolvem a Ordem dos Farmacêuticos, só me apetece rir. Afinal de contas, temos diamantes por lapidar (e nós sem saber)...
O Sindicato Independente dos Médicos, alertou para isto:

"(...) A propósito de as vacinas começarem a ser administradas nas Farmácias (acto técnico cuja validade diz respeito à Ordem dos Enfermeiros), "Farmacêuticos vão aprender a reanimar doentes "!

Não parece tratar-se de um lapso jornalístico pois que a notícia é desenvolvida, sendo dito pelo sr. presidente da secção regional de Lisboa da Ordem dos Farmacêuticos que "A Ordem vai realizar cursos em conjunto com o Instituto Egas Moniz, mas a Associação Nacional de Farmácias, várias cooperativas e institutos do ensino superior vão fazê-lo", e que "Os cursos têm 20 horas e vão começar em Setembro, "para que os conhecimentos estejam frescos a partir de Outubro".

A formação prevê, entre outras coisas, "reforçar conhecimentos de suporte básico de vida, que foram apreendidos na universidade". Normalmente, não há efeitos secundários, porém, se houver casos de choque anafiláctico (alergia), "pode ser preciso fazer reanimação ou tratar, localmente, as reacções alérgicas", diz (...)".

Comments:
No outro dia fui ao meu centro de saúde levar a vacina. A menina que lá estava lá me deu a pica, em pé, num cubículo, e em menos de 5 minutos após tal complexa empresa, lá estava eu, satisfeito da vida, a caminho de casa. Sorte a minha, em não me ter dado uma coisinha má por causa dessa coisa complicada... Diz que se chama anafilaxia...
 
Na admnistração de injectaveis e primeiros socorros a ANF explica que é exigido um espaço minimo (7m2) , marquesa ou cadeirão reclinavel, material para entubação orotraqueal assim como todo material necessário ao SAV , á excepção do desfibrilhador.
 
Diz-nos alguma coisa que não saibamos pá ... Isto não é novidade nenhuma.
 
há imensos enfermeiros em actividade apenas com a 4ª classe.
 
Apesar de concordar com o que o colega tem vindo a colocar cá, já começa a descer de qualidade e a atingir níveis pouco profissionais.
 
Deve sentir-se muito pequenino este "doutor". Também queria uma ANF, mas não tem! Resigne-se. Ou antes, reduza-se à sua insignificância. Assim sim.
 
grande imagem...lolol
brutalíssimo!!!! :)
 
Essa é a imagem do enfermeiro comum: à pesca de emprego!
 
Diamantes por lapidar? E o que são enfermeiros?....hmmm.....talvez GRANITO!
 
"Para rumar à excelência"... meu caro enfermeiro, os farmacêuticos são os profissionais de saúde melhor cotados entre os doentes! Antes de falar em excelência de uma classe profissional que desconhece, olhe primeiro para a sua!
 
No outro dia precisei de levar uns pontos na mão"! Depois do médico ortopedista me ter "remendado" a mão, eis que surge a enfermeira para fazer o curativo! Qual não é o meu espanto quando ela me pergunta...."Hmm, falta aqui mais um ponto....quer que lhe coloque mais um ponto.....não tenho é anestesia"!
 
Aos srs anónimos.

Na verdade, nas farmácias, só falta por ferraduras a burros.

já se lá faz quase de tudo.
 
De certeza nos espaços que nao façam atendimento a doentes, ficam a encher baloes.
 
A Ordem dos Farmacêuticos será a substituta dos gatos fedorentos, quando estes começarem a perder notoriedade. Com certeza que qualquer comprador de medicamentos vai preferir fazer paragens respiratórias/cardíacas nas farmácias a partir de Outubro.
Em Outubro já se pode registar o euromilhões nas farmácias?
Dessossego
 
na minha licenciatura tive 20 horas ao todo de farmacologia... =S 20 teoricas e n tnhs praticas, 2 h por semana teoricas
 
Quantos farmaceûticos há em cada farmácia? E o resto o que é...
 
Eu acho bem que as "picazinhas" possam ser dadas nas farmácias, mas não por farmacêuticos, apesar de, obviamente, os farmacêuticos, pelo cariz da sua formação universitária de 5 anos de Mestrado Integrado em Universidades/Faculdades, saberem mais a dormir sobre vacinas e anafilaxia, do que um enfermeiro bem acordado e com o livro à frente. Acho que o farmacêutico deve sempre deter a RESPONSABILIDADE final pelo acto, mas a execução do acto em si deve ser efectuada, preferencialmente, por técnicos, ajudantes técnicos de farmácia e por enfermeiros (se a farmácia desejar contratá-los). É somente uma questão de técnica...
 
Quantos enfermeiros sabem agir no caso de uma anafilaxia?
 
MEDROL, DECADROM,LEPICORTINOLO.
MAS PORQUE ANDO EU A ENSINAR ACERCA DOS ANTIDOTOS A ESTES PALERMAS DOS FARMACEUTICOS????
Enfermeira 34 anos anos de serviço em um hospital central
 
Há um protocolo a seguir (DGS) no caso de uma reação anafilática...
Quero ver os farmaceuticos ou ajudantes a aplicá-lo!!
Uma farmácia serve para VENDER remédios ...e para dar alguns conselhos, mais que isso não ...
Os farmaceuticos depois de passarem 10 anos a vender smarties sabem tanto de saúde, tanto, tanto...sabem de cor o nome dos smarties, mais que isso...
 
Estes farmaceûticos são uns arrogantes! 5 anos de formação universitária... bla bla bla... Isto parece formação académica à Socrates...Logo mais temos farmacêuticos made in Novas Oportunidades.
 
Conheço um farmaceutico que fugiu num acidente após ver sangue no chão ... é falta de hábito ...
Mas era capaz de se lembrar vagamente de ter estudado a hemoglobina, linfócitos, monócitos, plaquetas, ...

Se vamos por capacidades gostava de saber o que é que um comum faraceutico actual faz na farmácia que um enfermeiro não fizesse...há trocos complicados? umas aulas de matemática da ª clase ...
Não conheço outra profissão em que se estude tanta bioquímica e afins e depois não s aplique nada de nada ...é só vender pílulas, arrumar e gerir remédios...
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Espero que o anónimo de cima, nao caia nas nossas mãos, numa situação de urgencia, cuidados intensivos, unidade de quimioterapia, cuidados paliativos...mais que a merda, vai sentir a falta que faz um enfermeiro!

Numa situação de dependencia ou risco de vida não se iluda: pode ser o homem mais rico do mundo, mas quem cuida de si sao os ENFERMEIROS!

Já agora os enfermeiroa, tem 4 anos de licenciatura e 2 de especialização. Ups! Fazendo as contas não dá mais que um farmaceutico???
 
Dois de especialização... vá lá dar uma curva, se quiser fazer comparações a nível de duração, os farmacêuticos têm 5 colégios de especialidade, cada uma com 5 anos de duração. Ups…

Sei eu melhor que ninguém que a especialidade pós internato exige estudo, mas não é uma segunda licenciatura. Sendo que essas pseudo-especialidades de enfermagem não passam de letras no papel para agradar às massas. Internato em enfermagem ? Não me façam rir…

Um ano de medicina ou um ano de farmácia metem esse cursozeco mais as suas "especialidades" e "doutoramentos" a um canto.

Digladiem-se ai por algo tão trivial como a administração de injectáveis, só mostra que ao perderem isso não sobra mais que melenas e fraldas para mudar, isto é, se os AAM deixarem.

Engraçado que a ANF nem deu um piu a comentar os histerismos da vossa macaca mor.

Vá, vão lá lutar pelo carrinho da medicação…
Dr. HelpYouIWillFindYourSanityYes
 
Enfermeiros, meros peões que passarinham nas politicas dos grandes, ANF, OF, OM, INFARMED, MS...

Uma coisa é certa, se saltassem todos juntos no mesmo instante afundavam o país. =D
 
"Eu acho bem que as "picazinhas" possam ser dadas nas farmácias, mas não por farmacêuticos, apesar de, obviamente, os farmacêuticos, pelo cariz da sua formação universitária de 5 anos de Mestrado Integrado em Universidades/Faculdades, saberem mais a dormir sobre vacinas e anafilaxia, do que um enfermeiro bem acordado e com o livro à frente. Acho que o farmacêutico deve sempre deter a RESPONSABILIDADE final pelo acto, mas a execução do acto em si deve ser efectuada, preferencialmente, por técnicos, ajudantes técnicos de farmácia e por enfermeiros (se a farmácia desejar contratá-los). É somente uma questão de técnica..."

Parabéns ao anónimo que escreveu este comentário... Aqui está um exemplo de como quem não sabe mais vale estar calado...

Caro Comentador... Estar 5 ou 20 anos na faculdade n significa que se saiba mais ou menos de anafilaxia... Significa que os farmaceuticos necessitam de mais tempo para apreender toda a formação que lhes é exigida. Um Enfermeiro deve ser capacitado para as noções basicas da farmacologia, e posteriormente e face à realidade que encontra vai fazer uma reforço dos seus conhecimentos farmacológicos. O mesmo acontece com a classe médica (vá-se perguntar a um oftalmologista a medicação que um ortopedista deverá receitar pa ver se sabe...) Ja um farmaceutico qdo sai da universidade deverá ser conhecedor de todos os medicamentos e suas caracteristicas. Assim sendo e para que isto aconteça precisa, provavelmente, de uma maior numero de anos na sua formação.

Qdo o comentador diz que a RESPONSABILIDADE final do acto deverá ser do farmaceutico, desculpe mas se eu fosse farmaceutico n me responsabilizava pelo acto de um enfermeiro, já que este está devida e academicamente capacitado para realizar o acto. Assim sendo a responsabilidade do acto seria de quem o realiza.

Agr há uma coisa que me intriga neste comentador... Ele sugere q sejam técnicos ou ajudantes de farmacia a realizar o acto de "dar picas" ao invés do mmo farmaceutico que referiu como tendo mtos anos de faculdade e um muito conhecimento de vacinas e anafilaxia. Ou seja, esta a sugerir que pessoas nada qualificadas (tecnicos e ajudantes) administrem vacinas, parece-se lógico do ponto de vista da estupidez...

Por fim, quero ainda dizer que estamos a debruçarmo-nos demasiado sobre o acto em si. O acto de vacinar ate pode ser dado pela vizinha do lado sem qq formação na área, pois se lhe dissermos o local exacto onde deve espetar a agulha e que tem de injectar o conteudo, acho q qq pessoa com o minimo de inteligencia e habilidade o fará. A intervenção do enfermeiro torna-se pertinente não directamente pelo acto mas pelas possiveis consequencias do acto. Um farmaceutico tem como competencias (numa farmacia) saber reconhecer a pertinencia de determinado medicamento a determinada situação, saber a forma de acção do mmo, advertir para os efeitos sec e adversos e q fazer em caso de ocorrencia dos mmos, mas n se encontra capacitado para a administração da vacina (pois esta capacitação tecnica é adquirida à posteriori), para a actuação em situação de anafilaxia mmo que esta seja segundo determinado protocolo, no reconhecimento do agravamento dos sintomas quando a anafilaxia n reverte, nas intervenções necessárias caso o estado se agrave, etc etc etc...

Ainda so um remate final: para o anonimo que diz que eu andei 4 anos a estudar pa limpar merda, fique sabendo que os enfermeiros n limpam so as fezes (q um dia serão as suas) mas muitas outras intervenções cuja população comum desconhece ou atribui a outros profissionais. E fique sabendo que para limpar merda é preciso ter formação, já que queria ve-lo a limpar merda a uma pessoa com status de patologia cardiaca agravada, status pos-cirurgia abdominal, cardiaca, etc etc etc etc... Acredite q qdo estiver nessa situação e se alguem sem formação lhe puser uma arrastadeira e por incrivel q parece ao po-la vc morra, aí dar-se-ia conta da importancia da formação em "limpar merda"...
 
Ahhh... Só mais uma coisinha, fique sabendo que tenho muito orgulho naquilo que sou!! ENFERMEIRO!!!!!
 
Um ano de farmacia poe a um canto um curso de enfermagem?!?!? Esta é para rir. Sou estudante de enfermagem e tenho uma colega minha em Ciencias Farmaceuticos, tenho muito respeito pelos farmaceuticos e pelas funções que desempenham, mas ela ja com dois anos de curso e não conhece um unico medicamento (e é uma boa aluna). Alias em dois anos ela so teve farmacologia geral em que os conteudos de aprende se resumem a definições de farmacognosia, farmacodinamica, etc. Eu tenho igualmente 2 anos de Enfermagem e sei mais de farmacologia que ela. Não digo que quando ela acabar o curso não saiba mais do que eu em termos de farmacologia como é obvio, mas garanto e segundo ela e o conhecimento do seu proprio curso que não está habilitada a prestar cuidados de saúde que vão para além da farmacologia, como a administração de injectáveis.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
" Mero Estudante de Enfermagem disse...

Um ano de farmacia poe a um canto um curso de enfermagem?!?!? Esta é para rir. Sou estudante de enfermagem e tenho uma colega minha em Ciencias Farmaceuticos, tenho muito respeito pelos farmaceuticos e pelas funções que desempenham, mas ela ja com dois anos de curso e não conhece um unico medicamento (e é uma boa aluna). Alias em dois anos ela so teve farmacologia geral em que os conteudos de aprende se resumem a definições de farmacognosia, farmacodinamica, etc. Eu tenho igualmente 2 anos de Enfermagem e sei mais de farmacologia que ela. Não digo que quando ela acabar o curso não saiba mais do que eu em termos de farmacologia como é obvio, mas garanto e segundo ela e o conhecimento do seu proprio curso que não está habilitada a prestar cuidados de saúde que vão para além da farmacologia, como a administração de injectáveis."

ROFLOL

Que comparação mais absurda! Ué, infêrmêru é burro memo!
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
O "doutor" enfermeiro deve andar frustrado por nenhuma instituição dar crédito às enormidades saídas da Ordem dos Enfermeiros e afins. Nem Ordem dos Farmacêuticos, nem Associação Nacional das Farmácia, nem INFARMED, nem Ministério da Saúde... Só eles mesmos, enfermeiros e, pelos vistos, agora um sindicatozeco da tanga que mais parece ser composto por varinas do mercado do Bolhão. Coitadinhos...
 
"Enfermeiro é burro!
Obviamente, o curso tem uma duração distinta, os primeiros anos são propedêuticos. Queria que aprendesse farmacologia a serio no primeiro ano seu idiota? A sua farmacologia é que é para rir, têm logo farmacologia no 1º ano ou 2º.
No meu segundo ano de medicina não pescava um cu de farmacologia, naturalmente!
Agora garanto-lhe em termos de trabalho/dificuldade/exigência, um ano, ou melhor, um semestre de um curso a sério mete a um canto toda essa vossa pseudo-formação!

Dr. NeedLove?"

Need Love?!?!? Não muito obrigado... Eu não preciso que a sua classe me venere, nem sequer preciso do vosso respeito... Eu sei a importância da minha intervenção e pelo menos esta realiza-me... Não sei se és estudante de Medicina ou se ja és Médico, mas espero que quando cometeres os teus grandes erros esteja la um enfermeiro bem burro para compor a tua borrada...

E se és estudante de medicina fica a saber que eu não pretendo ser médico... Em enfermagem não me ensinam a ser "médico menos qualificado" que seria o curso que estás a insinuar dizendo que são pouco exigentes, no meu curso ensinam-me a ser enfermeiro, cujo teor desta formação tu não encontras numa única cadeira do teu curso... Já agora descobre colegas teus que tenham estado um unico ano em enfermagem, vais descobrir que são aqueles que melhores médicos são.
 
Após leitura atenta destes comentarios, não consegui deixar de expressar a minha vergonha, relativamente ao facto de, em primeiro, ser portugues, e em segundo, ser profissional de saúde.
Meus caros: se os Enf vos incomodam tanto, pq vêm até ao espaço deles? Se o contributo q tem para dar são comentários jocosos, como e q tem capacidade de por em causa níveis de formação/educação?
Tenham vergonha e procurem crecer, para o V sucesso...
 
Eu sinto vergonha é de ter colegas enfermeiros que descem de nível a este ponto, felizmente destes não conheço muitos no meu dia-a-dia.
50% deste blog dedica-se a atacar o ministério e OE, os restantes 50 atacam outros profissionais de saúde, começando pelos médicos passando pelos fisioterapeutas, técnicos de diagnóstico e terapêutica e veja se só, já chegamos aos farmacêuticos.
Cambada de idiotas, é assim que querem crescer?
Há muitos que sabem quem é o autor deste blog, e as suas intenções não são altruístas.
Sugiro que andeis de olho aberto e não te deixeis levar por "pastores" destes.
 
Esta guerra entre OE e Ordem dos Farmaceuticos seria desnecessária se estes ultimos tivessem o cuidado de consultarem e criarem parceria com a OE nesta temática.. O mercado de trabalho também começa a escassear aos farmaceuticos, daí tentam usurparem funções a outra profissão que vive dias piores e actualmente é liderada por uma senhora incompetente..
Para os srs. farmaceuticos: vejam la se o feitiço ñ se vira contra os feiticeiros..
 
Cada um tem o direito de defender a sua classe, mas quando entram os insultos, acabam por perder a razao..
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Farmacêuticos a vacinar?...a mim é que não me apanham! No caso de anafilaxia é necessário uma actuação célere, com estabelecimento de um acesso IV. Será que os farmacêuticos sabem essa técnica? E mesmo que a soubessem teoricamente, todos sabemos que para manter a proficiência nessa área é necessário treino diário. O melhor é mesmo colocar uma VMER de prevenção à porta de cada farmácia...e neste caso dispensa-se a presença do médico; o enfermeiro chega!
 
Preferia um enfermeiro a operar-me do que um farmacêutico a vacinar-me...
 
Caros amigos,
A Direcção Geral da Saúde é claríssima nas obrigatoriedades necessárias para vacinar nas ORIENTAÇÕES TÉCNICAS Nº10.
Leiam o que é exigido aos Centros de Saúde para vacinar e comparem com aquilo que as farmácias vão ter.
Ah! Já agora. Vacino cerca de 25 crianças/ dia em que a maior parte delas leva em média 1 a 2 vacinas cada. Algumas têm 3 dias de vida. Façam as contas...
As probabilidades de reacções são muitas mas sei que se acontecerem estarei preparado e com todo o material (revisto periodicamente)para actuar tal como é exigido. Já assisti a várias reacções anafiláticas graves e é assustador!
Quero ver se nessa altura o sr farmacêutico sabe utilizar o minicurso de suporte básico (como se chegasse!?) e utilizar os medicamentos que tem em armazém!!
 
"Preferia um enfermeiro a operar-me do que um farmacêutico a vacinar-me..."

Eu nem uma coisa nem outra, acho que "cada macaco no seu galho"
Sou operado por um cirurgião, sou aconselhado e compro medicamentos ao farmaceutico, sou vacinado e tratado pelo enfermeiro. Se cada profissional se se mantiver no seu lugar não ha conflitos e há cooperação em equipa. Eu sou Advogado e não vou fazer o trabalho de um Juiz, nem as funções que a ele competem.
 
"Esta guerra entre OE e Ordem dos Farmaceuticos seria desnecessária se estes ultimos tivessem o cuidado de consultarem e criarem parceria com a OE nesta temática.. O mercado de trabalho também começa a escassear aos farmaceuticos, daí tentam usurparem funções a outra profissão que vive dias piores e actualmente é liderada por uma senhora incompetente..
Para os srs. farmaceuticos: vejam la se o feitiço ñ se vira contra os feiticeiros.."

A OF nem se pronunciou no assunto, até porque o compromisso foi feito com a ANF, e nem é claro quais os profissionais habilitados.
O mercado de trabalho está longe de escassear...
 
Realmente, se houvesse desemprego em nada adiantaria este tipo de serviços...
 
É bom não esquecer que há uns quantos senhores enfermeiros que defendem suporte básico para muito boa gente…
Também não se esqueçam que há muitos enfermeiros que nos centros de saúde e escolas, fazem administração de vacinas não tendo por perto uma hidrocortisona… Duvido até que muitos saibam a dose por kilo…
Num bloco onde trabalho (privado), há uma equipa cirúrgica formada por:
Cirurgião
Ajudante
Instrumentista
Anestesista
Enfermeiro Circulante

Este enfermeiro, circula durante a cirurgia, colabora na indução anestésica, quando é necessário faz ECG e inclusivamente está treinado a usar o Intensificador de Imagem.
Bem sei que aos olhos da vossa bastonária, isto seria uma loucura. Mas para quem trabalha neste bloco, a pessoa que desempenha esse cargo tem um valor inestimável. Por isso, é recompensado financeiramente.
E tanto quanto sei, os vossos colegas que fazem isso não estão arrependidos.
Quem ganha?
O doente, claro.

Saudações,
O Sr. Dr. Cirurgião da Naifa.
 
Ja agora...
Se neste momento alguem se dirigir à farmacia e comprar vacina para a gripe, quem a administra (excluindo a hipotese do Farmaceutico)?
Quantos utentes que vao administrar as suas preciosas têm formaçao sobre dar vacinas?
Eu concordo com esta medida de acessibilidade para o cidadão. Por mim desde que nao seja pedreiro, quero mais é competência a dar a pica, para nao ter trabalho de casa!
Meus amigos, entendam-se estou certo que encontrarão a melhor solução possivel para os utentes.
 
Ja agora...
Se neste momento alguem se dirigir à farmacia e comprar vacina para a gripe, quem a administra (excluindo a hipotese do Farmaceutico)?
Quantos utentes que vao administrar as suas preciosas têm formaçao sobre dar vacinas?
Eu concordo com esta medida de acessibilidade para o cidadão. Por mim desde que nao seja pedreiro, quero mais é competência a dar a pica, para nao ter trabalho de casa!
Meus amigos, entendam-se estou certo que encontrarão a melhor solução possivel para os utentes.
 
Sr Cirurgião da Naifa;

Depois de ter lido alguns comentários mais técnicos (não aqui) sobre as intervenções no decorrer de uma reacção adversa, chega-se à conclusão que muitos nem sabem o que é hidrocortisona...


Dr. MakeLoveNotWar
 
Ó naifadas.

Descobristes a careca.

logo vi que larapiavas os doentes.
Só podia ser.

Cantas de barriga cheia.
Pobre de quem precisa.
 
Dr cirurgio d nif:

Especilmente pr si dr cirurgio d nif, deixo est mensgem de grnde admirço, que tenho a certez que vi compreender porque se é médico é letrdo e sbe quem me inspirou. Estou a escrever ssim um bocadinho codificdo pr lhe poder dizer ums coiss que só gente muito letrd como o doutor d nif percebe. Dmiro-o pel mneir como elogiou um enfermeiro. Reprou no que fez, ou foi sem querer que lhe escpou? Ou lguém se fz pssr por si? Estej lert, no v lguém ndr a dizer que o senhor cirurgio d nif elogi enfermeiros.

Tmbém ndo desconfid que o conheço... "chvets" no lhe diz nd???

Mnuel
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Cirurgião da Naifa disse:

"Este enfermeiro, circula durante a cirurgia, colabora na indução anestésica, quando é necessário faz ECG e inclusivamente está treinado a usar o Intensificador de Imagem.
Bem sei que aos olhos da vossa bastonária, isto seria uma loucura. Mas para quem trabalha neste bloco, a pessoa que desempenha esse cargo tem um valor inestimável. Por isso, é recompensado financeiramente."


Caro Cirugião da Naifa,
ficaria realmente admirado com o que imensos Enfermeiros fazem por esse país fora... um dia destes, conto-lhe acerca de uma instituição onde decorre um projecto-piloto pioneiro, baseado em padrões norte-americanos, onde os Enfermeiros têm uma autonomia em muito semelhante ao médico (aliás, trabalha sem médico), mas com uma vantagem: usa essa autonomia e poder decisõerio de uma forma holítica. Cuida com autonomia.
Isto não surgiu do nada, acompanho esse projecto bem de perto, e muita formação envolveu o mesmo (aliás, lá poderá constatar que a maior parte dos formadores são Enfermeiros). Muita não. Imensa. Por isso, não se espante assim tanto...
 
Ars est celare artem

(A arte está em esconder a arte)


Alma de Papagaio
 
Ao cirurgião da naifa:

já não se vacina nas escolas, devido aos riscos de anafilaxia. E desde as últimas normas técnicas da DGS que todos os centro de saúde que vacinam têm que ter material de reanimação na sala de vacinação.

Andas mal informado...
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
"O mercado de trabalho também começa a escassear aos farmaceuticos, daí tentam usurparem funções a outra profissão que vive dias piores e actualmente é liderada por uma senhora incompetente.."


Mais uma enfermeira a falar do que não sabe!

Pior é mesmo querem ensinar farmacologia a farmacêuticos!

Vocês são uns básicos!
 
Qualquer pessoa letrada sabe ler uma receita ,ir buscar uma embalagem de medicamento ao sítio certo,dá-la ao cliente e receber o pagamento (o troco q.b.).NEM É PRECISO ESTUDAR.julgo que tenho mais preparação para desempenhar funções de farmacêutico do que o contrário.EU TAMBÉM QUERIA MONTAR UMA FARMÁCIA.Fácil? dá milhões?
 
Eu nunca estaria apto para desempenhar funções de enfermeiro! Tenho um nariz muito sensível para conseguir limpar trampa e mudar fraldas.


Dr. HugoBoss
 
Não percebo o porquê da necessidade de insultar os farmacêuticos (o texto que consta agora no blogue não é o original, é mais meigo, foi censurado).
Não conseguem discutir um tema sem tanta agressividade, sem má-criação?
 
Conversa fiada. À primeira dúvida simples sobre o medicamento XPTO engasgava-se... Desculpe? O quê? Não sei. Vá lá mudar fraldas e fazer favores ao médico menina...
 
Vêem estes enfermeiros com um cursinho de 4 anos dar lições a farmacêuticos! Inacreditável!
 
É por essas e por outras que nenhuma instituição lhes dá sequer ouvidos ou resposta. É que são tão inerentemente ridículos nas suas maneiras que só isso os desarma imediatamente. Concretizando: a Ordem dos Enfermeiros "ladra" e a Ordem dos Farmacêuticos, a Associação Nacional das Farmácias, o INFARMED, o Ministério da Saúde e o Governo ignora. Deve ser frustrante ser TÃO ignorado.
 
Vem se ve que nao fazeis mais nada senao dar pilolas.


Que vos interessa o que dizem e fazem os profissionais de enfermagem? Dor de corno. Só pode ser.
 
Sim, os médicos sentem uma dor de corno terrível dos enfermeiros (e os farmacêuticos mais ainda)... afinal, nos sempre quisemos enfermagem!

"Vêem estes enfermeiros com um cursinho de 4 anos dar lições a farmacêuticos! Inacreditável!"

Creio que queria escrever "Vêm".


Dr. Professor
 
Que forum lamentável. Que baixo nível. Que vergonha.
 
A sua reverencia e excelencia anónimo das 12.10

Cursinhos de 4 anos.
Nao.6 anos se faz favor.
Aprenda que a ignorancia é muita.

Oa Enfermeiros nao têm só cursos de 4 anos.

que vos leva a tanta dor de corno?
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Sim .Os cursos Especializados em Enfermagem, sao de dois anos.
Por isso, sao 6.
O curso de base sao 4.
És ou nao burro.
 
A verdade é que os farmaceuticos tentam rebaixar a profissão enfermagem, no entanto querem usurpar funções da mesma.. rica inveja!
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Concordo que estes comentários são de muito baixo nível. Mas como poderá notar grande parte destes comentários não foram publicados por enfermeiros, mas sim por outros "profissionais de saúde" que falam do que não sabem e, por sinal, devem ter pouco que fazer na vida...
Discussões curriculares fazem pouco sentido, pois comparam-se cursos e, consequentemente, profissões diferentes, com competências diferentes.
Concordo com quem disse aqui que "cada macaco no seu galho".
 
Era só para contar uma coisa que se passou e que é tão verdade como eu estar aqui em pulgas para a contar e que aconteceu numa farmácia onde entrei com um familiar para tirar a tensão como diz o povo e o homem de bata branca com ar de doutor e que um dia destes vai dar uma "bacinas" a uns quantos desprevenidos mandou o meu familiar sentar-se com uma grande simpatia e a arreganhar-se todo de gentilezas que até me estava a irritar e depois mediu a tensão do meu familiar sempre com muitos salamaleques e fazendo questão do braço esquerdo como manda a tradição e disse que o meu familiar que por sinal tem sempre tensões de passarinho tinha a tensão a dezanove onze o que me deixou mais em pulgas do que estou agora e me fez comprar naquele momento mesmo um aparelho para tirar a tensão e experimentá-lo ali mesmo tendo de imediato ficado confirmadíssimo que estávamos a ser aldrabados por tamanha incompetência pois que o meu familiar precisava mesmo era de beber um copo bem cheio de água salgada e de preferência do lago do Vulcão da Ilha do Sal o que não me impede de reconhecer que estava fresquinho lá dentro da farmácia onde cheirava bem e eram todos muito sorridentes.

Guidinha21
 
"Sei eu melhor que ninguém que a especialidade pós internato exige estudo, mas não é uma segunda licenciatura. Sendo que essas pseudo-especialidades de enfermagem não passam de letras no papel para agradar às massas. Internato em enfermagem ? Não me façam rir…"
 
Como se pode ver(pela leitura de alguns posts anteriores), a Profissão de Enfermagem continua a ser desvalorizada ... Porquê?
Pelo seu Passado AINDA RECENTE...Pela IMAGEM ESTERIOTIPADA do ser "enfermeiro(a)" - mero aprendiz, mero curandeiro, mero auxiliar, mero assistente do Sr. Doutor...mero profissional sem grau académico reconhecido.
Na sociedade actual ainda vigora esse perfil da enfermagem.
Esta é a verdadeira realidade...cabe-nos a nós "nova massa de enfermeiros" alterar essa realidade, para que no futuro esses esteriótipos não prevaleçam.

Colegas não se degladiem com outros profissionais de saude, preocupem-se apenas em contibuir para a valorização e reconhecimento da nossa profissão.

PlanetaM
 
Como Enfermeiro Especialista tenho obsevado o seginte:Na farmácia cá da terra os farmacêuticos de serviço ao avaliarem uma TA e esta dá valores altos ,ficam cheios de medo e enviam urgentemente o utente para o Centro de Saúde para aquele ser encaminhado,orientado e tratado,geralmente por um Enfermeiro e fico espantado ao verificar que muitas vezes os valores referidos por eles não correspondem à realidade.Saberão a técnica correcta e todas as variáveis inerentes a uma correcta avaliação?Pessoalmente duvido.Evito meter-me nas suas funções,mas penso que não me sairia mal ao desempenhar actividades de farmacologia.Coisa simplificada dar uma caixinha de medicamento mais uns conselhos inerentes ao seu uso , efeitos secundários e adversos.Bê À BÁ,Simplex,que com os meus estudos e anos de profissão faço como se diz " a brincar e de olhos fechados" Dixt........
 
CADA VEZ TENHO MAIS ORGULHO EM SER ENFERMEIRO.tenho a consciência tranquila,procuro ajudar,não me servindo da profissão para explorar o sofrimento alheio e também tentar permanentemente melhorar através de uma reformulação da actuação.Enfim durmo em paz.
 
Venham cá ao pé de mim executarem atendimentos globais de situações complicadas e abrangentes,ou seja deixá-los poisar .A Enfermagem é uma arte ,uma técnica e uma ciência.Humanismo e vocação também ajudam.´Quando se é bom profissional também se sofre,de vários modos.Não é para todos.Já agora são seis anos de formação e trinta de trabalho.Fora todos os outros cursos,actualizações e competências:milhares de horas.Um dos males na Enfermagem è a modéstia,aproveitada maldosamente por outros,que dão show-off,sem nível.
 
Como Enfermeiro estou para ver como vão actuar na farmácia quando houver problemas.Será que vai ser enviada a situação complicada para o Centro de Saúde ou para o Hospital? Será lá tratada na marquesa da farmácia?.Responda quem souber.
 
Subscrevo o comentario do Nelson..disse tudo..
 
A abrir esta série de comentários, está um balconeiro de farmacopeia, dos modernos, isto é; sem escadote, que, como diria o sábio "omitiu" uma apreciação pessoal, acerca das vacinas que dão nos Centros de Saúde a latagõezinhos como ele, para desenvolver anticorpos contra a estupidez.
Diz o inteligente que tomou a vacina de pé (pudera as camas e as vacinas são para miudos)e não aconteceu nada. Nem sequer desenvolveu a anticorpoxia, preventiva da sua estupidoxia. Muito menos lhe apareceu no caminho, qual bruxa das encruzilhadas, a letal anafilaxia, nem a filoxera nos dedos dos pés.
Se as lentes que usa não fossem tão grossas teria visto que o problema não está quando não aparecem essas coisas.
O que exige saber e competência é quando as coisas correm mal.
A culpa é da Ordem dos médicos: começou a fazer curzitos de 10 horas para formar gestores de tudo e o resultado está à vista: deixaram de ser médicos e passaram a gestores de cinco estrelas sem brilho.
Gostos!
Mas atenção curandeiros das farmácias, a MAS foi a Bruxelas e trouxe a receita para vos meter nos eixos.
E não está só.
Os cursos de Enfermagem não são só para dar dinheiro aos indianos do Ave. Também servem para exercer a Enfermagem, com legitimidade, nem que para isso tenham de se inscrever naquela empresa da Póvoa que fornece serviços de enfermagem aos hospitais e até gerou um presidente de conselho do jovem centro hospitalar da Póvoa, Vila do Conde, Caxinas, casa dos frangos e arredores.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Lamento o discurso inhenho, dos supostos farmacêuticos... que mais me parecem dípteros, cuja a sapiência iguala a de um bestiame.

Contudo não podia salientar o dogma proferido pelo gardingo cn, pois é aqui que reside o cerne da questão.

Apesar de todo o "saber" que proclamam, os supostos farmacêuticos, para administrarem as tais vacinas que não fazem parte do PNV, estão receber

formação sobre SBV e de "Procedimentos Básicos de Enfermagem", onde estudam afincadamente esse manual.

Há claramente aqui um paradoxo, entre o que dizem neste blog e que fazem na realidade.

A usurpação de funções é clara e evidente, quer queiram quer não os farmacêuticos não possuem as competências necessárias para administrar vacinas, monitorizar eventuais efeitos adversos e actuar perante situações iminentes de risco de vida.

A solução não passa por fazerem esse "cursozinho", onde a sua bíblia passa a ser o Manual de Procedimentos Básicos de Enfermagem, mas sim por tirarem uma Licenciatura em Enfermagem.

O problema é que estes doutos (farmacêuticos, não passam simplesmente de cestodes, cuja a magnitude lúgubre, só é ultrapassada pelos cifrões do lucro,logo incapazes de compreender as ciências de Enfermagem.

A verdadeira especialidade destes busardos é vender, a banha da cobra como a nova isoxazolpenicilina, como esta fosse o elixir da juventude.

"Pelo preço de um leve dois" este é o lema da sua reles existência..., e não se esqueçam, que amanhã para a queda do cabelo, temos em saldo as aminopenicilinas e as tetraciclinas e na sexta-feira temos as cefalosporinas e as quinolonas, que fazem muito bem à flatulência!!!

CAROS FARMACÊUTICOS RESIGNEM-SE À VOSSA INSIGNIFICÂNCIA!!!!!!!!!!!!

Cumprimentos

NEL
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Estas tao enganadinho anonimo das12.24.
 
Se nós enfermeiros, somos assim tão insignificantes, se só servimos para mudar fraldas e assim, por que é que os médicos e farmacêuticos estão todos picados? Fiquem com as vossas competências, que nós ficamos com as nossas.
 
Os Srs DRS dos Smarties passam o tem a pedir aos médicos para assinarem papéis pra eles poderem alegremente assumirem a sua nobre e dependente função dos médicos !!
 
os drs dos smarties com o novo estatuto podem dar qualquer medicamento, seja ele qual for.
parece-me que quem reina por aqui são as empresas. esperem só até a saude passar completamente a privado
 
Não, meu caro e estimado burro. A farmácia é do farmacêutico, o médico não mete o bedelho nos seus serviços. Se se andasse a dispensar MSRM à discrição do utente seria preocupante. Daí a receita médica. De qualquer modo, os doutores dos smarties podem vendê-los sempre que quiserem, mesmo sem receita médica, e de forma legal. Quer um smartie para a dor de corno ou antes para a depressão? Parece-me muito deprimido. Pudera, limpar trampa não deve ser o equivalente a um SPA. Mas parabéns, consegue ter um QI abaixo do de um símio.
 
Podem-me informar um blog de algum médico ou de algum farmaceutico?

Xiça que dor de corno, cotovelo, ou como lhe queiram chamar dos enfermeiros.
 
A culpa maior foi a O.E. não ter actuado à mais tempo e em força.Lá por existirem situações em que ajudantes e farmacêuticos administravam injectáveis ,isso não lhes dá o direito nem competências.A legislação foi "armadilhada" porque não defenia QUEM podia administrar nas farmacias.Onde pára a ética sr.s farmacêuticos?? Será ganância??Cuidado com o olhar de superioridade.
 
"Estar 5 ou 20 anos na faculdade n significa que se saiba mais ou menos de anafilaxia... Significa que os farmaceuticos necessitam de mais tempo para apreender toda a formação que lhes é exigida."

LLLOOOLLL

Priceless!!...
 
Os farmacêuticos vão passar a assistir doentes através de cuidados de suporte básico de vida. A lei contempla esta situação e a Ordem dos Farmacêuticos (OF) aproveita. Neste sentido, a OF fez um acordo com a Cruz Vermelha Portuguesa para formar os profissionais. José Mário Miranda, da direcção da Ordem, explica ao CM que as farmácias aderentes vão ter um símbolo a identificar que ali se prestam, gratuitamente, cuidados deste tipo.
 
Aconselho a todos os agarrados a velhas mentalidades aconselho a ler isto: http://www.resuscitationjournal.com/article/PIIS0300957203001011/abstract?showOmimLinks=true

Tenho mais links se quiserem, do Conselho Europeu de Ressuscitação e outros.
 
enganei-me na janela, este comentário era para https://www.blogger.com/comment.g?blogID=10388827&postID=2940476462751596437&page=1&isPopup=true em relação ao SAV
 
Excelente blog!!!!
 
Entre enfermeiros e farmaceuticos preferia um dos primeiros. Mas pôr os ajudantezinhos do farmaceutico, que se acham doutores so por usar a batinha branca mas que nem formaçao tem, a dar picas?!!! Isto e demais!!! Onde vai este país parar?! Qualquer dia autorizam os "Almeidas" (com todo o respeito que esta - friso ESTA - profissao merece) a fazer transplantes...
 
Que discussão mais ridicula!! Que nervos que isto me faz! Mas que raio é que os Farmaceuticos têm de meter o "bedelho" nas funções que são da enfermagem? Os enfermeiros por acaso metem-se na dos farmaceuticos!
Sejam felizes se pensam que são superiores, quando precisarem dos enfermeiros talvez darão valor!! só neste pais mesmo...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!