terça-feira, Junho 09, 2009

Enfermagem Pediátrica na SIC Mulher...


"Nós raramente temos Enfermeiros aqui, connosco, a falar das questões relacionadas com a saúde. É uma tendência - não sei porquê - chamarmos sempre médicos e não tem nada de mal, mas era bom que houvesse sempre uma parceria porque são parceiros..." link

Foi este (textualmente!) o reparo da apresentadora, Adelaide de Sousa, no programa "Mundo das Mulheres", dedicado às crianças, que passou no canal SIC Mulher com a presença dos Enfs. António Marques e Graça Aparição.

Está implícito na minha opinião pessoal (e de muitos vós, presumo recorrendo à lógica) que este tipo de convites são/estão inerente à visibilidade social da profissão, quer como causa quer como efeito.

Comments:
Vi o programa em directo ..... e claro que ouvi a resposta do sr. Enfº à colega que se queixou do rácio enfº Dto que vai por este país fora.
 
Gostei especialmente da parte "é verdade... têm de cobrir muitas frentes ao mesmo tempo", isto depois do comentário da Enfermeira que falou telefonicamente
 
E o Sr. Enfº Marques, distinto enfº supervisor, falou bem??????????????
 
esta entrevista é sem duvida muito boa para a enfermagem! mas no panorama actual da saude parece que o medico é sempre o actor(maior visibilidade)e o enfermeiro o cameraman, q apesar de indispensável continua muito atrás da câmara! Toda esta notoriedade ainda está muito enraizada na sociedade, e quando se fala em saude,fala-se ainda muito no medico!Mas essa realidade tende a mudar, pois entrámos na era das competências!saude
 
Meu caro, é o médico que o diagnostica. É o médico que institui o tratamento. O enfermeiro limita-se à sua função: cumprir.
 
Claro que tudo se resume ao que o médico diagnostica e ao tratamento que institui....Ah!Ah!Ah!... tira a venda.
 
Claro que tudo se resume ao que o médico diagnostica e ao tratamento que institui...Ah!Ah!Ah!...
 
Sr anónimo da 1:35 tenha vergonha da sua pouca informação e má formação. Afinal está muito preocupado com um interlocultor que só serve para cumprir. Sr Doutor Médico preocupado com o reles enfermeiro? Afinal já percebeu que o seu tempo de reinado tem os dias contados mas descanse que os Enfermeiros estão mais preocupados com os utentes... não gostamos de dar importância nem de gastar energia com coisas menores.
 
São parceiros...mas...

por exemplo neste caso, o médico pediatra, domina por certo de uma forma mais global, o tema da "pediatria" que um enfermeiro especialista em SIP. Os anos de formação de um pediatra são de 12 e de um enfermeiro especializado no âmbito pediátrico são de 6!

e aquilo que muitas das vezes importa...a semiótica e os sinais patognomónicos, são claramente, do domínico médico.

Acho que deveriam ser convidados, sempre em parceria!
 
O António Marques tem cábulas no sofá...lol....

E metade da conversa foi encomendada pela Sô dona...MAS!

E outra questão...será que os enfermeiros com formação na área pediátrica, só estão na ordem?! Aqueles senhores são demasiado teóricos...
 
O sr anonimo da 10.06 é que devia ter vergonha desse tipo de comentarios. 1º porque o anonima das 1.35 nao disse nenhuma mentira. E depois porque de facto ninguem esta preocupado com o "reles" enfermeiro, mero cumpridor de funções. E ja agora, os enfermeiros nao sao assim tao preocupados como tentam fazer passar, alias agarram se a essa "bandeira" porque é ainda uma das poucas que restam...

ps: acho muito bem terem convidado enfermeiros para falar de enfermagem, seja ela qual for. O problema normalmente é os enfermeiros quererem falar (leia se meter) em areas que de enfermagem nada tem a ver (leia se medicina)
 
Oh senhor doutor médico, vá lá, só o facto de andar por este blogg já diz muito de si. Eu tenho pena de si. Será frustração, o que é que quer daqui???
Vá lá pra sua rua com essas teorias de meia tigela e trabalhe mais essa capacidade de lidar com a frustração. Como enfermeira, considero que essa é uma caracteristica imprescindivel para ser um bom médico.
Vá lá! Este conselho é gratuito, afinal já cá veio aprender alguma coisa!
Vá à sua vida.
 
Srs Doutores Médicos já que têm tantos anos de formação a mais que os enfermeiros vão mas é estudar... ou será que afinal... estão preocupados... se fosse a vocês estava... é que a vossa imagem junto da população está a mudar pois já que são tão bem formados e informados devem ter conhecimento dos resultados do estudo da ACSS em que a satisfação dos utentes com os enfermeiros é claramente superior à satisfação com os médicos... mas não quero generalizar porque sei que há bons profissionais... esta mensagem é apenas para aqueles que continuam com a venda nos olhos e não querem encarar a realidade de enfermeiros e médicos como parceiros de cuidados (nomedadamnete anónimo da 1:35 e das 10:09).
 
Gostaria de dirigir um comentario especial ao carissimo sr.doutor medico (como gostam de ser chamados): Caro sr.doutor é por estas e por outras que o saude em Portugal vai de mal a pior, com gente tão mal formada, sem qualificações e sem educação de base. Sr doutor faça um favor à sua classe, limite-se ao silencio.Como disse o ilustre rudolf virchow " os grandes problemas da saude são sociais"...também com médicos destes!!!!!!!
 
Realmente estas trocas de palavras entre classes profissionais que deveriam estar preocupadas em aprender em trabalhar em parceria é vergonhosa! Temos de pensar q quanto melhor é a formação de todos melhor cuidados sao os doentes. Se os medicos não confiam no nosso trabalho não sei como não ficam presencialmente 24 com os doentes. Não sabem nada sobre a nossa carreira e muitos esqueçem q quando acontece algo ambos são muitas vezes chamados a tribunal. Não é tudo da responsabilidade dos nossos deuses medicos!
 
Parece-me de louvar o aumento de visibilidade da enfermagem.

Não obstante... eu não vi ali nenhum enfermeiro que trabalhe na pediatria, ou em cuidados intensivos pediátricos... nem vi sequer enfermeiros... vi gestores e vendedores... onde estão os especialistas ?? que trabalham lá... sim... com os doentes... esses não foram convidados... talvez para a próxima.

Obrigado
 
Esta reportagem não revela a realidade vivenciada pelos enfermeiros numa Pediatria, nos Cuidados Intensivos Pediátricos nem numa Urgência Pediátrica.
Aliás nem se falou em tal...
Falou-se em prevenção de úlceras de pressão que quase nem se faz em pediatria, somente se faz em casos pontuais....
Onde estão os enfermeiros de Pediatria, onde estão os especialistas?
Estes dois enfermeiros não estão na prática, porque não convidaram um enfermeiro da Estefânia?
Porque não foram convidados os enfermeiros que poderiam falar da realidade desses cuidados?

Graça
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!