quarta-feira, outubro 14, 2009

500 euros para "picar" o dedo!?


"No Hospital S. João de Deus, EPE - VN Famalicão, os digníssimos Sr.(s) Dr.(s) são a única classe profissional a receber incentivos de assiduidade. Porque não? Vamos então (como contrapartida de os "obrigarmos" a "picar o dedo") aumentar mais uns 500 euros ao seu mísero salário...

E os outros profissionais que também tem controlo de assiduidade e que vão trabalhar com a mesma ou mais vontade e dedicação, não tem direito???"

- Comentador anónimo -

Comments:
Caros Colegas, vou resistir à tentação de não falar em dores de cotovelo, convites inocentes ou de fórmula um...
Cada vez mais os médicos assumem-se como a pedra basilar de todo o processo (equipa multidisciplinar???) o que nivela por baixo todas as outras classes profissionais, pois perdem protagonismo, motivação e interesse em se desenvolverem profissionalmente (curriculos???)!
Neste perigoso contexto, afirmo que estes incentivos de 500 euros não são mais que o reflexo deste sistema que o Médico gere a seu belo prazer, colocando os seus interesses acima dos interesses dos utentes desse mesmo sistema e das outras classes profissionais.
Mas parece que vivemos no pais das meravilhas, onde todos somos felizes e alegres (como a "Ceifeira" de Fernando Pessoa).
Talibã das Beiras: Sempre ao mais alto nível!
 
Só mesmo um incentivo monetário para fazer os srs doutores chegarem a horas... Isto é nos dias que se dignificam a aparecer...
 
What the fuck is that???
 
Chulos, chupistas, parasitas. É o que são. Não me ocorrem outras palavras!
 
A administração desse hospital, vai buscar o dinheiro, aos bolsos dos enfermeiros. Paga aos enfermeiros a 3,5euros à hora, para poupar e ter dinheiro para pagar os incentivos aos coitadinhos dos médicos que precisam tanto.
Se os enfermeiros refilarem dizem-lhe que não falta quem queira e mostram-lhe a porta da rua.
Cada vez tenho mais vergonha de ser portuguesa e desta mentalidade tacanha e mesquinha que aqui impera.
 
Isto é sem dúvida, uma vergonha. Que rumo a saúde em Portugal está a tomar, enfim.
 
"A Enfermagem em Portugal passou a ser regulada pelos médicos (onde está a nossa Ordem?), vejam que para irmos para uma USF temos que estar à espera do convite de um médico.
Não interessa o teu curriculo, a tua formação ou investimento em formação, enfim não interessa o teu mérito, o que interessa é se tens um médico amigo que te quer controlar e escravizar.
Na enfermagem em Portugal as coisas estão perigosamente a nivelarem-se por baixo, a desmotivação é total, não basta trabalhar numa instituição à 10, 20 anos, não interessa o grau académico, não interessa o mérito, o que interessa é o que o médico pensa.
Não auguro bons resultados com estas reformas do SNS, gastasse mais dinheiro em incentivos e obras, e os resultados são inferiores.
Talibã das Beiras: Sempre ao mais alto nível!"
 
Colegas, verdade é única: A faca e o queijo está nas mãos dos médicos...por uma razão simples, são poucos, diferenciados! O nosso problema fomos nós quem criou...quem é que dá aulas nas escolas de enfermagem? quem é que tem sindicatos abúlicos?
O que é que se pode fazer? Qualquer médico em Portugal sabe que se uma administração chateia tem ali ao lado mil outras interessadas em contrata-lo.
Por fim, não andemos com hipocrisias...há médicos maus...muito maus...mas também há muitos enfermeiros maus (vocês sabem bem do que falo).
 
"picam o dedo" e depois entram? ou vão para o consultorio particular
 
Dor de cotovelo por não ser escolhido por um médico para determinado cargo?HAJA VERGONHA! Quem realmente gosta de prestar cuidados de enfermagem, vai sobreviver com dignidade a este lamaçal a que esta carreira nos está a levar. A motivação vem da relação no cuidar, situação muito diferente de lamber botas aos drs.
 
O que posso dizer... é que é a loucura o desrespeito a falta de dignidade e poderia falar de mais valores. É o cumulo da insanidade compensar quem não honra mas que Gestão é esta?! É MESMO ASSIM???? ENTÃO PRAÇA PUBLICA COM A INFORMAÇÃO.
Sugiro camaras 24 horas, tipo big brother.
 
Lei da oferta e da procura

A quantidade de Enfermeiros tem-nos enfraquecido progressivamente!

A unica forma de minimizar esta situação é regular a formação de novos Enfermeiros

Quando é que os Enfermeiros se mentalizam que não vale a pena remar contra as leis do mercado?

A solução é tão fácil... é só fechar a "torneira"

Infelizmente, a Enfermagem é dominada por estas pessoas que ganham a vida a abrir a "torneira" da Enfermagem.

Enfim...
 
Fantástico, dar um incentivo a alguem por cumprir uma obrigatoriedade!

Isto é Portugal no seu melhor!!

Hilariante
 
isto é ridiculo.será que ninguem consegue mostrar isto a opiniao publica. na tvi ou assim
 
Quando os médicos dos restantes hospitais tiverem conhecimento dessa situação tão vantajosa, ou vão querer trocar de hospital ou vão querer TODOS "picar" o dedo.....
 
Quem está no poder quer dividir para reinar!
Quem faz parte do classe trabalhadora quer unir para vencer e é ai que nós perdemos!
Não estamos desunidos mas sim falta-nos um lider que nos oriente para e que Partilhe o caminho a percorrer connosco. Isso é a nossa fragilidade.

Temos que fazer força junto dos sindicatos para formarem um Unica Plataforma de negociação, para não ficarmos mais fragilizados e com perca de poder negocial!
Para assim terem Uma Só Voz, Justiça Social é para todos!
 
É organizar uma paralisação total de enfermeiros para TODOS VEREM QUE SENHORES MÉDICOS NÃO SÃO NADA SEM NÓS...
 
Qual o enfermeiro que faz greve e o sr. dr. manda fazer e ele não faz.
Isso não. Era falta de respeito ás suas ordens.
 
No hospital de Gaia os medicos contratados tambem sao pagos 500 euros so para por o dedo e vir trabalhar!!!!!

Os enfermeiros tem k trabalhar mais 20h por mes para ganhar 120 euros, e caso faltem, um unico dia (prestar provas na faaculdade, morte de um tio), somos obrigados a trabalhar 40h semanais e receber comno se tivessenos trabalhado apenas 35h por semana.

Sera que o povo português sabe como esta a ser roubado?
 
O anónimo das 9 48h, expõe uma situação de tratamento discriminatório de contabilização da carga horária e pagamento de horas que revela bem as fragilidades da carreira. Esta devia ser única para contratados e ex- quadros,com todas estas questões salvaguardadas.
Em 1977, entrei para o quadro de um hospital, após três meses de trabalho. Nessa época, desde o inicio de funções, sempre nos trataram de igual forma.
Lamento imenso a situação dos jovens profissionais. Será que as teorias da motivação já caíram por terra?
 
o que a mim me mete maior gozo no meio disto tudo é que quando surgem posts a falar sobre o desenvolvimento da enfermagem e aumento ou melhoria de competências...surgem logo os pretensos srs clinicos e estudantes de medicina a reclamar "ah nem sonhes... sabes lá o que estás a dizer...".
Então e agora ????? Pois... bem me pareceu...

Aos anónimos que forneceram as indicações dos dois hospitais, porque não fazer uma comunicação pedindo o anonimato, para que as televisões investiguem este facto??

porque é que uns põem o dedo e já está e outros têm que ter 500€ no bolso para o fazer???

devia ser giro não??
 
Os 500 euros de incentivos não são apenas por picar o ponto. Fazem parte de uma política de incentivos que é paga segundo uma avaliação dos medicos... sim, porque estes médicos são avaliados mensalmente com criterios de qualidade profissional, eficiencia e tb assiduidade. Claro que a avaliação é feita pelas chefias e quase todos têm a nota mínima para receber o incentivo mas não deixa de ser uma avaliação da classe. Se o chefe não gostar do médico pode lixá-lo nesta avaliação. E esta forma de pagamento por incentivos é apenas uma maneira de ludibriar pagando menos aos médicos porque as horas extra, o subsidio de ferias e natal são calculados em função do salário base que é menor (os 500 euros são extra para nao contarem para este salario base). Portanto, é apenas uma forma das administrações aliciarem médicos com base em determinado salario que não é real, poupando muito em cálculos acessórios.
 
Boa tarde.
Para a Graça: concordo plenamente conseigo, isto é mesmo uma vergonha no que diz respeito à saúde e aos profissionais que tanto lutam pela saúde das pessoas. Mas por outro lado, estou bastante contente de ter a oportunidade de sair deste (país?).
 
ainda por cima 500 euros para um medico são trocos... nem sequer vai ser uma medida eficaz...
 
SÃO POUCOS SÃO POUCOS SÃO POUCOS........eis a verdade mais verdadinha que aqui eu li.Começa tudo aí.E provavelmente acaba,também!
Quando não há laranjas,toda a gente as quer e quem as tem vende-as ao preço do ouro.
Quem não entender isto,é melhor dedicar-se ao contrabando :)
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!