terça-feira, Dezembro 29, 2009

Nova Tabela Salarial proposta para Docentes...

(Clicar para ampliar e ler)



Proposta apresentada ontem (28/12/2009), no encontro entre a Ministério da Educação e Professores, com base no documento "Acordo de princípios para a revisão do Estatuto da Carreira Docente e do modelo de avaliação dos Professores dos Ensinos Básico e secundário e dos Educadores de Infância".
O tempo de serviço em cada escalão é de 4 anos, com excepção do 5º escalão, onde é de 2 anos, para acelerar a progressão!
.
Recordo a última proposta de Tabela Salarial para a Enfermagem (as diferenças são bem visíveis, com transições de 5 em 5 anos! Por exemplo, para atingir um salário de pouco mais de 2100 euros, os Enfermeiros demoram (se tudo correr bem!) 25 anos. Os Professores, 15! Os Enfermeiros demoram (se tudo correr bem!) 50 anos a atingir o topo, os Professores pouco mais de 30!):


(Clicar para ampliar e ler)
____________________________________________________________________________
Nota: Na reunião negocial de 7 de Setembro, o Ministério da Saúde fez a seguinte proposta para a entrada na tabela salarial:
A partir de Janeiro de 2010, a posição remuneratória inicial seria a 15 (1201,40 euros)
A partir de Janeiro de 2011, a posição remuneratória inicial seria a 19 (1407,45 euros)

Comments:
Olá a todos,
Gostaria de partilhar convosco o episódio caricato com que me deparei há pouco. Na caixa de correio tinha uma carta da OE. Quando a abri, constatei que me tinham enviado um pequeno livro intitulado “Estatuto; Nova redacção conferida pela Lei n.º 111/2009 de 16 de Setembro”.

Qual não foi o meu espanto, quando reparei que as primeiras e as últimas 15 páginas tinham sido recortadas precisamente na zona de texto…

Dirão uns: foi erro tipográfico.

Digo eu: MAIS UM SINAL DA INCOMPETÊNCIA DA ACTUAL OE E DA SUA EXCELENTÍSSIMA BASTONÁRIA.
 
Pois é!!!!!!!!!!

Quem tem unhas é que toca guitarra!!!!!
 
A análise às tabelas tem que ser feita de forma mais exaustiva.
Considero que nem a tabela remuneratória dos Enfermeiros, nem a dos Professores são vantajosas, julgo até que os Professores estão a adoptar uma estratégia infantil e pouco ambiciosa, isto porque ao quererem uma tabela sem categorias estão a quebrar a diferenciação dentro da profissão e, uma carreira pouco diferenciada, é uma carreira sem grande andamento salarial.
No nosso caso, verificamos a existencia de duas categorias (Enfermeiro e Enf Principal) e sou da opinião, ao contrário de muitos (incluindo sindicatos) que ainda deviam haver mais categorias, como p.ex. o Enf Gestor ou Director.
Vejamos, se forem asseguradas quotas para a obrigatoriedade de Enf Principais nos serviços/turnos, então teremos muitos enfermeiros a ganhar o correspondente ao topo da carreira docente e ainda com perspectivas de progressão salarial.
É tudo uma questão de se diferenciar quem tem mérito, quem tem formação, quem tem experiência, nunca nivelar por baixo e esperar que um médico nos ache engraçadinho (e bonito).
A Enfermagem tem que assumir uma atitude de diferenciação, porque cada vez mais a Licenciatura inicial com que saem os jovens profissionais é insuficiente (para não falar da "velha guarda", completamente obsoleta, domesticada e amestrada), a formação técnica tutelada deve ser uma realidade, a especialização deve ser revista e condição obrigatória para se progredir na carreira.
Só assim se conseguirá uma tabela compatível com a nossa importância e responsabilidade.
Talibã das Beiras: Sempre ao mais alto nível.
 
NEGOCIAÇÕES DA GRELHA SALARIAL. MAS NOS ALGUMA VEZ NEGOCIAMOS?

OS PROFESSORES TÊM UMA PROFISSÃO MAIS PENOSA E UM TRAJECTO PROFISSIONAL DIFICULTADO, NOS ENFERMEIROS TEMOS TD FACILITADO, NÃO NECESSITAMOS DE COMEÇAR A RECEBER 1510EUROS, CHEGAM OS 900EURS PROPUNHA EU!!!! SR MINISTRA VAMOS TIRAR UM EUROS E DISTRIBUIR PELOS OUTROS... QUE DIZ?


ATE IRIRA MAIS LONGE, TIRAVA SUBSIDIO DE FEIRAS E NATAL, BAIXAVA PARA OS 500 EUROS POR MÊS... SEM PROGRESSÃO NA CARREIRA, MAU....POIS ISSO JA FEZ SR MINISTRA, ENTÃO MANTENHO OS 500EUROS E SUBSIDIOS, NOS ENFERMEIROS ESTAMOS SOLIDARIOS PARA TIRAR O PAIS DA CRISE, E DESTE MODO CONTRIBUIR PARA O AUMENTO DE OUTROS QUE MAIS PRECISAM, VISTO QUE SER ENFERMEIRO É FACIL, BANAL, E GANHAMOS MUITO BEM PARA O QUE FAZEMOS.
TENHO DITO
 
Em relação às categorias é preferível ter quatro ou cinco do que duas (depende dos rácios ...). Ou então não ter nenhuma, é sempre a subir (o que não concordo para os enfermeiros, porque há uma enorme variedade na formação...).

Proponho as seguintes:

Enfermeiro aspirante (ou interno ou estágiário) - curta duração

enfermeiro (sem rácios)

enfermeiro graduado (sem rácios)

Enfermeiro especialista (rácios diferentes de acordo com s serviços. Ex. em cuidados intensivos todos especialistas em médico cirurgica ou reabilitação - ou outras especialidades a criar. Medicina x% de especialistas em reabilitação)

Enfermeiro especialista graduado (sem rácios)

Enfermeiro Chefe (concurso - obrigatório ser especialista e com formação em gestão)

Enfermeiro supervisor (concurso - obrigatório ser especialista graduado e com formação em gestão)


Enfermeio director (Eleito pelos pares - obrigatório ser especialista graduado e com formação em gestão)


Tudo iria depender do rácios, mas era uma carreira bem mais estimulante e motivante do que a que está em cima da mesa e abria a possibilidade de negociar conteúdos funcionais mais diferenciados para as categorias de topo e por especialidade (as quais já deviam estar criadas há muito e há muito que as escolas e a OE se deviam ter entendido sobre isso, e era tão fácil quando surgiram os mestrados profissionalizantes...era uma excelente oportunidade para que a teoria e a prática se voltassem a reencontrar para os lados da enfermagem).


FILIPE
 
OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA,OS NOSSOS SINDICATOS SÃO UMA VERGONHA.......QUEREM MAIS?

VEM AJA OS SINDICATOS DOS PROFESSORES, ESSES SIM MERECEM TODO O DINHEIRO QUE OS SOCIOS DESCONTAM PRA ELES.........

SERÁ QUE PODEMOS FAZER UMA OPA AO SINDICATO DELES?
 
a ultima proposta do governo nao foi 1208e mas sim o indice 19 que corresponde a 1407e na reuniao de 19 de setembro...
 
http://www.sep.org.pt/images/stories/sep/accaosindical/2009/10/comunicado_C.pdf
 
Atenção ao seguinte: antes transição para a nova tabela salarial, não deverão actualizar os indices do tempo que estivemos congelados após 2008!???
 
O que assisto é a um silêncio terrivel do SEP e da OE...
 
Segundo informação que obtive junto de membros colaterais dos sindicatos, o 1º Indice da Tabela Salarial da Carreira de Enfermagem é o 19 (1407.45 euros);
Afirmaram que isso já estava garantido (garantia dada pelo MS numa das ultimas reuniões negociais)! Dr. Enfermeiro confirma o dito "boato"? Esclareça-nos se puder.

Cumprimentos da Colega,
Planeta M
 
Olá a todos!
Mais uma vez pergunto porquê os professores?????
Porque não se comparam com médicos ou outras profissões ligadas à saúde????
Doutor enfermeiro: não acho nada pertinente esta luta que está constantemente a querer fazer!!!
Sigo este blog com muito respeito pela vossa profissão e entendo a vossa luta, porque essa sim é parecida com a dos professores.
Mas comparar constantemente aos professores???
Queria também dizer a Talibâs das Beiras, que a carreira dos professores nunca poderá ter categorias, porque simplesmente somos professores. NUNCA seremos professores graduados, especializados, titulares... porque o nosso objectivo é ENSINAR E EDUCAR. Somos todos iguais, apesar de alguns terem mais experiência que outros (= mais anos de serviços) e por essa razão devam receber mais. Temos todos, obrigatoriamente de trabalhar 22 horas lectivas (com alunos), 4 horas na escola (aulas de substituição) e o que resta (9 horas ) de trabalho para preparar aulas, fazer e corrigir testes, reuniões.... e portanto, o facto de ter mais tempo de serviço, não significa que não dê aulas, porque tem de as dar! Não vai para um gabinete mandar em alguém.
A J.T. veremos se os sindicatos dos professores não serão TAMBÉM UMA VERGONHA!!!

Continuem a vossa luta, mas sempre unidos, pois parece-me que isso não acontece.

Prof.




O leque é muito grande, com idades - desde os 6 anos (1º ciclo) ao ensino nocturno. E por essa razão muitos (como o sr.) não entende porque nós não ambicionamos cargos.
 
Sim, há um "proposta" (daquelas que, por norma, a tutela volta atrás) de ingresso na carreira, a partir de Janeiro de 2011, pelo índice 19 (1407.45 euros).
A intenção na colocação da tabela era mais a perspectiva da evolução ao longo da mesma. No entanto, coloco em rodapé essa nota.
 
Só um comentário, o índice 19 (em 2011, note-se bem)é para ingresso e para todos os que estão abaixo não foi proposto ou previsto qualquer mecanismo de transição para equiparação salarial, aliás o que está previsto é que em 2011 todos os que estiverem abaixo dos 1201 é que serão actualizados para os 1201, ou seja o grosso dos Enfermeiros como eu que ganho 1020 nunca chegarão aos 1407 mas sim aos 1201 e só em 2011, exepto talvez daqui a uns 20 anos tendo em conta a nossa progressão de carreira.
 
Relativamente a alguns comentários sobre este post, alguns ainda não perceberam que a existência de apenas 2 categorias na nova carreira de enfermagem é um incentivo ao trabalho de equipa.
Continuam a existir enfermeiros directores, enfermeiros especialistas, enfermeiros... mas passam a fazer parte dos enfermeiros principais.
As actuais categorias continuaram até que os mesmos profissionais de saúde se reformem, ou seja, está na categoria de enfermeiro graduado continuará assim para o resto da carreira. Por outras palavras, estas categorias só se aplicaram aos futuros profissionais.
 
Uma vergonha os sindicatos os professores já tãoa negociar a avaliação e nós na pasmaceira de sempre e estes sindicatos da treta não se mexem quando percebem que queremos lutar pelo que é nosso de direito
 
VEM AJA ?????????
 
Cara Daniela (prof.)
eu explico lhe o porque da comparação da Carreira Especial de Enfermagem à Carreira Especial Docente:
classificação dada pelo governa a ambas as profissoes:
- carreira especial
- grau de complexidade maximo (3)

ou seja, se o governo equiipara as duas profissoes tb tem que dar as mesmas regalias a ambas, so por isso nos comparamos aos professores, acredite que é so mm por isso...

Bom Ano Novo
 
Nem pensar que havemos de ficar impávidos e serenos quando este governo discrimina os Enfermeiros, à má fila!!

Médicos: tiveram a sua carreira e tabela salarial aprovada, com celeridade e sem celeumas.

Professores: lá terão a sua tabela aprovada (quem dera que tivéssemos os dirigentes sindicais que eles têm...)

Enfermeiros: há 11 anos com estas merdas! não ata nem desata!
 
Acho que cada enfermeiro devia descontar do ordenado 250 euros a favor dos médicos para que estes não se vão embora.

Os enfermeiros do interior devem descontar mais qualquer coisa, porque interior é interior.

Deviam ainda mudar de nome para técnicos operacionais, assim acabavam-se as confusões.

Deviam ainda dar a todos os maqueiros, tae´s, bombeiros, e cães de caça que frequentem um fim de semana no "Santoinho" o diploma de Enfermeiro, um "magalhães, e um garrafão de alvarinho.

Sra Ministra Enfermeiros para quê??? Alguem sabe dizer para que são precisos? Acabe com essa raça!
e vai ver como findam os problemas na saúde!

Viva o Piçarro!!!! Ès o maior!(urso)
 
Esperemos que os resultados de 8 janeiro sejam satisfatórios se não o SEP só tem que fazer o que os enfermeiros querem à muito luta...mas a sério não é pseudo-greves
 
Ultrajante como os enfermeiros são tratados GREVE Já
 
Isto assim não pode continuar há 11a que esperamos por isto se não no querem dar temos de ir à luta com ou sem os sindicatos
 
o problema das "pseudo-greves" nao é do sindicato mas sim dos enfermeiros, que estao a aderir cada vez menos, tirando força aos protestos. temos de abrir os olhos, se possivel todos ao mesmo tempo.
 
Dr. Enfermeiro obrigado pelo esclarecimento!
 
Cá para mim, é algum enfermeiro (a) a fazer um ajuste de contas…
Cá para mim, é algum enfermeiro (a) a fazer um ajuste de contas…
Cá para mim, é algum enfermeiro (a) a fazer um ajuste de contas…

http://aeiou.visao.pt/edicao-n-877-de-23-dezembro=f541707
(Ver comentários da Marlene…)

Ai, ai, Sr. Cirurgião…

FELIZ 2010!
 
JM
Espero k tenham tido um excelente Natal e em particular os colegas k estiveram a trabalhar.

Nos Enfermeiros podemos efectivamente comparar as grelhas salariais com qq outra profissão com o mesmo grau de complexidade que a nossa. Mas é o governo quem determina o tecto salarial para cada profissão. Ai a importância e o peso de cada sindicato em poder negociar esse tecto salarial. É verdade que os nossos sindicatos não têm feito o trabalho de "casa" não se juntando nas rondas negociais, negociando unilateralmente com o governo etc. Assim não podemos progredir!!! A OE face aos estatutos não pode intervir quanto estas negociações infelizmente. Pois todos seria muito melhor. Quanto ás outras carreiras, só podemos dar-lhes os parabens!!!
A todos um 2010 Excelente.
 
posso dar o exemplo do meu irmão que é professor:trabalha há dez anos e continua contratado...logo não pode aceder à carreira nem progredir por muito boa que seja a sua avaliação. As tabelas não devem ser lidas acriticamente.

RP
 
A namorada bem anda a falar em ir para a Australia porque em Portugal ninguem respeita a profissão de enfermeiro, eu já sabia que era assim mas nunca pensei que isto anda-se tão mau.

Ela é enfermeira eu sou consultor IT vou já falar com ela para tratar da papelada para ser equiparada a Registered Nurse na Australia e ir-mos para lá, aliás quem não quer ganhar na ordem dos 3000€ mês?

Espero que os enfermeiros se unam para a luta que ai vem, acho triste quando ela me diz que foi à ultima manisfestação e achou bom que tivessem aparecido uns 100 enfermeiros à porta do MS porque na anterior a essa eram uns 20.
 
Caro ronyjux:

Quando diz «Médicos: tiveram a sua carreira e tabela salarial aprovada, com celeridade e sem celeumas.», está a mentir.

O que os médicos viram, até ao momento, aprovado, foi o diploma geral regulador da carreira (2 graus e 3 categorias, 3 concursos públicos e 5+3 anos para chegar, na melhor das hipóteses, ao topo) e a 1ª parte do ACT. A 2ª parte do ACT, relativa a remunerações, avaliação, etc, está em negociação.

A bem da verdade.
 
vai chegar a uma altura que, desgastados, vamos aceitar qualquer porcaria. infelizmente
 
É que o sistema sem médicos não funciona. Sem enfermeiros para atrapalhar seria uma maravilha!
 
""É que o sistema sem médicos não funciona. Sem enfermeiros para atrapalhar seria uma maravilha!""

nã não, o sistema SEM ENFERMEIROS é que não funciona. Veja lá quantos médicos se sabem safar a arranjar uma via venosa, a fazer um penso, a saber algaliar etc.
Oh meu amigo, você deve ser ou um bombeiro muito frustradito, ou um médico revoltado, pela ascenção inevitável da Enfermagem. É que está a demorar, mas a história ensina-nos que nenhuma ditadura dura. Ou não sabia disso?
 
Não acho mal o salário dos enfermeiros directores, o que está mal são os salários dos outros enfermeiros. Se eles ganham bem, melhor,nós todos é que ganhamos muito mal para as responsabilidades que temos.
Mas isto vai de mal a pior.........
 
Deverei acrescentar que, o facto de - pelo menos eu - afirmar alguma revolta face ao que por vezes leio por aqui e por ali, de TAE´s , médicos, ou farmacêuticos, não os ODEIO. Os Enfºs não odeiam estas profissões; não as invejam per si.

O que realmente se passa é que, para tentar ROUBAR uma profissão, que está infelizmente extropiada por tantos factores que todos sabemos, e aproveitar essa fragilidade, vêem mandar bitaites contra a Enfermagem. TAE´s que querem roubar-nos competências e decalcar o Curso de Enfermagem, famacêuticos que querem roubar campos de acção do enfermeiro, médicos que ou por puro desdém e altivez, ou por se sentirem ameaçados pela Enfermagem, a agridem.

E como acham que poderemos reagir face a essas agressões?? já não basta o parco salário que aufere um Enfº? já não basta a desuniãodentro da própria classe? já não basta o desmembrar duma profissão, inventando cursos de enfermagem só para açambarcar mais uns trocos??

que é que acham? é ficar no chão a levar paulada?.... claro que não!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!