sexta-feira, dezembro 04, 2009

Percursos...


Miguel Pais Vieira. Enfermeiro.

Mestre em Ciências Cognitivas ("A neurobiologia e a filosofia na questão mente-corpo").

Doutorado em Biologia Humana ("Cognitive deficits induced by chronic pain: neurobehavioral and neurophysiological studies in animal models") - Instituto de Histologia e Embriologia, Universidade do Porto/Instituto de Biologia Celular e Molecular, Universidade do Porto, Porto.

Artigos interessantes:
.
PAIS-VIEIRA, M.; Lima D.; Galhardo V. "Altered processing in orbitofrontal cortex activity in monoarthritic rats during a rodent gambling task", apresentação oral, 11th Meeting of the Portuguese Society for Neuroscience. Braga, Portugal, June 04 - 06, 2009.
.
PAIS-VIEIRA, M.; Lima, D; Galhardo, V. "Orbitofrontal cortex lesions disrupt risk assessment in a novel serial decision-making task for rats". Neuroscience, 145, pp 225–231, 2007.

PAIS-VIEIRA, M.; Lima, D.; Galhardo, V. "Decision-making cognitive deficits in a rat model of chronic pain". Society for Neurosciences Abstracts , Washington, 2005.

PAIS-VIEIRA, M. "Towards a clinical usage of the placebo effect". Jornal de Ciências Cognitivas. Online http://jcienciascognitivas.home.sapo.pt/

PAIS-VIEIRA, M. "Simple Maths in a Complex Brain: the probability of two equal states of mind". Jornal de Ciências Cognitivas. Online http://jcienciascognitivas.home.sapo.pt/

PAIS-VIEIRA, M.; Lima, D.; Galhardo, V. "Chronic pain induces cognitive modulation in a behavioural task for decision-making in the rat". (Abstract), Sinapse, Vol.5, Nº 1, Maio, 2005.

PAIS-VIEIRA, M.; Galhardo, V. "Cognitive deficits induced by persistent pain: a water maze study in the rat", (abstract) Foundation of the European Neuroscience Societies (Abstract), Lisbon, 2004.

PAIS-VIEIRA, M.; Galhardo, V.; Lima, D. "Cognitive impairment in monoarthritic rats: water maze learning deficits induced by persistent pain", Society for Neuroscience Abstracts, New Orleans, 2003.

P.s. - Concedeu entrevista à Revista Super-Interessante n.º 138, Outubro de 2009. Menção honrosa - Prémio Grünenthal Dor, 2005.

Comments:
=)
 
Apesar de ter o Curso de Enfermagem, acho que nunca exerceu. Dedicou-se a investigação.
Inteligente, honesto, humilde e trabalhador. Tive o prazer de o ter como meu caloiro (ehehehe) e de o conhecer um bocadinho como pessoa.
Um grande Abraço e votos de sucesso no teu novo percurso.
 
Olá,
Vejo que aceitou a minha sugestão do dia 22 de Novembro.
Este é mais um exemplo que comprova não haver impeditivos para que se faça investigação a sério.
Permitam-me a honestidade: considero este Doutoramento bem mais “a sério” que o do Enf. André Novo. Em todo o caso, os meus PARABÉNS a ambos.
Penso também, que perante os problemas com que estamos confrontados neste momento, não é necessário que todos tiremos Doutoramento. Bastava termos um Bastonário à altura, Enfermeiros Directores honestos, Enfermeiros Chefes justos, Docentes que soubessem, de facto, aquilo que ensinam… e não tenho a menor dúvida: o poder político e a sociedade em geral, vergava-se perante nós.

Por isso, repito: parabéns ao Enf. André e ao Enf. Miguel, mas cá para mim, o DOUTOR ENFERMEIRO fez mais pela Enfermagem Portuguesa do que vocês os dois em conjunto.

Grande abraço.
 
Alô, Alô…
A Visão desta semana (N.º 874) segue um pouco a linha da Sábado, em matéria de “idolatria à classe médica” (a propósito do H1N1)…
No entanto, parece-me que de uma forma bem mais discreta.

Pode ler-se “enfermeiros” (e não enfermeiras). Acho que já é um avanço!
Na página 106, diz-se que “a rotina passa por lavar… o doentes”. Será que estão a transcrever o que ouviram da equipa de enfermagem?
Nessa mesma página, escreve-se ainda que “enfermeiros e auxiliares recebem instruções…”

Há também aspectos que considero muitíssimo positivos:
“Todo o pessoal da unidade já foi vacinado” (pág. 106)
“Esforço suplementar para acompanhar a literatura internacional” (pág. 108)
“Contra a ignorância não há máscaras que nos protejam” (pág. 112).

Quanto a petições, repito: não acho boa ideia usar este recurso a propósito do desrespeito por nós por parte da Revista Sábado…
Permitam-me uma sugestão:
http://www.wwf.pt/o_que_fazemos/vota_planeta/ (Campanha “Vota Planeta”)
http://www.earthhour.org/ (Para votar)
 
Boa noite,
Sou Enfermeiro e ainda não fiz a vacina contra o H1N1.
Acho que as nossas colegas que apareceram no Correio da Manhã (http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=9704EE9D-C103-4D40-A88C-850480BF02B9&channelid=00000019-0000-0000-0000-000000000019), não prestaram grande serviço, nem aos cidadãos, nem à classe, enquanto suas representantes.

Que alguém não queria fazer a vacina por não achar que se trate de uma doença muito grave, eu aceito.
Acho é inadmissível que se questionem as recomendações da OMS (“estudos não conclusivos”) ou que se atirem bitaites para o ar (“tenho medo que não haja ventiladores suficientes”)!!!!!
Mereciam um valente puxão de orelhas.

Se alguém as conhece, ou sabe onde trabalham, transmitam-lhes o meu desagrado.
A propósito Dr. Enf., o que significa o “40789”? N.º mecanográfico?
 
Dr Enfermeiro o Sr. respondeu á pergunta no post anterior: "Só uma pergunta que subia antes de 27/12 tem ou não direito?"


Sucintamente, basta (re)contar o tempo após 1/08, altura do "descongelamento".
Se o tempo que decorreu até ao momento for suficiente para completar o triénio (somando o tempo pré-congelamento), sim.

Explique-me, então uma coisa, a mim pessoalmente faltavam-me 16 dias após o congelamento e tenho dois colegas ãos quais faltava aproximadamente 1 mês.

Será que já teremos direito a subida de escalão? O que devemos fazer (Eu pessoalmente já meti o papel a pedir a subida de escalão em 2/2008 e continuo no mesmo)?

Nota: As administrações baseiam-se numa nota informativa que foi dada pelo ministério que diz que não nos devem subir, que valor legal tem, visto não ter saído em decreto?

Obrigado
 
"A propósito Dr. Enf., o que significa o “40789”? N.º mecanográfico?"


Número da Cédula Profissional emitida pela Ordem dos Enfermeiros.
 
"Será que já teremos direito a subida de escalão? O que devemos fazer (Eu pessoalmente já meti o papel a pedir a subida de escalão em 2/2008 e continuo no mesmo)?

Nota: As administrações baseiam-se numa nota informativa que foi dada pelo ministério que diz que não nos devem subir, que valor legal tem, visto não ter saído em decreto?

Obrigado"


Fez bem em requerer a subida. Avance para contencioso se for caso disso.
 
"Fez bem em requerer a subida. Avance para contencioso se for caso disso."

Que resposta tão vaga Dr Enfermeiro, espera mais de si isto parece uma resposta tipica dos sindicatos dizem que temos direito e asseguir mandam-nos desenrrascar (nunca ficam mal)...

Como devemos fazer?
- arranja-mos um advogado por conta propria, visto os sindicatos não fazerem nada?
- Metemos uma acção conjunta, ou separada, qual a melhor opção?
- Qual o valçor legal dessa nota informativa?
- Pessoalmente, já subiu de escalão visto estar provavelmente entre os 66% dos enfermeiros que já conpletaram o tempo de serviço nestes quase dois anos de espera após o congelamento?
- conhece alguem que já tenha sido reposiçionado, que nos possa dar mais informações?

Origado, e agradeçia uma resposta mais concreta.
 
A lei é clara. O nº 1, do artº 119º, da Lei do Orçamento do Estado para 2008, que entrou em vigor no dia no dia 1 de Janeiro de 2008, como consta no nº 3, do ofício circular Nº 16/GDG/07, que diz:

1 – A partir de 1 de Janeiro de 2008, a progressão nas categorias opera-se segundo as regras para a alteração do posicionamento remuneratório previstas em lei que, na sequência da Resolução do Conselho de Ministros nº 109/2005, de 30 de Junho, defina e regule os novos regimes de vincula-ção, de carreiras e de remunerações dos trabalhadores que exercem funções públicas, produzindo efeitos a partir daquela data.”

O nº 4, do ofício circular Nº 16/GDG/07, diz:

“4. Em matéria de progressão nas carreiras, resulta de tal disposição legal essencialmente o seguinte:
A progressão nas categorias operar-se-á a partir de 1 de Janeiro de 2008".

Se não obtém resposta por parte dos sindicatos (o SE está com vários casos em mãos), procure os serviços de um advogado especializado. Vale sempre o dinheiro dispendido.

Se conheço alguém reposicionado? Eu e minha esposa.
 
Demonstra que existem enfermeiros com capacidade de efectuar investigação válida! Pena é que este campo de investigação (as neurociências) ainda não tenha uma grande representação na prática clínica da Enfermagem. Assim sendo, na prática, este é um caso de um licenciado em enfermagem que investiga fundamentalmente para fora da profissão .
 
"A lei é clara. O nº 1, do artº 119º, da Lei do Orçamento do Estado para 2008, que entrou em vigor no dia no dia 1 de Janeiro de 2008, como consta no nº 3, do ofício circular Nº 16/GDG/07, que diz:

1 – A partir de 1 de Janeiro de 2008, a progressão nas categorias opera-se segundo as regras para a alteração do posicionamento remuneratório previstas em lei que, na sequência da Resolução do Conselho de Ministros nº 109/2005, de 30 de Junho, defina e regule os novos regimes de vincula-ção, de carreiras e de remunerações dos trabalhadores que exercem funções públicas, produzindo efeitos a partir daquela data.”

O nº 4, do ofício circular Nº 16/GDG/07, diz:

“4. Em matéria de progressão nas carreiras, resulta de tal disposição legal essencialmente o seguinte:
A progressão nas categorias operar-se-á a partir de 1 de Janeiro de 2008".

Se não obtém resposta por parte dos sindicatos (o SE está com vários casos em mãos), procure os serviços de um advogado especializado. Vale sempre o dinheiro dispendido.

Se conheço alguém reposicionado? Eu e minha esposa.

2:33 PM"

Ora aqui está um Post digno de agradecimento e que muito contrasta em utilidade, comparativamente com a troca de "galhardetes" anteriores.

Vamos à luta colegas... Abraço e obrigado pelos esclarecimentos DE.

A.J.
 
"Assim sendo, na prática, este é um caso de um licenciado em enfermagem que investiga fundamentalmente para fora da profissão"


Não concordo que seja para
"fora da profissão". Investigação sobre deficits cognitivos associados à dor crónica é muito importante para a Enfermagem...

Mesmo que o tema fosse outro, tudo na saúde diz respeito à Enfermagem... há que explorar novos caminhos.
 
"Doutor Enfermeiro disse...
.../...

Se conheço alguém reposicionado? Eu e minha esposa."

Já agora se lhe for possível agradecia um esclarecimento adicional. Por acaso esses reposicionamentos estiveram relacionados com a progressão automática da categoria de Graduado, ou não tiveram nada a ver com isso?

Antecipadamente agradecido. A.J.
 
Dr Enfermeiro fala-se atrás de uma nota informativa para não haver subidas dr escalão..

Nunca ouvi falar disso, que é que isso quer dizer?

Temos a carreira bloqueada por uma nota informativa?
 
=)
meu colega de escola, meu colega de tuna, um amigo, uma pessoa muito dedicada e apaixonada pelo que faz, um mérito pessoal, e à Enfermagem.
Abraço miguel!!
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Dr Enfermeiro vejo que se colocaram aqui muitas questões por varios colegas sobre a subida de escalões.
Na minha opinião seria bom colocar aqui um post que podesse escalerecer a classe.
 
Ok. A curto prazo estará disponível.
 
Ao ilustre Doutor Enfermeiro Miguel Pais Vieira, Mestre em Ciências Cognitivas e Doutor em Biologia Humana da Universidade do Porto, rendo as mais altas e sinceras homenagens, por seu caráter, dignidade, profissionalismo, empenho, perseverança e dedicação.
Precisei viver 49 anos para tomar parte deste momento sublime, dado seu magnífico exemplo de brilhantismo, e realização profissional plena.
Enquanto Enfermeira que sou, há mais de 27 anos, sinto-me honrada e deveras emocionada em saber, que profissionais tão ilustres quanto V.Sa.,são capazes de desempenhar um papel de extrema importancia no Mundo Acadêmico, com todos os louvores, em prol do respeito e valorização do Enfermeiro sob todos os aspectos concernentes à nossa classe.
Suas respeitáveis obras, ultrapassarão as barreiras do tempo, e deixarão para a humanidade, sua marca indelével, digna de nota, por sua competência, capacidade, e exemplo, a ser seguido por todos.
O senhor, sem dúvida, é um ser dotado de muita sapiência e luz.

Que Deus o ilumine, o proteja e abençoe, derramando fartamente suas graças.

Obrigada por existir!

Regina Goulart Santos - Rio de Janeiro - Brasil.
 
Parabéns ao Enfº Miguel Pais-Vieira!!!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!