sexta-feira, março 16, 2012

Não havia dinheiro para os Enfermeiros!!


.
Médicos, em pleno "troikismo", estão a negociar nova tabela salarial: "Na proposta governamental a primeira posição remuneratória tem o montante de 2128,34 euros e a última (3ª posição do assistente graduado sénior) tem o montante de 3827,57 euros, o que é inaceitável, naturalmente"! link
.
Reuniram ontem (15/03) com o MS/Governo! Nada a opôr. E o dinheiro indevidamente subtraído aos Enfermeiros?

Comments:
Quem tem culpa dos erros cometidos pela enfermagem não são os médicos... são os proprios enfermeiros!!!
Será muito difícil vermos o real valor tecnico e cientifico da enfermagem reconhecido enquanto tivermos colegas a serem obrigados pelos Enfs dos Conselhos Clínicos dos ACeS a conduzirem as viaturas dos serviços, porque não há dinheiro para contratar motoristas e as auxiliares não querem.
Vai ser dificil, enquanto tivermos profissionais com uma licenciatura (há mts que nem o 12 ano têm e alguns são chefes), com uma especialidade, entre outros, a serem ocupados com tarefas do tipo ir atestar o deposito do carro do Centro de Saúde.
É desonesto e é de má fé.
Com este caminho e pelo caminho do ódio aos médicos, a enfermagem está condenada ao fracasso.
Tenho dito.
Talibã das Beiras: Sempre ao mais alto nível.
 
A juntar a este dinheiro temos ainda os 500 euros de incentivos à assiduidade, mais as horas extra, mais os SIGIC, no final é preciso um carrinho de compras para levar o salario superior ao do presidente da républica!

È a oportunidade para as estruturas sindicais falarem com o governo e começarem a divulgar nos media (saber fazer propaganda a nosso favor, como fazem as outras classes!Se não o sabem fazer, contratem alguem que o saiba fazer!!!!!)
 
No Centro Hospitalar Barreiro Montijo paga-se 30 euros à hora ao médico que fica a fazer urgência interna num piso onde não acontece nada.

Alguns desses médicos limitam-se a dormir e comer; outros ainda conseguem sair do hospital, ir ao cabeleireiro, à pastelaria e jantar fora. Há médicos que nem se fardam - andam com a roupa da rua porque ninguém lhes diz nada.

Poucos ficam por ali a ver televisão, a ver umas análises e lá aparece uma situação pontual uma vez por semana de um velhinho com um broncospasmo e já o enfermeiro fez os 200mg de hidrocortisona, a furosemida, o aerossol e já está o bólus de aminofilina em curso.

Alguns recusam-se a informar a Urgência das vagas que há para não serem incomodados. Na Urgência ficam pessoas em macas, sem condições nenhumas, com vagas no serviço que são escondidas para o senhor doutor não ter que levantar o cu da cama e fazer o processo de admissão do velhinho.

Num turno de semana fazem das 17h às 9h, que são 16 horas vezes 30 euros - levam 480 euros.

Ao fim de semana, nas 24 horas, ganham 780 euros para passar por lá.

Má gestão Srt. Ministro, porque esse mesmo hospital tem 2 médicos e 3, 4 ou 5 enfermeiros por turno na Urgência BÀSICA, e não aproveita este médico para esse atendimento que é escasso, podendo ficar apenas de CHAMADA para o piso onde normalmente não acontece nada. Isto é má gestão e é desbaratar recursos servindo o interesse corporativista.

Nesta realidade mantêm as pessoas internadas por tempos inaceitáveis quando já estão óptimas para ter alta, porque não querem ter trabalho com novos entrados: enquanto lá estão os que estão melhores, não têm trabalho com os que realmente precisam.
Promove-se o uso indevido do serviço como Lar, com doentes que permanecem meses e anos sem qualquer resolução pela parte social. Da parte médica, um conforto total; nem interessa pressionar porque esses doentes não dão trabalho ao médico.


Não acontece noutros locais? Divulguem o que sabem sobre os médicos que dormem de dia e de noite e recebem uma pipa de massa. A preocupação de alguns quando chegam às 5 da tarde é saber se a auxiliar já fez a cama.

Desculpem não me identificar, mas quem me conhece pessoalmente ficará com a sensação que fui eu que escrevi isto; quem não conhece entenderá as razões pelas quais não dou a cara.
 
E fazem muito bem a malta da fnam e os médicos. Pena tenho é que não estejamos nós também a lutar assim mas o SEP prefere entregar cabeças de Enfermeiros em bandejas de prata, pagas com as quotas, aos seus interesses políticos e particulares. Por isso é eu não contribuo para a "capelinha" do SEP
 
Eu não critico os médicos por estarem a negociar a tabela salarial. Critico sim é o sindicato e a ordem dos enfermeiros em não estarem também a fazer o mesmo!!!Os enfermeiros ainda não perceberam que a negociação com o ministro tem que ser em conjunto(sindicato e ordem) como fazem os médicos e defenderem o mesmo!!!
 
Concordo com a posição do Zé Mário e por isso também há muito que deixei o SEP. Negociaram uma má carreira, não valorizaram a formação especializada e a ideia deles é nivelar por baixo.
 
Mais uma vez...a inveja é coisa feia!!!
 
Realmente somos o país das isenções e das discriminações, depois ainda vêm falar em racismo e xenofobia, quando na verdade andam a atropelar uns e a dar salvas a outros....é vergonhoso
 
Acho que a inveja não é boa conselheira. Talibã das Beiras tem razão.
Os médicos não tem culpa das loucuras a nível da enfermagem... nós enfermeiros é que somos culpados!!
Enquanto tivermos formação ás carradas é lógico que a qualidade da formação nalguns casos é muito fraca e o preço do nosso trabalho será sempre baixo...
Deixem-se de invejas.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Também concordo que não temos nada a ver com os médicos mas se há dinheiro para eles tem de haver para os enfermeiros.
O SEP é ***** [censurado pelo DE] e espero que esta Ordem tenha ideias claras pois com esta canalha de governantes só lá se vai de uma maneira, fechar escolas de enfermagem e greve sem serviços mínimos de outra maneira não percebem. Um abraço
 
Eu quero lá bem saber se os médicos ganham 1000 ou 10000! O que me interessa é que sou licenciado e ganho como bacharel, para trazer pra casa 1000€ tenho que me esfolar e tudo por culpa de um bando de morcões que parasitam os sindicatos. E não falo só no SEP, é tudo farinha do mesmo saco. Todos querem é dispensas sindicais pra ficarem em casa enquanto os restante colegas os substituem nos serviço, mamar o $ das formações e passear até às manifs em carros alugados e enfardar grandes repastos à conta dos papalvos que lhes pagas a dizima.
Eu proponho a contratação do lider sindical dos professores, Mário Nogueira para ficar à frente dos destinos sindicais da enfermagem...
 
Mas que tem uma coisa a ver com a outra??

Parece impossivel que continue com essa sua cruzada invejosa em relação aos medicos, como se fossem estes a controlar os vencimentos dos enfermeiros!!! Isto apesar de na sua grande maioria, pelos comentários aqui colocados, a grande maioria dos enfermeiros nem sequer concorda consigo!!

É a tipica inveja mediocre nacional a fazer-se sentir e de que maneira neste blog... Deixe la os médico e preocupe-se com a enfermagem, seria seguramente mais produtivo!!
 
Enquanto os Enfermeiros tiverem este síndrome de criança invejosa, que pede apenas o que os outros têm, não vamos a lado nenhum. Temos de exigir o que nós merecemos, pois temos valor intrínseco, e não apontar para os outros quando queremos pedir algo mais para nós.
 
É urgente iniciar uma profunda revisão da carreira de Enfermagem.

Se os Sindicatos dos Enf. e os próprios Enf.ºs não o exigirem, têm que assumir a responsabilidade de estarmos num beco sem saída desde 2003 e continuar mos.

A actual carreira é um desastre (níveis remuneratórios, especialistas, chefes, etc) para todos. E todos estamos especados a olhar, a olhar...

Neste entretanto, professores, policias, militares, magistrados, médicos, ...todos trabalham para actualizar e enquadrar a sua profissão para este presente e futuro próximo, já que o "futuro" a que o SEP se referia não vai existir. Diziam eles "esta carreira é para o futuro", mas não deste País de certeza.

O nivelamento por baixo da carreira serve para que as administrações façam propostas, tais como:
1- 700 euros com turnos e FSemana;
2- Auxiliares que tiraram o curso de Enfermagem, com a possibilidade de passarem a Enfermeiras mas com o ordenado de Auxiliar.

É a desregulação total.

Temos que Propor uma nova CARREIRA DE ENFERMAGEM
 
Quem é que defende os médicos? O SIM, a FNAM, a OM ...
E quem defende os Enfermeiros? Existem pessoas competentes para tal nesses organismos? De quem é a culpa da enfermagem estar "pelas ruas da amargura"? É dos médicos?? Ou é da incompetencia de quem vos defende?
"E o dinheiro indevidamente subtraído aos Enfermeiros?" Sr. Enf. o que pretende dizer com esta pergunta? Façam o vosso papel bem feito, façam valer-se com inteligência e esqueçam esta posição de "vitimas" ou "coitadinhos"! - "Nos (enfermeiros) somos uns pobrezinhos e tudo aquilo que acontece de mau na nossa profissão é da responsabilidade de médicos, fisioterapeutas, farmaceuticos, técnicos que andam nas ambulancias ... acham mesmo que assim merecem o respeito de alguém?
 
Caros colegas, em abono da verdade não me parece que o autor do blog esteja contra as reivindicações dos médicos até porque o Dr. Enfermeiro, quando se refere à reunião dos sindicatos médicos com o Ministro, diz (e leiam no post) "Nada a opôr" pelo que que não está contra a posição dos médicos. Agora o que o autor refere é que as medidas tomadas pelo Ministério levaram a cortes nos vencimentos da nossa classe e aí sim temos um problema.

Aliás, seria muito estúpido ser contra as reivindicações de uma classe que está na mesma Área - a Saúde - pois seria querer nivelar tudo por baixo. Se os médicos travam a luta deles, fazem eles muito bem. Agora temos nós que travar também a nossa. Não é por eles terem aumentos que nós temos quebras nos nossos rendimentos MAS se quisermos nivelar tudo por baixo e gritar-mos "cortem nos ordenados dos médicos" logo teremos o Ministro a dizer que também têm que fazer "ajustes" nos nosso ordenados. Por isso mesmo é que não me parece (e se lerem o post como eu li) que o nosso colega não se opõe àquilo que os médicos ganham mas apenas lamenta que também nós através das estruturas sindicais não tenhamos a mesma realidade.
 
"Das duas, três"... ou não sabem ler ou não sabem interpretar o que lêem. Toda a gente sabe porque os médicos têm aumentos e os enfermeiros cortes, lei da oferta e da procura. Não podemos é esquecer que o dinheiro vem todo "do mesmo saco" e quanto mais for para eles menos vem para nós, não sejamos ingénuos. Por fim, acho que tal como a Ordem dos Médicos (que nem é caso único), também a Ordem dos Enfermeiros se devia deixar de armar em puritana e unir-se aos sindicatos na defesa dos direitos dos seus membros, incluindo os direitos salariais.
 
apelo a todos os enfermeiros que de forma não remunerada estão a orientar alunos em estágio, que se recusem a fazê-lo. O aumento da oferta dificulta o poder reivindicativo!!! Os colegas médicos sabem disso... Porque será que são contra o aumento das vagas nas Faculdades de Medicina??? Porque será que são contra a abertura de novos Cursos???
 
Acho que temos de propor uma NOVA CARREIRA DE ENFERMAGEM

A que está não serve!!!!
 
venho perguntar onde estão as reunioes para o acordo coletivo de trabalho?? Nós os CIT, estamos desamparados, e prejudicados em relação CITFP, nem podemos ser nomeados para outros cargos...

DR, agradecia, caso saiba, se existe algum desenvolvimento no acordo coletivo de tralho? quais os pontos defendidos pelo sindicado?

estamos as escuras...

cumps.
 
Pois é.
Estive no colóquio do PS de encerramento da semana da saúde que eles anunciam para ouvir os profissionais e as associações de doentes. 95% dos presentes eram medicos. Estiveram as Ordens dos Medicos e medicos dentistas. Dos enf não dei conta - talvez tenham pouco à vontade por estarem tão ligados ao actual Poder. Para o bem e para o mal esteve lá o Enf Azevedo...
 
O que me parece é que nós enfermeiros temos de ser unidos para conseguir algo. Os médicos e muito bem estão a fazer a luta deles e está a dar resultado. Nós muitas vezes o que fazemos é dizer mal da classe (ou são os chefes que não fazem nada, ou é o especialista que faz aquilo e devia era fazer não sei o quê, e é o enfermeiro da tarde que devia fazer isto etc, etc). Nas outras classes não sai para fora este tipo de comentários e na hora da verdade estão todos unidos e pensam como um coletivo. Os enfermeiros tem de fazer o mesmo. Vamos fazer pela classe, e teremos tambem os nossos direitos.
 
Os enfermeiros representam hoje em todo o mundo e neste caso em Portugal uma força laboral altamente especializada e diferenciada.
O avanço que pretende-mos na carreira e competências, até hoje não foi reconhecido pelo vosso ministério, apesar de os enfermeiros serem confirmados pela OMS como peça fulcral na prevenção e recuperação de doença.
Estamos atentos às negociações céleres e interessadas que desenvolvem com outros profissionais de saúde, desde já esperamos que consigam a negociação de um diploma justo a nível laboral.
A nossa preocupação vai inteiramente para o descontentamento e desmotivação apresentando pela classe profissional que representamos, preocupação acrescida após a publicação de vários estudos que apontam as fragilidades do SNS bem como as discrepâncias laborais entre os vários grupos profissionais que a constituem.
Sabemos que nenhum enfermeiro irá aceitar que outra carreira na área da saúde com mesmo grau de complexidade seja altamente valorizada, exigimos as mesmas condições negociais.
Os enfermeiros têm demonstrado uma lealdade para com o SNS acima de qualquer crítica, mas se tivermos que quebrar essa lealdade, poderemos dizer que as consequências serão devastadoras. Não é esse o nosso entendimento, aguardamos o retomar das negociações, com base em princípios universais, tendo em conta a especificidade do exercício profissional a que estamos sujeitos diariamente, 24 horas, 365 dias por ano.

carta enviada pelo Sndicato dos Enfermeiros (SE) ao Ministro da Saúde.
 
o SEP extingui-se???
quando abrem concurso para enf principal???
quando sai o diploma das direcções de enfermagem???
este devia valorizafr os enf especialistas!!!

Enfim... vamso ver se acordam!
 
o SEP extingui-se???
quando abrem concurso para enf principal???
quando sai o diploma das direcções de enfermagem???
este devia valorizafr os enf especialistas!!!

Enfim... vamso ver se acordam!
 
o SEP extingui-se???
quando abrem concurso para enf principal???
quando sai o diploma das direcções de enfermagem???
este devia valorizafr os enf especialistas!!!

Enfim... vamso ver se acordam!
 
Caro DE,

agora que está numa posição mais favorável, não acha que seria de bom tom lutar um pouco mais interventivamente nos direitos dos enfermeiros?
Realmente sabe publicitar este tipo de informações, mas acções em concreto???!! O que se fez em prol do reconhecimento da profissão?? E espero que não responda com o discurso já gasto disso ser competência dos sindicatos!!

Saudações!!

PS:desta vez pode publicar o meu comentário, que não mencionei o seu nome
 
Continua-se a falar em enfermeiros generalistas e especialistas. Ponham uma coisa na vossa cabeça: já eram, a actual "carreira" não tem essa divisão!!!!!!! Lutem para construir uma CARREIRA, como deve ser ... só assim haverá reconhecimento ...............
 
Enquanto não se diminuir o numero de licenciados a sair das faculdades nunca mais vamos conseguir nada. Vai ser sempre a piorar !
 
sou enfermeira há cerca de 15 anos no escala braga , mas com contrato de admistração públicas e neste momento estamos em law off , isto quer dizer que estamos a ser pagos para não trabalhar e ficar com 100 horas negativas , ou mais , quanto a ferias so temos oportunidade de marcar 15 dias os outros são marcados sem o nosso consentimento , cada vez que reclamamos e exigimos os nossos direitos vamos para os piores serviços já ninguem fala com medo de represalias , falamos em dignidade profissional , sabemos que as horas extras não foram cortadas na saude , mas pelos vistos tb so para médicos , pois os enfermeiros quando chegar o verão vão ter de trabalhar porque tem horas negativas , nas férias dos colegas , sem ganhar o que devem já ouve denuncias para a ordem , não t~em nada a ver com isso , os sindicatos não querem saber o que fazer ? HELP OS ENFERMEIROS DO HOSPITAL DE BRAGA ESTAO A SER ESCRAVATIZADOD FAÇAM ALGUMA COISA SRS SINDICATOS :::
 
Nunca há dinheiro para enfermeiros mas....
Centro de saúde do Marco de canaveses - problema - falta de enfermeiros - 2 para 14.000 utentes.
SAP Baião - cuidados médicos assegurados por contrato com empresa desde Dezembro 2011 - um médico por turno.Segundo representante ARS o custo é oito vezes menor que o recurso a HE.
SAP Celorico - mesmo ACES que os 2 CS anteriores e população identica a Baião - assegurado em HORAS EXTRAORDINARIAS - 2 medicos turno.
Haja coerencia
 
Os médicos não ganham demais!
Os enfermeiros é que são estupidamente mal pagos!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!