terça-feira, junho 20, 2017

100 euros em troca da especialidade?!

.
Há coisas que temos de ver para acreditar. Amanhã, o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), reunirá com o Ministro da Saúde no sentido de resolver o diferendo com os Enfermeiros especialistas (que vão suspender os cuidados especializados se não forem remunerados para o efeito).
Para tal, o SEP vai propor um suplemento de ...100 euros(!!!!), como forma de reconhecer o exercício dos especialistas (os que a instituição considera que estão em exercício, o que deixa margem para "simpatias" e subjectividades...).
.
É este o valor da profissão!? É este o valor dos cuidados altamente diferenciados?!
.
O Ministro da saúde tem visto no SEP a possibilidade de isolar a Ordem e o Sindicato dos Enfermeiros (mais reivindicativos para a profissão), ao negociar apenas com uma frouxa força sindical (notoriamente sem ideias, sem estratégia e com uma mentalidade operária)!
.
Recordo que o acréscimo de 5 horas semanais rendeu aos Médicos... 1000 euros mensais!
Prestar cuidados especializados de Enfermagem, 35 ou 40 horas por semana, vale apenas 100 euros?!?

Comments:

Força camaradas do SEP.
A vitória é certa
A luta continua


Agora a sério:
Como é possível os enfermeiros deixarem-se enganar por estes camaradas comunas que, na maior parte dos casos , à boa maneira comunista , nunca trabalharam e que mais não fizeram aos longo dos anos do que destruir a enfermagem e os enfermeiros transformando-os em lixo que ninguém valoriza nem respeita.
Porque será que os sucessivos governos só ouvem o SEP. É porque são mais exigentes do que os outros sindicatos ou porque são mais dóceis aos interesses dos governos?
Se têm um sindicato que desvaloriza os enfermeiros porquê negociar com aqueles que efectivamente os defendem e têm uma visão diferente, porque dignificante e valorizadora, para a profissão.

Colegas SEPISTAS CONTINUEM A PAGAR AS QUOTAS, FAÇAM GREVES COM BANDEIRAS ÁS 6ºS FEIRAS que a MISÉRIA VAI CONTINUAR. QUANDO ABREM OS OLHOS????



 
Também já não sei se alguma vez interessa muito andar a fazer greves, pois os 2 SINDICATOS estão muito preocupados com os especialistas e praticamente não se fala das tabelas dos enfermeiros generalistas.....na verdade não me venham com tretas, pois os que eram especialistas na antiga carreira já tinham diferenciação salarial, pois estavam na carreira como especialistas e ao transitar para a actual carreira ficaram a ganhar como já ganhavam anteriormente.Quem tirou a especialidade depois, claro que tem contrato como já tinha antes como generalista, e se estão a exercer como especialistas só Se podem queixar de si próprios. Aqueles que como eu não querem ser especializados estão no esquecimento total, mas não se esqueçamos nos somos uma grande maioria e uma greve só tem expressão se os generalistas aderirem!!!! Por isso é que as greves de enfermagem NÃO tem qualquer efeito.....devem sim começar pela actualização é das tabelas actuais para todos e depois rever os especialistas.....ou ate lutar pelo exercício da enfermagem especializado, e actualizar a carreira sendo os cuidados gerais uma especialidade, tal e qual fizeram com os médicos. Assim sim, quando houver lutas pela classe não haverá divisão....por isso é que as reivindicações dos médicos têm sempre éxito!!!! ESPERO QUE AGORA NAO APAGUES ESTE COMENTÁRIO!!!!OBRIGADO
 


Acabou de escrever um camarada operário do SEP , preocupado em nivelar por baixo, como é hábito.
Viva o proletariado, viva a igualdade...
Quer dizer, uns estudam e esforçam-se por melhorar os seus conhecimentos e por via desse esforço ter direito a melhores condições de remuneração. Outros, à sombra da bananeira , querem ter os mesmos benefícios . É típico da filosofia do PCP. Daí a carreira unicategorial.
É a filosofia do SEP com os resultados que estão à vista e só não vê quem é cego ou não quer ver.

Camarada, ou estudas ou então não te queixes se essa não é a tua opção. E trabalha!

 
A começar pelo que o doutorenfermeiro escreveu neste post e continuando pelo que escreveram os comentários anteriores, não é de admirar que a profissão esteja como está...
 
Tas completamente enganado, não sou camarada e provavelmente estudei muito mais que tu....aprende a ler e interpretar.....não sou contra os especialistas, bacoco, não podemos é ter a enfermagem unida quando se preocupam com os salários só de uma minoria, que por acaso até ja ganham como especialistas, aqueles que eram na antiga carreira!!!!!

Queiras ou não a forca esta nos generalistas, sem o seu apoio, daqui 2o anos ainda te andas a queixar do mesmo Sr Enf especialista.....bacoco!!!!ah, estudei mais que tu e ganho muito mais que tu de certeza....e não na enfermagem....ainda bem que em vez de especialidade e licenciatura fiz outra.....estudasses!!!!!!
 
Meu Deus..nem sei se rie ou se chore pois só tenho lido ultimamente coisas que me deixam estupefacta.

Estamos numa era em que os sindicatos perderam a força por diversos motivos:

Lutam com menos intensidade e sem planeamento consistente;
Não precisam da carreira para nada ou porque não trabalharam mais do que 5 anos e recebem uma remuneração bem interessante que os sindicalizados pagam ou simplesmente não precisam já da careira porque já se aposentaram e o interesse é relativo.

Aqui não se trata de especialistas, generalistas , chefes, gestores ou etc, temos de falar dos ENFERMEIROS e não do umbiguinho limitado de uns quantos;

Convenhamos uma coisa os sindicatos têm a obrigação de negociar o dossier ENFERMEIROS e não andarem a mendigar ou a negociar migalhas para nós...estes sindicatos cansam-me, estes enfermeiros de mente curta cansam-me
 
Relembro que no tempo em que uma grande parte dos Enfermeiros usufruiu do horário acrescido (das 35 para as 42 horas) também levavam um aumento de 37%, o que em alguns casos representava quase mais 1000 euros /mês no ordenado , e isto há já vários anos atrás. Disso não falam ou só interessa o que os médicos ganham?
 
CONCORDO A 1000% COM ESTA OPINIÃO:
"Também já não sei se alguma vez interessa muito andar a fazer greves, pois os 2 SINDICATOS estão muito preocupados com os especialistas e praticamente não se fala das tabelas dos enfermeiros generalistas.....na verdade não me venham com tretas, pois os que eram especialistas na antiga carreira já tinham diferenciação salarial, pois estavam na carreira como especialistas e ao transitar para a actual carreira ficaram a ganhar como já ganhavam anteriormente.Quem tirou a especialidade depois, claro que tem contrato como já tinha antes como generalista, e se estão a exercer como especialistas só Se podem queixar de si próprios. Aqueles que como eu não querem ser especializados estão no esquecimento total, mas não se esqueçamos nos somos uma grande maioria e uma greve só tem expressão se os generalistas aderirem!!!! Por isso é que as greves de enfermagem NÃO tem qualquer efeito.....devem sim começar pela actualização é das tabelas actuais para todos e depois rever os especialistas.....ou ate lutar pelo exercício da enfermagem especializado, e actualizar a carreira sendo os cuidados gerais uma especialidade, tal e qual fizeram com os médicos. Assim sim, quando houver lutas pela classe não haverá divisão....por isso é que as reivindicações dos médicos têm sempre éxito!!!! ESPERO QUE AGORA NAO APAGUES ESTE COMENTÁRIO!!!!OBRIGADO"
 
Anónimo Anónimo disse...
Tas completamente enganado, não sou camarada e provavelmente estudei muito mais que tu....aprende a ler e interpretar.....não sou contra os especialistas, bacoco, não podemos é ter a enfermagem unida quando se preocupam com os salários só de uma minoria, que por acaso até ja ganham como especialistas, aqueles que eram na antiga carreira!!!!!

Queiras ou não a forca esta nos generalistas, sem o seu apoio, daqui 2o anos ainda te andas a queixar do mesmo Sr Enf especialista.....bacoco!!!!ah, estudei mais que tu e ganho muito mais que tu de certeza....e não na enfermagem....ainda bem que em vez de especialidade e licenciatura fiz outra.....estudasses!!!!!!

6/21/2017 11:16:00 da tarde


Caro colega
Tens de andar mais atento. A FENSE defende a diferenciação dos especialistas, mas sobretudo aposta da renegociação de toda a carreira (pluricategorial), com uma tabela salarial digna para cada categoria. Os interesses do SEP são distantes dos interesses dos enfermeiros e no decorrer dos últimos 17 anos apenas formam coincidentes muito pontualmente. Começou com a não equivalência remuneratória aquando da licenciatura de base, passando pela negociação/aprovação da vergonhosa carreira que temos (altamente diferenciada?!!! - enfermeiro e enfermeiro principal(vazio)) e continuaram sempre as SEPalhada. Esta é apenas mais uma sepALHADA. Só quem não anda atento é que estranha isto!.... O SEP defende interesses particulares e não o bem comum dos ENFERMEIROS (sejam eles generalistas, especialistas, chefes etc). É admirável é a razão pela qual os enfermeiros continuam a pagar quotas (mais de 13 euros mensais), que sustentam os vencimentos chorudos destes gajos (zés guadalupes frias etc etc etc). Acham que há alguma empresa digna, em que os seus accionistas mantenham uma administração tão amadora e mal preparada?!!!!
SE ÉS ENFERMEIRO, SE HONRAS O TEU NOME E A TUA PROFISSÃO, ANULA HOJE MESMO A TUA INSCRIÇÃO NO SEP. E nem precisas de te sindicalizar noutro!...
Estejam atentos!
Abraço
José Rui (enfermeiro desde 23 Março de 1993)

 
Tem que se valorizar quem estuda e investe em formação
 
O colega José Rui demonstra bem a ignorância que reina na profissão ao continuar a afirmar o que afirma sobre a carreira e a equivalência remuneratória aquando da licenciatura, bem como são claras as suas intenções com aquilo que escreve e a que apela... Curioso também é perceber que o doutorenfermeiro não publique a contra resposta do SEP que desmente o post que aqui faz... Vai-se lá saber porquê...
 
Deve-se encontrar uma forma de distinguir positiva e economicamente quem fez a licenciatura, quem tirou uma especialidade e quem tirou um mestrado. Uma simples e básica questão de justiça.
 
O mestrado devia ser valorizado com a atribuição de pontos extra na avaliação de desempenho
 
Distinguir economicamente quem tirou um mestrado? Só se for no planeta Marte. Os médicos que tiram mestrado e mesmo doutoramento não têm uma recolocação remuneratória, nem os farmaceuticos, nem os psicólogos. Porque haviam de ter os Enfermeiros?
 
O curso base dos médicos e de outros profissionais é de mestrado integrado e isso é também utilizado para justificar o vencimento superior ao enfermeiro com licenciatura. Na minha opinião faz todo o sentido também existir uma diferenciação salarial para quem tem como habilitação um mestrado, principalmente quando o mesmo é na área da enfermagem e muitas vezes no âmbito da especialização.

Acho (ou tenho quase a certeza) que muitas vezes são os próprios enfermeiros que impedem o desenvolvimento da sua profissão. Sempre a nivelar por baixo e com pruridos em dar mérito a quem investe em formação!! Passou-se escandalosamente na Licenciatura, também nas especialidades e agora nos mestrados. Há que dar alguma recompensa em quem estuda e investe em formação.

Nada contra quem nada quer fazer. É uma opção tão válida como quem quer continuar a estudar. Gasta menos dinheiro, perde menos tempo, ... mas impedir recompensar os outros é que é um pensamento mesquinho.

Em Inglaterra, em Espanha, nos EUA, Canadá... no Brasil ... em todo o lado os enfermeiros auferem vencimentos diferentes de acordo com a formação / especialização que tenham, porque é diferente em Portugal? Esta é a pergunta que deve ser colocada: orgulhosamente diferentes para quê? Se isto continuar assim vamos todos ganhar o mesmo brevemente, pena é ganharmos todos muito mal.

Eu também concordo que não deve haver muita desigualdade salarial e aí Portugal é campeão... mas uma carreira pluricategorial bem feita aumenta a justiça e até a equidade.

A falta de equidade é um enf Diretor ganhar 5 ou 6 mil euros e os outros todos 1200 brutos.

O sindicato vem com a história que se houver categorias depois não abrem concursos... Como é nos médicos? E durante este período de Troika houve quem progredisse com base em categorias: forças policiais, militares ... é uma questão de negociação e de vincular legalmente as dotações das categorias pelos diferentes serviços com mínimos obrigatórios.

Aproveitem agora para rever a porcaria de carreira que temos!!!

FILIPE
 
E enquanto se discute a especialidade existem hospitais a fechar serviços e a enviar enfermeiros para outros serviços para tapar todos os buraquinhos. .. prestem atenção ao que esta a acontecer aos enfermeiros e aos utentes.... é muito triste
 
Uma correcção:
O salário dos médicos nunca foi baseado no mestrado integrado. Quando se migrou da licenciatura para o mestrado integrado não existiu uma revisão salarial da carreira médica nesse sentido. E se um médico tirar um mestrado ou doutoramento , não existe qualquer reflexo na sua remuneração.
 
O mestrado integrado dos médicos decorreu do processo de Bolonha. Não aumentou o número de anos de estudo. A habilitação académica ao nível do mestrado e neste momento mais bem paga, falo no geral. Isto é feito por benefícios na progressão na carreira, ou como requisito para determinada função / categoria.
 
caro Filipe
"O sindicato", devias dizer SEP. A carreira pluricategorial acabou em 2009 (Decreto-Lei n.º 248/2009 de 22 de Setembro),
pelas mãos do SEP (Sr.zé carlos), o Sr. Manuel Pizarro e a sr.a Ana Jorge (os dois últimos médicos de profissão). Eu não acredito em bruxas, mas que as há, isso há...

"Eu também concordo que não deve haver muita desigualdade salarial e aí Portugal é campeão... mas uma carreira pluricategorial bem feita aumenta a justiça e até a equidade. " . CONCORDAMOS

Também é o SEP que diz:
" se houver categorias depois não abrem concursos... Como é nos médicos?"

Continuem a pagar para quem vos come....

José Manuel
 

Praticamente em todas as situações que prejudicam gravemente os enfermeiros, nomeadamente em termos de exercício profissional/carreira/ vencimentos, é inquestionável que temos sempre na sua génese um entidade sinistra, um pseudo sindicato chamado SEP.
ESSE É O GRANDE PROBLEMA DOS ENFERMEIROS.
PORQUE SERÁ QUE OS ÚLTIMOS GOVERNOS NEGOCEIAM EM EXCLUSIVO COM ESSE SINDICATO FANTOCHE LIGADO AO PCP/CGTP QUE QUER OS ENFERMEIROS COMO CORDEIROS E MEROS OPERÁRIOS?
PORQUE MOTIVO NÃO NEGOCEIA COM OS OUTROS SINDICATOS MUITO MAIS EXIGENTES NA DEFESA DOS ENFERMEIROS? SERÁ PORQUE ESTES SÃO MAIS DÓCEIS, MAIS FÁCEIS DE LEVAR OU O CONTRÁRIO?
JÁ PENSARAM NISSO?????????????????????????????
 
Vi agora um video e os gajos dos outros sindicatos também já agitam bamdeiras.
Por aqui já não se pode falar mais disso.

 
Vai a nossa (SE+SIPE= FENSE) proposta de grelha salarial para negociação com o ministério da saúde. muito diferente dos 100 euros do Sr zé carlos.
Vejam o link

https://4.bp.blogspot.com/-UF2iw8Hf7M4/WVaNz8YNirI/AAAAAAAAYUU/Tt-0OjrA0r8ZRMsCV-pXZwE9K_8erCynwCLcBGAs/s1600/TABELA%2BREMUN.jpg

Se o Sr zé carlos não apostou nos 100 euros, para os especialistas então que diga quais as suas propostas? E vai deixar os generalistas de fora? Vai negociar mais uns trocados além dos 100 euros só porque o pessoal disse que 100€ em troca do trabalho especializado era uma ofensa?! Aí Sr Zé, tens tanto sono!... 100 euros ganham os outros numa hora de trabalho!...

Meus amigos, vamos em força. É AGORA OU NUNCA MAIS. VEJAM A QUEM ENTREGAM A VOSSA FORÇA. PARA JÁ NEM PRECISAM DE SE SINDICALIZAREM. SÓ PRECISAM DE ESTAR CONNOSCO.

Grande Abraço
José Manuel

Gostava que o sr zé carlos apresentas


O que os colegas acham desta tabela para inicio das negociações para todos os enfermeiros
 
Gostei da tabela. Podem contar comigo.
ó Zé Manel só não sei de quantos em quantos anos se muda para o escalão seguinte (nível remuneratório).
Esta tabela não implica a revisão da carreira existente?
Carla Silva
 
"A Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) remarca reunião com a Comissão Negociadora Sindical dos Enfermeiros (CNESE) para 3 de julho." in www.sep.pt

os gajos já andam apressados a marcar reuniões a ver ser fecham alguma negociata e se cortam a força ao descontentamento dos enfermeiros e assim o seu poder reivindicativo!... vamos ver se fazem a m.rd. do costume!...
Eu até me arrepio cada vez que estes gajos reúnem com o ministério, ACSS etc, para discutir carreiras ou questões salariais

 

Força camaradas SEP, com bandeiras, faixas, manifestações, altifalantes.
Viva o povo, viva a classe operária, viva o proletariado, a vitória é certa, a luta continua.
Viva a CGTP, viva o PCP

NOTA:
É pena que tudo isto tenha sido (e continua a ser) trágico para a Enfermagem e os Enfermeiros

 
"Viva a CGTP"

A FNAM negociou uma carreira pluricategorial, onde obviamente se inclui o médico com especialidade e pertence à CGTP!!!

Numa profissão em que a base da formação é licenciatura mais se impõe que a especialidade seja devidamente enquadrada na carreira (categoria) e nas funções desenvolvidas, ainda mais quando são os próprios enfermeiros a custear todas as despesas e inclusive a pagar a inscrição na Ordem.

Não assumir a necessidade de ter uma categoria onde se enquadrem os enfermeiros especialistas é completamente ridículo.

E ao não tornar completamente clara a hierarquia profissional na carreira (como existe nos médicos) passam-se coisas absurdas nos serviços / unidades com as hierarquias de enfermagem.


 
"Numa profissão em que a base da formação é licenciatura mais se impõe que a especialidade seja devidamente enquadrada na carreira"

Enquanto a formação de base for ao nível da licenciatura a especialização deveria ser sempre ao nível do mestrado. Se não for assim a enfermagem vai retroceder muitos anos para trás ... pior do que na altura do Bacharelato. Estamos a cair numa armadilha! Talvez a solução passasse por uma articulação entre a OE e algumas escolas e instituições devidamente acreditadas.
 
Morreu este blog?
 

Viram a entrevista do camarada Zé Carlos Martins à RTP3?

Absolutamente deprimente, confrangedor.

Não conseguiu disfarçar minimamente o incómodo.

Era para rir se não fosse trágico.

Coitados dos enfermeiros que ainda acreditam em tão tenebroso personagem, que nunca trabalhou na vida, e continuam à espera dos amanhãs que cantam.
 
O que fizeram à carreira de enfermagem foi um erro enorme.

O acabar com as diversas categorias foi uma infantilidade. A carreira atual é no mínimo suis generis com alíneas nas funções da categoria de enfermeiro que só podem ser feitas por enfermeiros especialistas: então é porque deveria haver uma categoria de especialista!!! Os administradores defendem-se com esta ideia sem pés nem cabeça!!! O conteúdo funcional da categoria de enfermeiro engloba o enfermeiros especialista !!!! enfim ... sem comentários!

A carreira tem de ser hierarquicamente e principalmente funcionalmente clarificada. Não é só a questão do especialista é ao nível da gestão, coordenação de equipas, chefias de enfermagem. O que existe não é claro, ainda por cima com a ideia louca dos enfermeiros principais no céu a olhar com um diferencial salarial que envergonha os outros colegas.

E sem mestrado integrado está posto de lado a hipótese das especialidades sem grau académico e sem voltar à escola. Perdemos nitidamente poder reivindicativo como já se viu. Talvez seja importante argumentar (porque é a verdade na maioria dos casos) que os enfermeiros especialistas são formados ao nível do mestrado e com necessidade de mais outro tanto tempo de a A Ordem deve é ter mais poder na organização das especialidades, as propinas devem ser iguais às da Licenciatura e as especialidades devem ser tiradas de acordo com as necessidades e com formação de excelência e não na quantidade que se está a assistir...

Aproveitem a onda. Organizem-se. Juntem-se (todos os sindicatos e ordem) e lutem pelos enfermeiros... que estes bem merecem.
 
GREVE GERAL PARA TODOS. UMA SEMANA DE GREVE GERAL!... Enfermeiros generalistas (o meu caso), especialistas, chefes - todos!... Todos temos que lutar a uma só força pelo dia de amanha. O SEP está moribundo, o zé carlos desorientado.... O enf. Azevedo e o enf. Correia que avancem para a greve geral enquanto a coisa está quente. Força a todos os colegas. aquilo que possamos perder nestes dias facilmente o recuperamos, porque é inevitável uma alteração urgente na carreira, mas não podemos perder tempo. como diz o povo "tempo é dinheiro!"
 
Estudar? A maioria dos meus colegas que fizeram a especialidade foram procurar um título com equivalências a disciplinas e estágios. Conhecimentos?parece terem os mesmos que eu .. não se percebe a diferença entre quem tem a especialidade e não tem. Para além de que é preciso dinheiro para tirar um curso que apenas mantém as escolas em funcionamento. É necessário rever esta metodologia. Os médicos recebem para tirar a especialidade. E os enfermeiros ainda pagam.? ... porque os cursos não são gratuitos?. E já agora mais exigentes? (Falo especificamente da médico cirúrgica que não tem razão de ser).
E aproveitando que fiz este comentário lamento a desunião existente nesta profissão. Lamento a desvalorização de que somos alvo. Contudo, acho que está na altura de reverter esta situação. Os enfermeiros são essenciais e podem parar o país. Não somos voluntários. Somos uma profissão que tem de ser respeitada. Vamos lutar pela Igualdade e equidade para todos em relação ao número de horas e vencimento. Vamos lutar por uma carreira digna. Vamos ser mais Unidos.... só assim podemos conseguir algo. ..
 
Tem de valorizar os bons enfermeiros. Não concordo em ter de pagar o dinheiro que pedem por uma especialidade quando esta devia ser gratuita. E sim faço muita pesquisa e não preciso de ir para uma escola pedir equivalências para ser boa enfermeira. É preciso mudar este sistema. Especialidades gratuitas. Porque não um exame ao fim de alguns anos numa área? É preciso ir encher os bolsos as escolas? Os médicos são pagos para tirar a especialidade e os enfermeiros pagam um valor demasiado em comparação com o ordenado. E o que muitos vão fazer para as escolas mais valia estarem quietos
 
Em resposta ao comentário anterior...se bastasse estudar, chegava-se ao 12º ano, olha, quero ser enfermeiro (a) e estudava, estudava em casa e chegava! que é isso de encher os bolsos às escolas, livrai-nos desse mal! As coisas não podem nem devem ser assim...e já que estudas assim tanto, pesquisa mais um bocadinho relativamente à atribuição de título de especialista para pessoas muito experientes e estudiosas. Bons e maus enfermeiros, com e sem especialidade pode haver em qualquer lado...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!