domingo, fevereiro 24, 2008

www.deixar-os-enfermeiros-na-miséria.pt


Para quem não sabe, existe um estudo que vaticina o fim da profissão de Enfermagem nos próximos 50 anos. Em Portugal, o SEP e a Ordem dos Enfermeiros dão uma ajuda neste sentido...

Tal como eu, os Enfermeiros estão fartos. Não só fartos. Desmotivadíssimos também. Ah, é verdade: explorados, mal pagos e humilhados.
Não é nada pessoal, mas Enfermeiros como a Maria Augusta de Sousa, Rui Santos (neste post em representação do SEP) e companhia, não interessam a ninguém. Isto, como entenderão é uma mera sinédoque, pois estes pobres coitados não fazem mal a uma palha. Antes fizessem. Refiro-me à Ordem dos Enfermeiros (que começa a ser irritante) e o SEP que, num sentimento cada vez mais comunista, rouba aos Enfermeiros para distribuir pelo patronato.
a
A Maria Augusta de Sousa deixa muito a desejar. Recordo-me bem de uma conversa que tivemos em 2007. Às minhas questões respondia sempre com as mesmas respostas. Nunca descarrilava da mesma “lenga-lenga” que já incomodava o nojo!
Não só deixa muito a desejar, como gosta de fazer dos Enfermeiros “gato-sapato”. Recentemente afirmou que Portugal necessita de 80 mil Enfermeiros.
Facilmente, se deduz que andou a enganar os Enfermeiros, desamparados e aflitos, com a bandeira do “precisamos de racionalizar o fluxo formativo” durante a campanha eleitoral! Lérias demagógicas! Mentiras!
a
Mas não é tudo. Quando esta muy distinta senhora fala em 80 mil, saberá o que palreia?
Não me parece, pois argumenta esta afirmação com um rácio de 1998!! Chego à conclusão que a nossa bastonária é avessa à matemática, à verdade e à realidade! (estranha obsessão esta, a de Portugal ter este indicador "à altura" da OCDE, quando mais nenhum está...! O erro começa aqui!)
As quotas dos Enfermeiros, essas sim, são importantes.

Se o ensino da Enfermagem não cumpre os requisitos de qualidade, não interessa.
Se os professores/orientadores das Escolas não percebem nada de ciências de Enfermagem, não interessa. ("cunhas" e amizades - em muitos casos são pouco mais velhos do que os alunos...)
Se saem Enfermeiros aos milhares para o desemprego, pouco importa!
O fundamental é "dar trabalho" a uma dúzia de professores que partilham interesses comuns com a OE! Os Enfermeiros vivem depois ao sabor do vento dos interesses económicos e pouco dignos de alguns que, com a exploração de alunos, subsistem! Temos a prova deste facto nos inúmeros cursos de Enfermagem, pós-graduações e formações específicas, que não são projectados à medida dos alunos e Enfermeiros, mas sim dos "formadores" que por lá debitam pseudo-conhecimentos! A existência de qualidade ou não, é um pormenor meramente secundário e facilmente ultrapassável assim que os bolsos de alguns "morcegos" se encham com os euros pretendidos!
Como tal, a OE não cumpre o disposto nos seus estatutos, envolvendo os Enfermeiros em mentiras sem fim! Regulação da profissão? Qual regulação?a
a
Apesar da notória evolução académica da nossa profissão, não existem mudanças na prática. Pelo contrário. Cada vez somos mais submissos e dependentes dos médicos. Vejam a publicação do Decreto-Lei dos ACES!
Nem um mísero paracetamol podemos administrar sem indicação médica! Cá fora, é um medicamento não sujeito a receita médica (MNSRM), qualquer um pode comprar e gerir as sua administração! Inclusive os Enfermeiros! Cá fora. Lá dentro, já não somos os mesmos!
A inércia da OE é estupidificante! Dificilmente as situação tomará outro rumo.
Esta OE acredita piamente na idiotice de um rácio que já tem moscas em volta! Com muitos ou poucos Enfermeiros no desemprego, isso é irrelevante!
Quando todas as outras outras ordens e organizações profissionais defendem a prudência na formação de mais profissionais, tomando medidas para refrear a formação atendendo às condições do mercado de trabalho, a OE não!
Nem a OE, nem tão pouco o "atordoado" SEP (que com uma divisa roubada aos comunistas mais ferrenhos, "obrigam" agora os Enfermeiros a marcharem martelo e foice na mão, e t-shirt do Che Guevara)!
a
O SEP, esse, é uma carta fora do baralho. Deslocado da realidade. O Rui Santos é um exemplo disso. Resolvem os problemas dos Enfermeiros com umas pedaladas de bicicleta num dia solarengo. Bestial! Uma estratégia ímpar!
Isso e as notas à comunicação social. Ninguém lhes passa cachimbo!
Pagar quotas ao SEP é o mesmo que militar no PCP. Mais valia pagar directamente aos comunistas! É isso e andarmos a fazer greve para incrementar os números da CGTP! Já cheira mal!

Estas mentes geniais querem que os Enfermeiros lutem, façam greves e se envolvam nas reivindicações! Por vezes pergunto-me se eles vivem no nosso mundo...

Andam milhares de Enfermagem à cata de um mísero emprego, implorando porta a porta, e o Rui Santos e amigos querem "luta", vejam só! Estes ignorantes não percebem nada de mercado, da lei da oferta/procura e respectivas consequências! Milhares e milhares de Enfermeiros lutam pelo seu emprego instável e estes "marmelos" acham que é verosímil que os "Enfermeiros abandonem as USF's" se não forem satisfeitas as suas pretensões!!
Por favor "rapaziada", e que tal abandonar o vosso delírio?
Não há emprego para os Enfermeiros.... ninguém vai arriscar o seu lugar!
Já reparou que os Enfermeiros já só se contentam com o facto de ter um emprego mal pago e fedorento!

O SEP fala, fala e fala. Dizem que faltam Enfermeiros em Portugal porque os relatório "dizem isto, aquilo", pardais ao ninho e porcos às gamelas! A cabeça, essa, não serve para pensar. Os piolhos têm de dormir em algum lugar e ainda nenhum deles me veio explicar a vantagem de mais Enfermeiros no nosso país. Cada vez temos mais Enfermeiros. Cada esquina tem um. E depois? (Faltam 33 mil!)

Os salários subiram? Não. Desceram.
O acesso à profissão melhorou? Não. Há milhares de desempregados.
Os cuidados melhoraram? Não.
A estabilidade laboral melhorou? Não. Piorou.
A visibilidade social incrementou? Não.
A classe está mais motivada? Não. (Motivação já não está no dicionário dos Enfermeiros...)
O gozo e usufruto dos direitos dos Enfermeiros melhorou? Não.

Apelava então ao magnânimo Rui Santos (leia-se: SEP) o favor de fazer meia dúzia de sinapses e explicar aqui ao pessoal desfavorecido, o que melhorou? E o que está previsto melhorar com a suposta introdução de mais 33 mil Enfermeiros? Não está escrito nos relatórios?

O SEP anda a fazer um grande favor ao patronato. De uma penada só, desceram os salários, passaram a poder usar e abusar dos Enfermeiros e deitá-los "ao lixo", quando não precisam deles. Puramente descartáveis.

O Ministério também agradece. Independentemente das condições propostas aos Enfermeiros, haverá sempre quem aceite. Nem que seja trabalhar de borla!

Tomem nota: mesmo que se reduza a formação de Enfermeiros a zero já, o problema do desemprego não se resolverá nos próximos 10 anos! E mesmo assim, aconselho o SEP a "motorizar-se", pois não vão ter bicicletas para todos!
a
A Enfermagem poderia ser uma profissão estimulante com perspectivas de um futuro brilhante, não fossem os dirigentes de algumas organizações de Enfermagem uns mentecaptos sem inteligência e visão!
a
A Enfermagem deixou de ter dignidade desde que se tornou um negócio que alguns vão explorar até ao tutano! O IFE (Instituto de Formação em Enfermagem), por exemplo, oferece férias na compra de livros... O que alguém se esqueceu é que com os salários miseráveis dos Enfermeiros nem livros dá para comprar (quanto mais estatuto e visibilidade social!)...



Comments:
Este post até fumega! Mas está delicioso, há coisas que precisam de ser ditas!
Raros são os enfermeiros que concordam com a OE e com o SEP...
 
Mt bem! Greve Geral independente de sindicatos, JÁ!!!
 
...triste realidade, a nossa...

Para quando, melhores dias?

Para quando, mais emprego?

Para quando, mais dignidade?

Continuo a perguntar:
Por onde andam os Sindicatos?
Será que não têm acesso aos media?

Critica-se a Ordem e o SEP( e se calhar, bem), mas, tanto quanto sei, a Secção Norte da Ordem é da «oposição»...por onde tem andado?

Não quero pensar que são todos iguais, mas...

Fico-me com esta dúvida!


Teixeirinha
 
Caro DE, parabéns pela acutilância do seu post!
Como já disse aqui uma ou outra vez, não sou daqueles que concorda com determinado tipo de ataques pessoais em desfavor da discussão e do debates de ideias e projectos. Mas desta vez concordo e revejo-me de alguma forma na sua visão e no oportunismo das suas questões, que mais não são do que a constatação de uma realidade nua e crua, que parece haver quem não queira ver.
E para já, fico-me por aqui...

Cumprimentos,

ENFERMAGEM XXI
 
Este post expressa não só a opinião do DrEnf, mas da grande maioria dos enfermeiros. É a mais pura das realidades. Aí está uma razão pela qual não estou sindicalizado e pago as quotas porque sou obrigado. A nossa bastonária causa-me náuseas e vómitos assim como a malta do SEP. Teremos que ser nós enfermeiros a lutar por nós. Já chega de ser chulado por esta cambada de inergumes e pelo governo.
 
Venma aqui mais ruis santos, ou venha quem vier, caro dr. enf., este post assenta-lhes bem, pois andam convencidos que eles é que têm razão!
Arruinarm-nos a profissão e puseram-nos à merce dos explorares sem escrupulos!
 
Caros:


Vamos agendar um dia, o colega do auditório, diga qual pode conseguir, e vamos reunir!

Criticar é a coisa mais fácil de fazer, apontar /criar / desenvolver soluções é bem mais difícil.

Façamos uma imitação do que os professores fizeram q através de SMS, provocaram uma manifestação expontanea com a criação automática de uma Associação. e ainda provocou um debate no prós e contras.


Cumprimentos
 
Dr. Enfermeiro , faço minhas as palavras da infeliz verdade. Quando o sep passou as negociações da carreira de enfermagem de 2001 para 2005 , adiou a enfermagem ad eternum...hipotecou o passado , o presente e o futuro..da Enfermagem.Estamos a tempo ainda de reverter esta situação. Mudem de sindicato , deixem de pagar as quotas ao sep e passem para o que dei provas unicas e incontestáveis de defesa dos enfermeiros. A força do sindicato está na força da classe e na força que a classe dá ao sindicato , sindicalizando-se. Não estão satisfeitos com a actuação do sep ? desvinculem-se e inscrevam-se no SE . Lamento Dr. Enfermeiro esta nota quase publicitária em prol do único sindicato português de enfermagem que desde a década de 40 defende a enfermagem portuguesa. Eu mudaria se não fosse já sindicalizada no Sindicato dos Enfermeiros com sede no Porto. Colegas não fiquem apáticos e perdidos , sindicalizem-se num sindicato que ainda está vivo e que pretende arrombar as portas da arrogância governativa e dos colegas do sep que apregoam ter 15 mil sindicalizados mas que nada fazem nem por estes 15000 , nem por nenhum. Quando se permite que o estado , na pessoa da assembleia da república e do governo , procedam a feitura de legislação lesiva para a enfermagem , sem um único ruído de contestação real e eficiente , e depois se esperneia contra o que não pode ser mudado à primeira vista como as usf's , é porque ou se tem pouco poder realmente reinvindicativo , ou é porque não se sabe fazer uma contestação positiva , ou ainda não estão interessados numa real mudança para a enfermagem.Contestar exige sabedoria , garra e pertinência temporal . Os enfermeiros estão realmente cansados da arrogância da Ordem , da arrogância do sep ,da arrogância oligárquica estupidificante governativa. O tempo da monarquia absolutista e o conceito divino do poder , acabou....e a moda de Luís IV que dizia L'État c'est moi , está obviamente fora de moda. só que alguns políticos e sindicalistas estão a tranasformar a democracia numa oligarquia ditatorial sem precedentes. É o momento de acordar. Aos dirigentes do SE deixo o apelo para que afiem os dentes e as garras , porque posso correr o risco de me candidatar..um abraço ao EA um abraço a todos. Não estamos em tempo de andar de pantufas , temos que calçar as botas de montanhismo e de escalada..
Saudações

MB
 
vamos reunir-nos e planear algo....sou recém licenciada e sem trabalho.... estou cansada das declarações da sr bastonária.... e do sep que nada faz.... sinto que sou enganada por tudo e todos sendo o resultado só um: desemprego...
 
Dr enfermeiro escrevi alguns erros mas há um que tenho de corrigir. Ao referir-me ao rei de frança escrevi Luís IV , deve ler-se Luís XIV. Obrigada

MB
 
Subscrevo todas as suas palavras Dr. Enf.

Mais uma vez parabéns!
 
Bravo dr. enf!
Gosto de passar po aqui, nem que seja só para o ler, mas acabo por concordar sempre consigo!
 
Eu sou sindicalizado no SEP, mas à semelhança da GREVE que estou a fazer oa pagamento das QUOTAS da OE.

O meu próximo passo é deixar de pagar as quotas AO SEP.

Dr. enfermeiro está de parabéns pelo post, identifico-me a 100% com ele.

E desde já lhe digo que estou disponível para encetar qualquer luta que proponha com o objectivo de DIGNIFICAR A NOSSA CLASSE.

Cumprimentos.

NEl.
 
Acho que todos os enfermeiros que têm da verdadeira realidade da Enfermagem em alguma parte ou todo concordo com este post. Pois não é nada mais nada menos que a realidade.

Apenas a OE, SEP, demais sindicatos e outras entidades, mais demais cunhas e amigos (digo professores e outros), é que acham que ainda falta mais profissionais de Enfermagem.

A Enfermagem cá em Portugal está a morrer, se é que já não morreu.

Pois dizem que falta enfermeiros.... Falta é enfermeiros para encher os bolsos de certas pessoas...


Gostava de saber, apesar de ser uma acção democrática, quem votou na Sra. Enfª MAS, para condenar de tal maneira a Enfermagem...
 
O mais triste é que tudo isto é verdade e não uma ficção.....
 
Estimados,
Quando e onde a reunião da irmandade? Dia 14 de Maio? Onde?
VAMOS LÁ PORRA!
 
Gostei da "Irmandade"!!

Pois é isso mesmo que precisamos...UNIÃO!!!!

Mais uma vez relembro que há um colega que falou em providenciar um auditório, resta saber o local, dia e hora.

Eu direi PRESENTE!!


Exigem-se medidas extremas e uma delas será falar cara a cara, sem um computador ou nicks que nos encubram.


Saudações
 
Vejo que um movimento se forma...
... vamos ver se continua a crescer com força para que possa andar sobre as suas pernas...
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Ordem dos Enfermeiros = cancro da enfermagem!!
Escolas de Enfermagem + Sindicatos = Metástases!!

O destino é o fim da Profissão
 
Caros colegas, numa leitura apressada deste brilhante e separatista blog, lembro que sou dos poucos que aqui dá a cara sem ser no anonimato. Poderia escrever aqui um sem número de comentários sob anonimato, ou com vários nomes diferentes a dar as opiniões do dono.
Mas a verdade é esta tenho um blog onde falo sobre o tudo e o nada e surge até para fazer um acompanhamento do meu CCFE. Não pertende fazer qualquer doutrina.
Tenho principios e valores, acredito nas coisas e nas pessoas e acima de tudo sei que as organizações sõ existem por existirem pessoas.
Mais uma vez eu afirmo que gosto de transformar por dentro. Não na bancada.
As minhas afirmações, não são não pretendem ser as afirmações do SEP. Essa organização que respeito é bem maior e tem uma muito abrangência do que eu prõprio. Felizmente que assim é. O colectivo é bem melhor que o índividual.
Portanto agradeço que o meu blog e minhas questões sejam entendidas como minhas.
Mais os meus vaolores democráticos, nunca me levaram a inibir comentários no meu blog ou a mandar calar quem quer que seja.O que é frequente por aqui.
O mais engraçado é vocês agora resolverem fazer n, post´s sobre mim e com referÊncias ao meu nome. Caros colegas não me atibuam tanta importância porque efectivamente não a tenho. Serei assim tão incomodativo ?
Mais uma vez digo, saiam do anonimato e apareçam . Sujeitem-se a dar a cara. Exponham-se aos colegas. Já agora acabo por aqui, é tarde e eu ainda vou ao S.F. Xavier solidarizar-me com os trabalhadores que hoje estão em luta e unidos em torno das organizações profissionais. Mais uma vez digo que não fico sõ na bancada. Grande abraço e continuem a bater que não me desviam do que acredito.
 
"O individualismo por definição não sugere nenhum programa concreto de mudança das condições sociais"

Para mim, o individualismo, é um princípio dominante, que encontramos em vários blogues ligados à Enfermagem. O que me deixa algo preocupado em relação ao futuro por eles preconizado. Certamente favorecedor de um liberalismo selvagem.

Continuarei a defender o COLECTIVISMO como agente de importantes mudanças das condições sociais, em antítese naturalmente.
 
« Exponham-se aos colegas. Já agora acabo por aqui, é tarde e eu ainda vou ao S.F. Xavier solidarizar-me com os trabalhadores que hoje estão em luta e unidos em torno das organizações profissionais.»

Caro Rui Santos:
Deixe-me dizer-lhe que, fazendo fé na hora a que os posts foram colocados, a sua acção solidária foi rápida...

Quanto ao colectivismo...o seu tem uma meta que pode não ser, necessáriamente, a minha.
Permite-me esta diferença?

Um abraço

Teixeirinha
 
14 de Maio??? onde? estarei presente com toda a certeza.....deixo o meu e-mail.
maaleal@hotmail.com
 
Enquanto a OE e os sindicatos não estiverem sincronos na defesa dos nossos interesses vai ser dificil.

Todos apontamos eventuais soluções, mas ganhar o consenço nacional para se actuar de forma unica por parte de toda a classe vai ser extraordináriamente dificil.

A OE é composta essencialmente por docentes, cujo o regime rumuneratório é distinto, portanto tem o lugar garantido, desde que se continuem a formar alunos atrás de alunos.

Os sindicatos com maior representatividade nacional, tem estratégias diferentes.

A nossa classe não é desunida, mas estamos desorientados, sem rumo e por isso cada estrutura sindical e OE tomam caminhos diferentes. Cada um defende os seus interesses económicos e politicos. Esqueceram das suas funções basicas.


O encontro de bloguitas seria uma das soluções mas Qual é a percentagem de colegas que frequentam os blog´s, uma pequena percentagem. Apenas uma pequena % iria comparecer.

Sou apologista de um encontro sim de bloguitas a 12 de MAIO, dia do enfermeiro, Mas no palacio presidencial.

Ou de uma petição nacional a pedir novas eleições na OE.
 
Se as assinaturas da petição fossem significativas, mais do que os votantes da actual bastonária, alguem da OE teria que colocar o lugar á disposição ou então refletir seriamente sobre o seu papel e actuação.

Deixo a sugestão.
 
Estava a ler com algum interesse, até me cruzar com "ciências de enfermagem"...

Repare, as palavras "ciências" e "enfermagem" não devem estar na mesma frase. Caso seja absolutamente imprescindível, devem no fazer, a PELO MENOS cinco palavras de distancia uma da outra.
 
Este post está excelente, e de certa forma resume de forma muito clara a causa da "crise" da profissão de Enfermagem em Portugal.
Desde há vários anos que venho chamando a atenção dos colegas para a questão dos "lobbies" das escolas (às vezes confundo-as com a OE, porque será?).
Penso que neste momento, e como primeiro passo, o importante
é sensibilizar todos os enfermeiros para este grande problema!
Como o fazer?
Uma das formas que temos ao nosso alcance e praticamente sem custos será fazer a divulgação desta informação em todos os serviços (nos habituais placards de informação).

Gostaria de saber a vossa opinião!
 
Concordo.
 
caro teixeirinha, onde esteve entre as 14h e as 16h?
Eu sei onde estive e o que fiz.
 
Sr. Rui Santos.

Ainda há quem trabalhe.... nem toda a gente pode justificar as faltas ao trabalho com as funções de sindicalista.
 
Sr. Rui Santos.

Só no meu local de trabalho duas pessoas deixaram de pertencer ao SEP no ultimo mês.

Essas pessoas estão descontentes com o trabalho dos dirigentes do SEP.

Em breve outros colegas irão seguir as suas pisadas e sair do SEP.

O que acha que o SEP pode fazer para evitar a sua saida?

Se tiver de justificar a um enfermeiro recém licenciado os motivos pelo que deve in«gressar no SEP o que lhe diria?
 
Devemos louvar a Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, pela insana e doentia representação que tem feito da nossa classe.

Tal como Hitler, a Enfermeira Maria Augusta de Sousa ficará na história como a responsável pelo GENOCIDO DA ENFERMAGEM.

Apologista do mítico número 33 000, ela escrutinou de forma desprezível o fim de uma classe prestadora de cuidados...

E criou uma empresa imobiliária que se dedica à compra e recuperação de imóveis...

a decisão mais difícil que essa Senhora teve de tomar foi determinar onde iria ficar a piscina!!!

Tudo isto surgiu com a extinção da chamada Junta Autónoma das Estradas...

Os enfermeiros que estão no desemprego podem ficar descansados, pois são necessários "cantoneiros"

sempre poderão prestar cuidados de higiene às valetas e tampas de saneamento, e diga-se de passagem que bem precisam...

Já agora pode ser que tenham oportunidade de dar apoio emocional aos familiares de algum cão, gato ou ouriço que tenha sido atropelado!!!

E daí talvez seja má ideia, pois os futuros enfermeiros veterinários podem-nos processar por usurpação de funções.

Mas não se apoquentem, pois os colegas que não conseguírem emprego como "cantoneiros" sempre poderão ser contratados pela Ordem dos Enfermeiros como "trolhas" para fazer a recuperação dos tais imóveis.
 
" RUI SANTOS disse...
caro teixeirinha, onde esteve entre as 14h e as 16h?
Eu sei onde estive e o que fiz."


Controleiro ?!


Mas eu digo-lhe...estive na praia. É verdade, estou de férias, mas sempre que posso, venho ao blog...gosto de estar informado !

Bom trabalho.

Teixeirinha
 
Sou um futuro ex-socio do SEP, eu e mais pessoal do meu circulo de amigos que são enfermeiros.

Concordo plenamente com o colega tiago quando diz "Se tiver de justificar a um enfermeiro recém licenciado os motivos pelo que deve ingressar no SEP o que lhe diria?

Gostaria de ver a resposta a essa questão?

Mantenho a sugestão de uma petição a pedir novas eleições na OE.
Se as assinaturas da petição fossem significativas, mais do que os votantes da actual bastonária, alguem da OE teria que colocar o lugar á disposição ou então refletir seriamente sobre o seu papel e actuação.

Convido os colegas a analisarem o papel dos sindicatos na utima decada e a se perguntarem se foi positivo, negativo, ou nem uma ou outra!!
 
Apoio a sugestão de uma petição a pedir novas eleições na OE.
 
idiotas, aqueles seres que agora porque o seu SR. Azevedo perdeu querem uma petição para novas eleições na ordem.
Meus caros para o próximo mandato hámais.
trabalhem, pode ser que um dia se sintam ser humanos vitoriosos.
 
Para o anónimo das 2:27 :

Saber ganhar é a maior vitória dos vencedores.

Pelo forma como escreves...és um derrotado!


Bom dia
Teixeirinha
 
Sr. Anónimo das 2:27 AM:

Pergunto-lhe se é Professor, membro da Lista D, ou apenas militante do PCP.

Sabe é que nehum enfermeiro diz bem da ordem hoje em dia e os que dizem... é porque não ligam a nada do que se passa à sua volta.

Se houvesse outro candidato que não fosse associado a um Sindicato, que tivesse apoio politico como a actual bastonária tem.... as eleições... seriam as mesma coisa. Admito-o.

Enquanto a comissão eleitoral for literalmente da Lista da bastonária ela até pode contar com os votos dos eleitores falecidos. Não houve verdade nas ultimas eleições e todos sabemos. Até admito que se tudo fosse transparente a Bastonária ganharia outra vez, mas.... não foi transparente. Isso revela o caracter da Lista que ganhou.....
 
Eles não sabem nem sonham, que o sonho comanda a vida , e sempre que um Homem sonha , o mundo pula e avança , como bola colorida , entre as mãos de uma criança....
I Have a Dream....too.
E para terminar aqui vai António Aleixo :
Vós que lá do vosso Império , prometeis um mundo novo , CUIDADO...que pode o POVO , querer um MUNDO NOVO a sério.

MB
 
Não percebo qual é a vossa obsessão com as escolas e com os professores! De facto esse vosso tempo escolar já deve ter passado há muito, pois a vossa visão está muito desfasada da realidade. Será que não compreendem que são as escolas que transmitem e produzem conhecimentos actuais que permitem os tais "cuidados de qualidade"? Porque posso vos dizer meus amigos, que aquilo que observo diariamente são tudo menos cuidados de qualidade....
E são atitutes como estas perante as escolas, os professores e os próprios alunos que deixam a enfermagem no estado em que está: um conjunto de gente ignorante e limitada, que se enterra a si própria e da qual (cada vez mais infelizmente) faço parte.

E já agora... "aplaudir" um post como este só confirma o meu comentário!
 
Caro Colega Nelson Santos:
Trabalho há 25 anos, e posso garantir-lhe que a Enfermagem nunca atravessou uma crise tão grande a todos os niveis (reconhecimento social, nivel salarial,emprego, desmotivação..). Será que os doentes agora não necessitam de cuidados de Enfermagem?
Não, Sr Nelson Santos, acontece que somos muitos para as necessidades do mercado. E sabe porque somos muitos?
Porque houve um "Boom" de escolas de Enfermagem que apareceram e que em pouco tempo inundaram o mercado de Enfermeiros.
Escolas essas que estão protegidas pela OE, porquê?
Porque como deve saber os docentes tem uma grande representatividade na Ordem.
Agora é a lei da oferta e da procura que prevalece, e por isso estamos nestas condições.
Já que fala nos "cuidados de qualidade", acha mesmo que os enfermeiros agora saem mais bem preparados da Escola?
Olhe que não, e os profissionais dos serviços por onde estes alunos estagiam que o digam.
Sabe o que vai acontecer Sr Nelson, é que o numero da Escolas vai naturalmente fechar, porque o numero de candidatos ao Curso de Enfermagem vai reduzir drasticamente.
Pois...esta ideia não agrada aos docentes, vão ter de voltar à prestação de cuidados e ver o seu vencimento reduzido.
A realidade á clarissima, só não vê quem não quer.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AmazingCounters.comVisitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.

Novo grupo para reflexão de Enfermagem (a promessa é: o que quer que ali se escreva, chegará a "quem de direito")! 

Para que a opinião de cada um tenha uma consequência positiva! Contribuição efectiva!